30.9.08

Porque o saber não ocupa lugar

Bem... Falar do que é importante: Falar. Falar bem. E falar à Portuguesa!
E porque se deve falar bem (ou à portuguesa), devemos estar atentos a tudo o que vai ser exposto de seguida porque nos pode fazer falta. Aliás, faz falta. Pelo menos para perceber algumas pessoas...
Quem sabe se o acordo ortográfico não vai ainda incluir o seguinte?

Alevantar ou Amandar ou ainda Assentar - actos de levantar, mandar ou sentar com muita convicção.
Destrocar - trocar várias vezes uma nota até ficarmos com a mesma.
Disvorciada - mulher que se diz que se vai divorciar.
É assim... - a maior evolução da língua portuguesa porque é um termo que não quer dizer nada e não serve para nada mas é colocado no início de qualquer frase.
Êros - moeda alternativa ao Euro, adoptada por alguns portugueses.
Há-des - Verbo 'haver' conjugado de modo a invocar um deus grego do submundo.
Nha - forma mais prática de dizer MINHA. Para quê perder tempo? 'Nha Mãe' é uma poupança extraordinária.
Númaro - também tem a vertente 'númbaro'.
Pitaxio - aperitivo da classe do 'mindoím'.
Prontus - usar o mais possível. É só dar vontade e podemos sempre soltar um 'prontus'!
Prutugal - país ao lado da Espanha (mas não é a Francia).
Tipo - tal como o 'É assim', faz parte das grandes evoluções da língua portuguesa. Também sem querer dizer nada, e não servindo para nada, pode ser usado quando se quiser, porque nunca está errado, nem certo. É assim... tipo, tás a ver?

28.9.08

O meu Domingo até as 14:30

Não que eu me queixe que um qualquer dia da semana seja monótono! Se pensar que um dia de semana para mim é casa-trabalho1-casa-trabalho2-casa intervalando com umas idas aos bombeiros para beber café ou pôr a conversa em dia...
Mas sinceramente são os Domingos que me presenteiam peripécias (boas ou más) que chegam para dar e vender! São os domingos que me dão acção e muita adrenalina a pulsar nas veias. Senão vejamos:

Bem dito pedaço de mau caminho com quem tive um encontro imediato de 3º grau assim que saí de casa e que me alegrou a manhã (3º grau mas não me importava nada que tivesse sido de 1º grau, que o gajo era bom de morrer!)
Maldito jogo (C.D.Fátima - Académico de Coimbra)!
Malditos nervos e malditos sacanas da Académica que só roubavam tempo e cometiam faltas.
Maldita arbitragem que estava a favor deles (cuido eu porque não cheguei a ver trocas efectivas de substâncias monetárias!)... Mas cheirou-me...
Maldito filho-daquela-senhora-de-características-rameiras que a 2 minutos do final do jogo fez uma entrada ao nosso extremo esquerdo que o deixou fora do jogo!
Bem dito auto-controlo que me fez ter uma avaliação correcta!!! E lá acabei o jogo dentro da Ambulância de Socorro, a caminho do Hospital, com o meu menino!
E não me canso de dizer: maldito filho-daquela-senhora-de-características-rameiras que, não satisfeito com a vantagem no marcador, ainda provocou uma fissura na tíbia do "meu menino" que o faz ficar com gesso durante umas 2 semanas! Damn!!!

Bem dito almocinho da mãe que às 14:00 me caiu que nem ginjas!!!!

27.9.08

Pecado


Porque esta imagem me suscitou interesse.
Porque à primeira vista me fez lembrar a palavra "Pecado".
Porque ando numa onda pecadora...

25.9.08

Letras que encaixam neste momento #2


"Come
break me down, bury me, bury me. I am finished with you. Look in my eyes, you're killing me, killing me. All I wanted was you. "


(30 seconds for Mars- The Kill)

23.9.08

Não consigo evitar



Canta-me essa música ao pé de mim... vá canta... canta-ma com esse jeito que só tu sabes... e atreve-te a usar esse chapelinho... vá... atreve-te a cantar essa música tal como estás a cantar e ao pé de mim... e nem sei o que te faria... mas provavelmente nem responderia por mim meu bem..

21.9.08

O meu Domingo até as 13:30

Bem dita loja do Chinês aberta as 13h de um dia de domingo!!!
Bem dito tempo que insiste em contrariar o boletim meteorológico (trovoada? onde?)
E Maldito o homem bidente (sim, só tinha mm dois dentes!) que insistiu me abordou no meio da rua e insistia em perguntar-me se eu era ucraniana enquanto me agarrava num dos braços...
Bem dita força que ainda tenho nos meus braços (dei-lhe um safanão...)
Maldito tempo que perdi a explicar que o facto de ter um top amarelo não invalida o facto de o meu cabelo preto ser mesmo português!!!

Maldito tempo que perdi a contar a história à Paula, assim que cheguei a casa porque acabei por receber uma resposta como "realmente tens cara de ucraniana"!!! (já mas pagas)

20.9.08

Estou neste momento...

...with all my



18.9.08

Bacoradas #8

Uma Sr. Dona armada em conhecedora de português... e a falar dos programas tipo "Ídolos"
CV: Epah, aquelas vozes esganificadas...

Numa tarde complicada...
JM: Eu tenho olhos na cara e ouvidos nas orelhas!

E saudades que eu tinha de ir à faculdade??? Só hoje dava para encher o blog, eu é que não me lembro de todas...

O MP a falar de propinas:
A Egas vai sempre Moniz..
(Viram alguma relação? Eu também não…)

E como qualquer café que se preze na faculdade, no bar das cadeiras-cor-de-laranja, tinha de vir a conversa sobre... actos mais íntimos....
PP: ai na praia, é tão bom
CF: ei… a areia… blaghhh
PP: não até não...
IO: Ah usas sempre toalha quando estás na praia, né?
PP: nem sempre, mas quando não uso, não sinto areia nenhuma a incomodar
IO: Ah, então ele arreda-te a cueca para o lado, né?
PP: não, era de noite…
(Será possível que eu não veja nenhuma relação, again??)

A falar de carros:
CC: Ah, o arquitecto também tem um Toyota, mas não é da mesma marca…
(Eles lá lançam de cada marca... ou modelos?)

Pp: Bem isto parece uma colcha
IO: E é mesmo uma colcha comprada no gato fedorento…
Colcha ela era. O Gato fedorento é que andou a investir; o stand-up-comedy já não é o que era

Bacoradas #8

16.9.08

Conversas...

video

Porque até eu faço isto com conversas de encher-chouriços!
E aceno sempre de 5 em 5 segundos, numa de despistar qualquer tipo de desatenção no tema enfadonho que me quase obrigam a ouvir.

E cheira-me que vai acontecer mais cedo do que estou à espera...

14.9.08

Já viram???

E porque este fim-de-semana estreei as minhas chuteiras lindas lindas da Puma, tinha de vir deixar o testemunho (meio revoltado) dos dois jogos realizados...

Já viram uma Fisioterapeuta entrar em campo mais de 10 vezes? Não?
Já viram uma Fisioterapeuta correr quase tanto tempo como os jogadores em campo? Não?
Já viram uma Fisioterapeuta ser chamada pelo árbitro para entrar em campo, chegar a meio do sprint (quase sprint, vá) e dizerem-lhe que afinal não é preciso? 3 vezes? Não?
Já viram uma Fisioterapeuta ser chamada em campo porque um jogador estava deitado, queixoso há meia-hora e afinal era só um arranhão num dedo da mão? ou na perna? ou só porque tava sujo? Não????
É porque não viram o jogo dos Juniors C.D.Fátima - Loures.
Que ficou 3-0 só para que conste!

E quanto aos meus meninos mai fofos, mai brincalhões, mai loucos não tenho mesmo nada a dizer.
Só: já viram um jogo acabar com o magnífico resultado 19-0? Não???
É porque não viram o jogo dos IniciadosA C.D.Fátima - C.F.U. Coimbra!
Não admira que estas duas equipas tenham sido campeãs a época passada!

13.9.08

12.9.08

´Mé qué? Bora ao Aiwé, ou quê?

Pois é, de volta à terrinha.
E só depois de um belo serão (como quem diz até às 2 da matina) no "I love beer" e depois da conversa puxar para esses lados, é que nos demos conta que usamos expressões diferentes consoante a zona em que estamos. Inconscientemente!
E então, por aqui usa-se sempre o "´mé qué?" (como é que é?) para iniciar uma frase e o típico "ou quê?" para terminá-la. Ou então apenas para saber como é que está tudo "atããão?".
Nem damos por isso, mas quando nos chamam a atenção até irrita porque usamos as expressões sempre!
É que é mesmo verdade, e nunca me tinha apercebido. E chega-se a usar tudo na mesma frase e tudo! É que é uma salganhada... Será que alguém nos chega a perceber?! =)

Vou estar mais atenta, ainda tenho uma semana na capital para disseminar estas expressões... ahhah

8.9.08

Bacoradas #7

Uma conversa apanhada pela IH, em que a MJ falava ao telemóvel visivelmente irritada:
MJ: Tu? Tu mudaste de personagem, já não és a mesma! És uma personagem diferente...
(Ok, alguém ainda não se tinha apercebido que estava a viver uma peça de teatro. Ou será um Big Brother novo?)

Um colega de trabalho numa explicação muito complexa
HS: Como raio é que se fazem ovos estrelados sem omeletes?
(Eu não sei é como é que tu consegues fazer isso)

Uma conversa com a Kath no Msn:
Eu: olha, na 5ª vou sair com o RR...
Ela: maaaaaaaau!!! Mas esse não era pra mim? Aliás, pensando melhor... tu não eras pra mim?? cá agora esse, ficas sempre com os bons pah!
Eu: tu não me quiseste minha viagrista!
Fugiu-se-me a boca pra verdade se calhar, mas o que queria mesmo dizer era vigarista* mas até acabei por me sair bem.. ahhahah

7.9.08

Letras que encaixam neste momento

"But you and I, we live and die and the world's still spinning around. We don't know why!"
(Champagne supernova - oasis)

E veio-me de imediato à cabeça o pouco que se aproveita e que se leva desta vida...
E isso eu tenho de mudar! E isso eu vou mudar!
Farta de estar enrilhada em cordas invisíveis do ID, em time-bounds, space-bounds, social-bounds... Estou farta de ter limites impostos por mim mesma, farta de não seguir os meus instintos por pensar demais nas consequências...
E estou farta de estar farta...
E quero muito mais desta vida.

E não quero com isto dizer que só quero cometer loucuras. Apenas preciso de não me sentir amarrada, preciso de liberdade, coisa que EU não me permito ter. E, no entanto, tenho toda a liberdade!

Estranho? Apresento-te Eu: estranha!

dia de 48 horas

Ah pois, esta menina saiu do trabalhinho e foi até Lisboa visitar o seu pessoal mais querido: os amiguinhos de turma!
So,
It was a hell of a night!!

Chegada ao aeroporto com uma hora de atraso (o autocarro, não o avião...ahahah), a Kath pegou em mim e fomos directas a Santos... Uma bela jantarada no Orange, bem louca (mesmo o que andava a precisar)..
Seguidamente: Loft. Música, shots, pauzinhos que dão cor e... um pequeno contratempo. A nossa Kath andava a curtir a noite (demais!). Com o estômago já a dar horas, fomos ver se a Asae (ainda!) não tinha fechado a roulote de santos (e ainda não, é verdade!) e seguimos até casa do Miguel.. And It was a hell of a trip!! E era um mini a rasgar a noite, já nem sei a quanto, por entre estradas estreitas e estradas nacionais, com conversas/convites de baixo nível (mas de elevadíssimo interesse) e que acabaram por morrer ali, não fossem já 7 da manhã.

E eram 8:30 e a Paulinha já me levava ao Oriente onde apanhei comboio para Alverca. Ah pois, porque esta menina vai pra night, mas trabalha no dia seguinte!
E tive de perguntar a uma cara desconhecida onde ficava o estádio. Mas claro, como sempre, muito selectiva na recolha de informação, por isso um rapaz, bonitinho, dos seus 20 e poucos anos, estava perfeito. E com sorte ele até me levou mesmo à porta do estádio! Conversinha de calçada e em 10 minutinhos estávamos lá!
E os meus meninos chegaram num instante.

Após equipar, aquecer e sentar no banco com os suplentes... It was a hell of a Game!!! E marca um e marca outro e vai e não vai, mais uma lesão, mais uma falta, mais... enfim não fosse a equipa adversária composta pelos miúdos do Sporting e Benfica, provavelmente o jogo não tinha sido tão renhido. Acabámos por sair do campo com um 2-2. Nada mau rapaziada!!
E a viagem até Fátima foi simplesmente... brutal... foi uma terapia de riso com música, cantorias (Róoooxane!) e as conversa de miúdos de 14 anos que de tão inocentes se tornam tão divertidas.

Mas o melhor foi todo o convívio deste dia de 48 horas. A night com os meus comparsas de curso, meus miguinhos do culaxão! E o jogo com os meus miúdos mai fofos, mai brincalhões, mai loucos!

4.9.08

Just want to cry

Porque é que há dias em que só me apetece chorar?
Mas chorar com força, chorar até doerem os olhos de escorrer tantos sentimentos recalcados, chorar até dilatar todas as veias, chorar até me sentir exausta por contrair todos os músculos do meu corpo, chorar e gritar até não poder mais comigo, até não poder mais chorar...
Libertar esta insegurança que não me larga, que leva à raiva e incerteza... e que têm persistido.

Just want to cry myself to death...

E no entanto não me sinto triste.

3.9.08

Regresso às Aulas

Agora com o início de Setembro, com um novo Síndrome chamado de Stress pós-férias (onde, onde? mal as vi...), com as campanhas escolares e os anúncios em que escorrem cadernos, canetas e mochilas dos desenhos-animados mais in... é que me lembro que... eu já não tenho O meu regresso às aulas !!!!

Apercebi-me que já não vou voltar à minha vida de estudante (dura, dura, pobrezita).
O acordar depois das 10 horas.
O chegar à escola tipo 14:30 e... "café?"... "onde?"... "bar grande"...
O estar no bar-das-cadeiras-laranja, beber café, jogar às cartas com os caloiros, ter conversas de índole quase sempre íntimo e privado.. cof cof.. estar no bar-das-cadeiras-laranja, começar as aulas e ficar no bar-das-cadeiras-laranja, pedir as belas das tostas mistas ou dos donuts recheados e continuar no bar-das-cadeiras-laranja...
O estar nas aulas... onde nós combinávamos o jantar de curso, o jantar em casa do fulano, o jantar de aniversário do cicrano ou só porque jogava o Sporting ou só porque sim.
Os trabalhos de grupo que eram sempre feitos num estado de concentração máxima, fosse qual fosse o tema, e no local que maior concentração nos dava: o bar-das-cadeiras-laranja...
O depois das aulas em que passeávamos pelo Vasco da Gama ou íamos ao cinema ou íamos ao Real ou íamos para casa da Aida... ou íamos para a night (afinal, as aulas acabavam às 22h!)
Os jantares.. os Três Unidos, o Safari, o Real.. o Forno, oh boy, o Forno!!! Ou então aqueles jantares feitos lá em casa com o máximo de gente na cozinha, todos concentrados em abrir garrafas de Gazela (zebra.. cof) e um apenas concentrado a fazer massa com atum ou arroz com atum ou qq-coisa-com atum...
O Sofá em L.. ai o sofá em L... onde se reunia o pessoal, não só para esperar pelo jantar, para o depois do jantar, para as conversa até às 5, 6, 7 da manhã ou simplesmente para ver os programas mais estúpidos da MTV maliciosamente criticados pelo Márcio e/ou Delfim e sempre com uma nota aconchegante da nossa Ritinha Morais.
O CLIP... a esse nem me vou referir que o meu nível de nostalgia já se cruza com o de sensibilidade.. sniff snif..

As saudades de vocês pah!

E do meu regresso às aulas!!!!

1.9.08

Me, Myself and I #1