31.3.09

Maldito Jet lag

Estou a sofrer como se tivesse com Jet lag.
Sim, sim.. "ah e tal é só uma hora mais tarde", "sabe bem este horário", "os dias são mais compridos"... Pois mas agora tenho acordado uma hora mais cedo e tem custado para crlh! Sim, uma hora é muito tempo para estar na cama, seja acordada a fazer ronha, seja a mandar os últimos cartuchos de sono mal amanhado. Não interessa. Roubaram-me uma hora!!!!
Até que me habitue vou jurar a pés juntos que as olheiras até aos joelhos são do Jet lag.

29.3.09

Férias da Páscoa

E o melhor das férias, o que é?
Pausa das aulas? Não.
A Páscoa a chegar, bombons e amêndoas? Não. Não. Não.
É mesmo o facto da minha irmã entrar em férias...
É que ultimamente deu-lhe em estudar em voz alta. E então já começo a ficar ligeiramente (que é como quem diz muito mesmo) irritada de ir tomar banho ao som de "Descartes e o pensamento ocidental e David Hume e o Tratado da Natureza Humana" e vestir ao som da "Lei de Chatlier" e jantar ao som dos "tipos de calhaus e rochas que me mandam estudar agora em Biologia" e ver televisão ao som de "A perspectiva derrotista do país com a valorização das «civilizações superiores» n´Os Maias".
Menos! Muito menos maninha.
Se ganho cabelos brancos é por isso.. Já me chegam os 16 anos que (mal) andei a estudar...
God bless school vacations.

27.3.09

Masturbação do Ego

... simplesmente a melhor expressão / frase / reparação... whatever. Dita por uma psicóloga.
"A fulana X faz-lhe masturbação do Ego". Pronto, a fulana X podia fazer-lhe outras coisas mas decidiu que era a masturbação do Ego que preferia.

E afinal de contas quem não precisa de masturbar o seu Ego de quando em vez? Ou o Ego do outro, claro está.
Chamam-lhe luxúria ou vaidade ou gula... Agora eu chamo-lhe Masturbação do Ego.
Sempre que for comprar uma peça de roupa, ou colocar rímel, ou quiser uns beijinhos do céu só porque preciso de me sentir bem ou só preciso de me sentir bonita ou só porque sim vou lembrar que estou a masturbar o meu Ego.
Ah gaita, assim está bem!

23.3.09

My life is

rockin´ on again...


Depois de teres feito todos os exames e depois de semanas a imaginar o pior, hoje a paz restabeleceu-se na minha cabeça e na minha vida. O quadro que pintei foi mesmo o pior.
Assim sendo, volto à animação constante...
Amo-te mãe

22.3.09

Leis comprovadas cientificamente #4

Lei da perda:

Só damos o verdadeiro valor (de algo ou alguém) quando se sente a ameaça da perda.
Hoje dizes que não queres. Amanhã choras por não ter.

Oh boy, oh boy

Só tenho uma coisa a dizer

Se aquilo era mão, éramos uma cambada de mutantes que andavam a coçar o peito a toda a hora e ninguém dava por isso.

(Já a imaginar um pirete a sair do decote, cada vez que nos olhassem para as mamas. Ah, mutantes rijas!)

21.3.09

Butterfly effect

E (finalmente!) as obras acabaram cá em casa.
Os quartos já estão arrumados.
A sala já está arrumada.
A cozinha está em vias de estar arrumada.

E aquele toque pessoal já veio direitinho ao meu quarto.. hihihi

É que estou mesmo orgulhosa... A minha vida está mesmo butterfly... É do início da Primavera...

20.3.09

Leis comprovadas cientificamente #3

Lei dos eventos importantes:

Se existem dois eventos importantes e pelos quais anseias desesperadamente, as datas irão coincidir, e os locais serão longe demais para que possas ir aos dois.

18.3.09

Me, myself and I #4




I Love the way I feel today


Rapazes espigadotes


Estou farta que me perguntem se tenho "Homem"...
Homem meu, meu, é só um: o meu Pai.
E não voltem a perguntar, que a resposta será a mesma e continuarão na ignorância, sim?

15.3.09

My life is

ON

HOLD

until 23rd March

14.3.09

Irrita-me

que esteja alguém eléctrico à minha beira, sempre a falar em décibeis elevados demais para serem permitidos por lei, sempre a saltar de um lado para o outro parecendo que tem bicho carpinteiro. E que para chamar a atenção ainda se aproxima o suficiente para me apetecer dar um par de estalos daqueles que deixam a marca dos dedos na cara por alguns minutos.

E depois dizem que tenho mau feitio. Feitio de merda mesmo...

Leis comprovadas cientificamente #2

Lei da Procura Indirecta:

1. O modo mais rápido de se encontrar uma coisa é procurar outra;
2. Encontramos sempre o que não estamos a procurar.

12.3.09

Tiago Marto

Tiago Marto, atleta do Grupo de Atletismo de Fátima (GAF), nosso colega Fisioterapeuta, o nosso Pipoca! Merece toda a nossa atenção!!!

- Sagrou-se campeão nacional sub 23 nos 60 metros barreiras (8.23 s novo recorde pessoal) e obteve a 3º lugar no salto em comprimento (7,23 metros também recorde pessoal), em Espinho nos dias 9 e 10 de Fevereiro de 2008.

- Sagrou-se campeão nacional do heptatlo dos campeonatos de Portugal de pista coberta, realizados a 23 e 24 de Fevereiro de 2008, em Pombal. Obteve a 2ª melhor marca portuguesa de todos os tempos.

- Bateu o recorde distrital de salto com vara (4,50 m) e do lançamento do peso (13,45 m), em Alpiarça, dia 20 de Dezembro de 2008, num triatlo promovido pela Federação Portuguesa de Atletismo.

- Foi o vencedor da Taça FPA do Heptatlo com 5.338 pontos, na pista coberta de Espinho nos dias 10 e 11 de Janeiro de 2009.

- Sagrou-se campeão nacional do heptatlo dos Campeonatos de Portugal de pista coberta, realizados em Pombal nos dias 28 de Fevereiro e 1 de Março de 2009. Obteve 5.632 pontos, um novo recorde pessoal, que era de 5.504 pontos (35ª melhor marca mundial do ano).
E apenas menciono os resultados mais recentes (provavelmente nem sei de metade). És grande rapaz! Um grande amigo, um grande fisio, um grande atleta!

Pausa

Preciso de tempo. Tempo de qualidade. Para mim...
coisas sobre as quais preciso pensar.
Coisas que contrariam a ideia que eu tinha antes.
Brevemente tenho um colapso, por andar a adiar, e não chego a pensar nessas coisas importantes que aconteceram e que requerem uma decisão calma.
Há coisas que me dizem que me leva a pensar que eu vivo uma coisa que não é.
E não me quero precipitar. Ou julgar mal. Para isso preciso de me afastar e pensar.

E (apesar de não me conseguir afastar) hoje já iniciei a minha introspecção. Uma espécie, vá, que não tenho assim tanto tempo.
Sozinha.
Paisagem.
Sol.
Eu debruçada sobre o volante.
"10 seg para uma inspiração profunda;
1 min para ver a paisagem;
10 min para desocupar a mente;
20 min para ligar a alguém importante;
30 min para exercitar a minha mente..." Done.

Mas não me chega......

11.3.09

Os tais questionários #3

És...

Lutador/a: Muito.
Bêbado: Umas quantas vezes (o que vale é não ter ressaca.. ahahah).
Amante: De ninguém!
Sonhadora: all the time
Tímida: Quase sempre. Vá, quando não tenho confiança.
Feliz: Espero ser mais.. muito mais.
Mau/má: Só com quem merece.
Bom/boa: às vezes
Dependente: sim, das pessoas que mais me importam...
Quieta: só se estiver a dormir ou a morrer de cansaço, e mesmo assim..
Estranha: Bizarra.
Modesta: Realista!
Indecisa: Muitas vezes. E nas compras? ui
Criativa: Quando há inspiração!
Preguiçosa: A lei do menor esforço = EU
Curiosa: só para o que me convém
Artística: Nem por isso xD.
Romântica: Sempre.
Trabalhadora: quem corre por gosto não cansa! ^.^
Sincera: sim.
Amiga: todos os dias. Nesse campo sou mestre, gosto de ser amiga dos meus amigos!
Sofredora: em silêncio.
Fingida: gosto demais do modo como sou para fingir ser outra coisa qualquer.

Difícil mas foi

Calor. Sol.
Eu de Top.
Ele à minha frente.
Finalmente, depois de dias e dia a vê-lo de perto (mas nunca perto o suficiente) deixei de lado o medo e fiz uma aproximação brutal... Estava farta de me fazer de difícil. Ele mostrou-se incomodado com a minha presença ou admirado por ser eu a tomar a iniciativa pela primeira vez, mas eu já estava decidida a cativar a sua atenção. Afinal de contas o meu top verde bandeira nunca me deixou ficar mal!
Virou-se para mim, a olhar-me de lado... Eu fingi que nem vi a sua reacção e toquei-lhe com a mão. Afinal o meu toque também nunca me deixou ficar mal.
Pisquei-lhe o olho, mesmo à descarada. Ele abanou a cabeça.
Decidi-me. Avancei e montei-o.
E aí estava eu, de costas direitas. Balanço para a frente, balanço para trás. Sentia todos os músculos das coxas e abdominais a contrair na tentativa de não perder o equilíbrio. E de dar o meu melhor, claro!

Finalmente uma aula de hipoterapia como deve ser! Eu a montar o Romeu e o Samuel (utente de 4 aninhos) à minha frente.
Afinal, tanta coisa, tantos olhares de lado, tanto abanar de crina, tanto medo que me puseste mas até que te portaste bem Romeu!

Cheguei partida ao CJP 2. E mesmo assim, faltavam 4 minutos para despegar e a coordenadora decidiu: "pessoal, a partir de agora, quando faltar 4 min para as 17h podem curtir um bocado!". Ao som da "garagem da vizinha" ainda dançámos todos uma moda.

9.3.09

Conversas

Ele 1: Então já namoram?
Ele 2: Sim, namoramos.
Ele 1: Tens sorte pah, ela tem muito dinheiro e... bem, deve ter mais características boas.
Ela 1: Então? Essas coisas não se dizem. Se eles andam é porque ele deve gostar dela.
Ele 1: ah. Pensei que fosse o dinheiro que contasse nestas coisas. Por isso é que o Ele3 está solteiro, por ser um pobretanas.
Ele 3: Ei!
Ela 1: Não é por ser pobretanas, é mesmo por ser mais feio que uma bota velha da tropa.
Ele 3: Eu estou aqui!

8.3.09

Vá, hoje é dia da Mulher...

... e eu nem ligo a isso, mas já que me fazem falar, abro o jogo.
Não vou falar sobre o "papel" da Mulher, ou porque é que eu acho que a Mulher merece um dia especial, ou coisas assim que mais.
Decido antes abordar outro tema. A minha intenção não é de todo vir para aqui dizer que a Mulher é discriminada. Também era mais o que me faltava. Lutar contra o que as pessoas acham ou deixam de achar? Na. Venho só, em tom de desabafo.

A mulher após clara emancipação tornou-se mais independente financeiramente e, consequentemente, em todos os outros níveis da sua vida (já não precisa de casar para ter sustentação económica, nem ter filhos e ficar em casa a lavar roupa porque era nisso que se pensava - inclusivé as próprias mulheres - ser realmente competentes).
Essa Era já passou. A mulher é agora, tal como o homem, independente financeiramente, confiante, faz a sua moda, nalguns casos é até líder e com muitos homens subordinados a si. E isso reflecte no homem algum medo ou insegurança relativamente à mulher (ou pelo menos mais do que antigamente). Quando digo medo/insegurança refiro-me ao facto de que o homem já não a vê como inferior, dependente e estereotipada.
A mulher de hoje em dia não casa ou casa tarde ou decide não ter filhos. Vive sozinha, sobe na carreira, viaja. E é também adepta de One night stands.
E aqui é que ela impeça!
O homem olha de lado à mulher que não casou antes dos 30 ("algum defeito grave deve ter para não lhe terem pegado"). Na sua perspectiva, tornou-se uma devassa, porque quer usufruir da vidinha e porque (tal como qualquer homem) tem os seus desejos e decide refreá-los numa única noite, sem qualquer ligação afectivo-emocional.
Não. Não estou a querer dizer com isto que é geral, mas (e já ouvi a opinião de vários homens acerca deste tema) se um homem quer ter uma One night stand sem relação afectiva e a mulher também, óptimo! No entanto passa logo pela cabeça do homem um ou outro apelido (tipo "badalhoca"). E no entanto é fantástico, não ter que se preocupar em saber sequer o nome dela, o número e nem pensar sequer em vê-la mais tarde.

Mas e mudar esta visão? Tudo isto seria lutar contra ideias pré-concebidas pela nossa sociedade ainda não preparada para ver a mulher com o mesmo estilo de vida do homem.
Não sou adepta de one night stands, mas não sei se algum dia virei a ser. Não penso ficar solteira até aos 30, mas é uma possibilidade. Gostava de ter filhos mas também não sei se os terei.
Life isn´t about waiting for the storm to pass...



Is about learning to dance in the rain...

7.3.09

7 things


7 Things - Miley Cirus

Pronto, não sei porquê.
Não sei se é porque a letra encaixa mesmo, se pelo ritmo da música que me causa formigueiro nos pés e uma vontade imensa de me levantar e começar a dançar, se pelo videoclip (que acho que está o giro)... Num sei!

4.3.09

Não volto a repetir

Eu já disse isto, mas sinto que me querem fazer repetir.
Pessoal-cuja-própria-vida-não-vos-chega ouçam bem com atenção, para não ter que me repetir (que saliva desta é de ouro):
- Eu podia pôr o meu corpo a render, fazer dele o meu "ganha-pão"...
- Eu podia fazer macumbas ou vender a alma ao diabo....
- Eu podia ser uma vaca qualquer que não olha a meios para alcançar os seus fins...
- Eu podia andar por aí a provocar todo-e-qualquer corpo que mexesse...
- Eu podia ser tudo aquilo que dizem que sou (e que não sou)...
- E por aí a fora que eu podia ser muita coisa feia, imoral e incómoda na sociedade...

... que isso não vos interessa para nada! E mesmo que interessasse (o que só mostrava que realmente a minha existência vos faz comichão e por isso é que a minha fama é feita pela vossa inveja) nunca conseguirão ser 1/4 do que eu Sou.
Percebam de uma vez por todas... É que tá difícil... Metam-se na vossa vidinha e sejam felizes. Façam com que a vossa vida vos chegue e não olhem para a dos outros que isso é feio! Muito feio. Shame on you...

(e sim, mantenho um low profile, mas mesmo assim, há quem goste de pegar no meu nome a torto e a direito. A vossa inveja tem feito a minha fama. A minha existência deve incomodar pra crlh)

3.3.09

Leis comprovadas cientificamente


Lei da vida:
Tudo o que é bom na vida é
ilegal, imoral ou engorda.

(eu diria quase tudo... mas o que para mim não é imoral, pode ser para outros.....)

1.3.09

Nunca tinha visto

Uma pessoa não pode estar num final de tarde com colegas a beber umas minis que até se arrepia. Nunca tinha visto tal!
Assim que o fulano emborcou a mini, parecia que estava a beber num biberão. Blockblockblock, nem parou para respirar ou para responder à mensagem do telemóvel. Ele leu a sms e respondeu pelo canto do olho, sempre com o gargalo emborcado, até acabar. Um biberão autêntico!
E no final um "ahhhhhh" satisfeito.. Até os olhos brilhavam de satisfação.

Homens

Sentado no sofá:
- Passa aí o comando. - saio da cozinha e vou dar o comando na mão.

2 segundos depois:
- Passa-me aí uma tosta e uma mini.
- Tou a fazer o meu jantar!
- Vá lá ver!

3 minutos depois:
- Dá-me aí outra tosta se faz favor.
- Epah! Tou a fazer o jantar!
- Não te custa nada trazer isso aqui ao sofá. Obrigada.

Finalmente. O arroto.
- Perdão.
- Perdão?? Ao menos não pediste para te ir aí dar palmadinhas nas costas!