30.8.08

Nova freguesa cá de casa

Um amor.
Passeia-se altiva, sabe que é o centro das atenções cá de casa. Ninguém lhe resiste. Tem tanto de bonita como de meiga e de brincalhona.
Ela salta pelas costas dos sofás, morde a cauda da nossa Francisca (outra gata), enrola-se debaixo dos tapetes, salta para os bancos da mesa durante as refeições à espera que lhe calhe alguma coisa.
Põe-se em posição de esfinge quando está pronta para atacar, inclina a cabeça quando quer alguma coisa de nós, começa a ronronar quando quer mimos.
E eu não resisto a estar sempre a enfiar os meus dedos por baixo do pêlo macio dela e fazer-lhe cafuné (não que ela perceba o que é, mas para eu ir treinando também.. lool).

29.8.08

Bacoradas 6

A olhar para a gata (que tinha um lenço ao pescoço)
Pai: Pareces um pirata. Só te falta a mota!

E o meu coleguinha de trabalho hoje presenteou-me com:
- Vem lá comigo que é para eu ir contigo... (by RR)

E para terminar em beleza, o meu lesionado "preferido" esclarece-me com:
- Epah, está a doer-me na dor! (by Jogui)

Será possível...?

Que eu não consigo dormir???

"Rapariga de 22 anos procura mezinhas ou outro tipo de crenças antigas para resolver problemas de insónias. "


São 4:11 da matina!
Parece que voltei à minha infância: já não consigo fazer as noites completas e mais, para meu desespero, não é a minha mãe que se preocupa com isso, e não é com comer, mudar de fraldas ou por-me a arrotar que vai lá... Dou voltas na cama, passo pelas brasas, desperto, brasas, desperto, brasas... Pelo Amor de Deus!
Tou desesperada.... E arrumam-se os lençóis. E é virar de costas, barriga pra cima ou de lado. E é sentar na cama. E tentar novamente dormir. E depois quando está quase... desperta-se.
E depois, rangem-se os dentes, cerra-se os olhos, dilatam-se as narinas, fumega-se pelas orelhas e vem a sensação de que só aniquilando alguém é que nos sentimos melhor...

Uma ajudinha da vossa parte. Aceitam-se todos os tipos de truques (tal não é o desespero... algum há-de resultar)

26.8.08

I wish...

(...)
I wish that we could give it a go,
See if we could be something

I wish I was your favorite girl

I wish you thought I was the reason you are in the world
I wish my smile was your favorite kind of smile
I wish the way that I dress was your favourite kind of style
I wish you couldn't figure me out
(But you'd always wanna know what I was about)

I wish you'd hold my hand when I was upset
I wish you'd never forget the look on my face when we first met
I wish you had a favourite beauty spot that you loved secretly
'Cos it was on a hidden bit that nobody else could see
(...)

(Nicest thing, Kate Nash)

23.8.08

Tá a fazer um mês...

...que o meu Dom Pedro entrou na minha vida, este cavaleiro andante que me conquistou e por quem me apaixonei de alma e coração!
Já démos umas voltinhas juntos, já fomos tomar café, já fomos longe e já ficámos perto.
Tenho de confessar que de início me senti um pouco relutante. Cheguei mesmo a pensar que não tinha pedalada para ele. Não foi fácil. Ele não era igual aos outros.
Ele é mais novo, logo ele é mais agradável. Ele é mais moderno, logo ele é mais ágil. Ele é recente, logo ele tem o que os outros não tinham. Ele é muito giro, logo é muito concorrido. E ele agora é meu!!!!

E agora que o tenho, já não largo o meu Dom Pedro !

22.8.08

Conversas com a minha Avó (75 anos)

Avó (ao telefone): Ai filha, ando aqui aflita da boca. Fui ao dentista arranjar aqui uma raiz, ando mesmo aflita. Já hoje aqui chuviscou. Tão ali não sei quantos pessegueiros que não sei se chegam a dar um cento de pêssegos. E ele também anda lá a arranjá-los.
Mãe: ele quem?
Avó: o teu pai
Mãe: arranjar o quê?
Avó: os dentes, de que é que estou a falar!

I like to move it...



I like to move it, move it...
Se mereço um donut?? Ah pois! Dois!
Pssst psssst e também já merecia era uma entrada como a dos segundos 14 a 16 só por causa das tosses, só porque me apetece e só porque sim... Vais ver!

18.8.08

Verdade ou Mentira:

"No Amor e na Guerra vale tudo..."

16.8.08

Epahhh!

Está a chover. Alguém percebe que vou sair e ainda perguntam:
- Vais sair com esta chuva???
- Não, vou sair com a próxima...

Isso ou

Acabo de tomar banho e alguém:
- Tomaste banho?
- Nop... Está a chover no WC..

Mas melhor só

Quando estou deitada, olhos fechados, no sofá/cama e subitamente...
- Estás a dormir?
- Não! Só a treinar para morrer!

15.8.08

10.8.08

Apetece-me



Come(te)r loucuras......

7.8.08

E estes me aguardam....

A próxima época está a chegar. E os Juvenis do Centro Desportivo de Fátima bem podem aguardar, que eu estou chegando!!!

3.8.08

CMA Fátima

Fim-de-semana.
Hoje estive aqui:


à espera que o telefone tocasse, para mandar este:


para combater isto:



Tiro a farda de fisioterapeuta e visto a de bombeira. Esqueço as medidas terapêuticas e recordo o amor à camisola, o amor de 3 meses do verão passado no Centro de Meios Aéreos de Fátima. Eu e o meu amigo bombista (o homem da bomba). Bons momentos aqui passados, tardes de trabalho e de paródia para recordar. E hoje viemos matar a saudade.

Atendo o telefone e mando seguir os Alfas para combater o(s) incêndio(s). Entre várias missões e abastecimentos dos tanques, entre comunicações de rádios e relatórios, entre aterragens e descolagens, lá nos chega a informação de que o incêndio está circunscrito.
E quando damos o dia por terminado saímos com um sorriso no rosto.

Estou indignada

Hoje fui (literalmente) obrigada a lavar a louça num lavatório!!!
Sim, num lavatório. Detergente em cima do autocolismo e suporte da louça nem mais nem menos do que na banheira. E mais! Não estou propriamente a acampar (mas mais parece)!
Estou chocada.

2.8.08

Ai !!!

Hoje estou irritada.
(E agora deu-se-me um Dejá vu não sei porquê!)
E saber que amanhã devia estar a pé às 7:30 para iniciar 36 horas seguidas no meu CB e não conseguir adormecer está a chatear-me indecentemente.

E mais, só me vem esta música à cabeça


E a letra dessa música. A letra que não quero perceber. O que me irrita também.
E mais! Irrita-me estar assim... irritada! Humffpp

1.8.08

Fico triste

quando penso que conheço quem me rodeia. Quando julgo que as pessoas mais próximas deviam ser as mais importantes. Quando eu penso que os amigos deviam dar aquele apoio. Quando eu só queria ouvir um "força" e não chego a ouvir um "Humffpp".

#$%&%#@»£$#>£@