30.10.08

Have fun

A Vida já é madrasta o suficiente...

27.10.08

Sinto-me novamente


Enebriada pelas sensações que borbulham dentro de mim...
quando estás perto e sinto a tua respiração,
quando os teus lábios estão demasiado perto mas mal me tocam,
quando passas as mãos pelo meu pescoço e me puxas o cabelo,
quando fecho os olhos e te sinto,
quando és simplesmente tu
e porque estamos "juntos" de modo tão simples...

25.10.08

SÓ UMA GAJA SABE O QUE É....

Passar a vida inteira a lutar contra o próprio cabelo.
Comprar uma blusa que não combina com nada, mas que pelo preço estava irresistível!
Ter uma bolsa que parece a necessaire da avó do 007, pela quantidade de coisas acumuladas dentro dela.
Fingir naturalidade durante um exame ginecológico.
Ter crises. Conjugais, existenciais, de identidade, de nervos...
Ser mãe solteira, mãe casada, mãe separada e... mãe do marido.
Comer uma caixa inteira de bombons porque teve uma briga com o noivo, passar mal, e sentir-se destruída porque saiu da dieta.
Depilar as pernas a cada 15 dias, com cera!
Sentir-se pronta para conquistar o mundo só porque está a usar uma peça de roupa ou sapatos ou mala ou um batom novo.
Sentir-se realmente infeliz, porque não tem uma roupa linda para sair (embora tenha o armário repleto!).
Descobrir que a sua relação e o mundo acabaram... e depois descobrir que não era mais do que a síndrome pré-menstrual.
Dizer não, para que ele insista bastante, e depois...!
Ser santa, filósofa, mestra, médica, psicóloga, redentora, administradora, cozinheira, organizadora, juíza... e etc...!, antes de começar a pensar nela mesma.
Chorar quando está extasiada de felicidade e... rir quando tem muita fúria...

Só a mulher é que sabe...

24.10.08

Verídico

Verídico! Assisti à conversa seguinte, entre dois peregrinos brasileiros e uma logista:

Ela: Oi. Você mi empresta um pouquinhô di Durex?
Ele: Maê, não é Durex não. Cá Durex é camisinha...
Logista: Ah, o que você quer é Tesa! Isso cá é fita-cola...

Só me fez lembrar o anúncio do Scolari "timbolim é matraquilho...". E torci o pâncreas para não esboçar qualquer tipo de reacção.

22.10.08

Instinto, instinto...


O Desejo é um instinto, não uma vontade racional

21.10.08

Limites?!

O Limite é o céu

19.10.08

Hoje, alguém me disse


" Eu sei aquilo que valho

e sei que as pessoas mais importantes para mim sabem o que valho...
logo, tudo o resto é plateia..."


Foi uma mensagem que me ficou. Forte mas muito bem conseguida! Decorei-a no instante em que me foi dita. Beijo meu para ti =)

16.10.08

Porque é que todas as minhas decisões importantes deixaram de ser feitas com um 'pim-pu-ne-ta', tal como quando era pequena?

Sinto a falta desse tempo... Era tudo mais fácil

13.10.08

Preguiça # 3

O meu quarto não está assim, mas se a imagem tivesse uma colcha azul e uns tapetes cremes já era tal e qual!

A Preguiça é a mãe de todos os vícios.
Mas uma mãe é uma mãe... É preciso respeitá-la, pronto!!!

E mais um sobre o Domingo

Porque se está a tornar um hábito um post com o título "O meu Domingo até às xx:xx horas"... mas desta vez falarei sobre o Domingo das 00:00 às 00:00. É que este começou mal mas acabou... nem sei bem se em beleza, se com vontade de cortar os pulsos... sei lá como descrever...
Vejamos...

Sábado à noite, cafézinho com um amigo, coisa simples, mas bom serão. Entro ao serviço no quartel pouco antes da meia noite.. Portanto, inicio o Domingo em serviço.
Pouco depois da meia noite saio para um serviço. Uma paragem cardio-respiratória. VMER no local, reanimação não sucedida, declaração de óbito. Uma hora à espera da GNR. Deitei-me às 4 da matina... 7:25 toca o despertador...

Às 8:00 já ia em viagem, dentro de um mini-autocarro, com os meus menino direito à Figueira da Foz... Vontade de dormir: muita... Vontade de mandar calar o homem-que-foi-ao-meu-lado-e-que-falava-pelos-cotovelos: imensa...
Mais um jogo renhido, um jogo daqueles em que as mães-revoltadas-dos-jogadores-adversários gritavam cada asneirada que deixava qualquer ouvido bêbedo de obscenidades... Mas saímos com um empate.
Almoçámos numa tasca. Misturada no meio dos miúdo ri-me silenciosamente com as suas conversas inocentes... Mas ri-me muito mais no autocarro à vinda..
Eles era anedotas, eles era gozar com o sotaque do Meira, eles era acordar o Mister, eles era tudo e mais alguma coisa para me fazerem rir e me tirarem a vontade de colar a minha cara ao vidro do autocarro e dormir que nem um bebé....

Chegada ao estádio ainda fui fazer tratamento a dois miudos...

A cama não tardava pela demora mas bem chagadas as 20 aí fui eu de cabeça... e acabei por receber uma declaração (não de amor, mas de interesse, de "carinho especial" vinda de um trintão!).. uma declaração bonita, daquelas que só ouvi quando eu era mais pequena.. daquelas que nesta altura já nem sei se faz sentido ouvir, por tão simples e sincera que foi.......

11.10.08

Conversas com a minha irmã (16 anos) # 2

Ela: Amanhã pago-vos o jantar
Eu: Quê?
Mãe: Quê?
Ela: Pago-vos o jantar amanhã! (olhar muito sério)
Eu: Tás a falar a sério?
Ela: Não...
Eu: Pah, com essas coisas não se brinca!!!

9.10.08

Letras que encaixam neste momento # 3


"This time, I wonder what it feel's like to find the one in this life
The one we all dream of, but dreams just aren't enough
So I'll be waiting for the real thing
I'll know it by the feeling
The moment when we're meeting
Will play out like a scene, straight off the silver screen
So I'll be holding my breath, right up to the end,
Until that moment when, I find the one (...)

Tonight, out on the street out in the moonlight
And damnit this feels to right
It's just like déjà vu me standing here with you"

8.10.08

O meu diazinho de (m****) hoje

Hoje um dos meu meninos (14 anos no máximo) virou-se para mim, ficou com cara séria, e depois de me fixar olhos nos olhos disse muito calmamente:

"Inês, fofinha, queres que me porte como um homem? Eu porto-me como um homem, só para ti."

E eu, depois de ouvir tudo isto, mantendo sempre o contacto ocular, respirei fundo e...
tive de lhe ralhar por se ter referido a mim empregando uma palavra "carinhosa" e depois...
tive de me rir... rir muito, rir de apertar a barriga com dores de tanto rir...

Até me esqueci do episódio de hoje à tarde.. Triste episódio.
Hipoterapia. Um Fisioterapeuta de cada lado do cavalo e o animal filho-da-"cavala"-de-características-rameiras lá se lembrou de se virar... para o meu lado... mas não bastando, ainda tinha de se pôr em cima de mim... Senti simplesmente 500 Kgs em cima do meu dedo grande do pé esquerdo. Agora tenho dois dedos no sitio de um...
Posso dizer que já levei com um cavalo em cima... E não me sinto feliz...

Bacoradas # 9

Num restaurante, a mulher-da-mesa-do-lado-com-voz-extremamente-esganiçada:
"Ai, no hospital não dá porque temos de fazer a tiragem primeiro"
(isto porque 1º vamos à triagem mas só quando nos dão as tiras às cores é que se trata, efectivamente, da tiragem)

Um colega de trabalho a falar com um senhor que demonstrava material de posicionamento/ortopédico
HL: "depois nós dialogamos os 2 em conjunto"
(porque se já forem 3 já não é dialogar e também já não é em conjunto)

Eu: "Olha, hoje temos sessão de Snoezelen"
Ll: "Já me estava a esquecer um bocadinho"
(só um bocadinho, porque se se esquecesse dois bocadinhos ainda ia, mas se se esquecesse três bocadinhos já não se lembrava mesmo)

6.10.08

Não me façam isto...

E pronto, lá começaram novamente os comerciais aliciantes que quase obrigam o pessoal a comprar os produtos pelas caras larocas que os anunciam... Seria para mim quase inevitável comprar estes perfumes (não usando claramente perfume masculino), mas só pelo conteúdo do anúncio...
Só porque sim, porque me tira do sério... Só porque são bons pedaços de pecado...
(já disse que ando numa de pecado???)





É que me dão cá uns calores....

4.10.08

Luxúria # 2

Quem disse que umas comprinhas não fazem superar a fase depré???
Tal como a doutina católica a define "o apego aos prazeres carnais, corrupção de costumes; sexualidade extrema, lascívia e sensualidade", que melhor que uma bela luxúria(zinha) para nos levantar a moral e nos fazer sentir... diferentes?

1.10.08

Gula # 1

Apareceram-me uns bicinhos miseráveis que andam a fazer estragos dentro do meu roupeiro.
Diz que se chamam calorias...
Parem lá de apertar a minha roupita, tah?
Come out, come out, wherever you are!!!!