31.7.09

Ainda venho a tempo de dizer

que hoje é o dia mundial do orgasmo.
Nestes minutos que restam... sejam felizes, pah!

29.7.09

Odeio solenemente (como diz a outra...)

Piropos!
Epah que coisa feia que se inventou.
E depois os homens não conseguem usar isso para sua vantagem. Se as coisas fossem bem feitas, os homens ainda podiam beneficiar disso com algumas mulheres, e ganhar pontos com uma aproximação suave e depois então um piropo(zinho) e, se calhar, até tinham sorte. Mas nãoooo! Preferem usá-los de forma estúpida e inconsequente, gritar bem alto na rua "boa tranca" ou "jóia, anda cá ao ourives" ou sei-lá-que-mais que mete-nojo.
Só coloca os homens nos níveis de rebarbadice que eles dizem que não têm mas que as mulheres os acusam de ter. Depois admiram-se de saber que as mulheres os acham rebarbados e maniacos (tipo diabólicos) de cenas sexuais e conversas porcas. Tsss tsss.

28.7.09

Nunca mais aprendo!


No lugar certo, à hora certa

"A comunidade científica está convencida que Júpiter sofreu esta semana o impacto de um cometa que causou um buraco com um tamanho próximo do nosso planeta."

Ainda bem que ele estava à nossa frente... senão era gaja de não ter podido almoçar ao chinês.

27.7.09

Cebola

Odeio cebola, como já devem saber. Não a consigo cheirar, ver, sentir quando me entra na boca sem eu dar por ela. Não consigo ver os outros comê-la. Ainda por cima ver os outros que sabem que eu não gosto de ver e que fazem questão que eu os veja a trincar aquela bosta (até me estou a arrepiar só de estar a escrever).
Crua, cozida, pedaços grandes ou pequenos.
E, por isso, agora sou motivo de chacota.
Aparecem-me livros de banda desenhada do "Cebolinha" na secretária. Pior. Chamam-me Cebolinha quando passo pelos meus colegas de trabalho.
Acho que estou a ser vítima de xenofobia.

26.7.09

Hoje é um dia feliz cá em casa

Fui dar com a Francisca no canteiro das flores. A minha Francisca teve um gatinho! Como boa anfitriã, vou já arranjar o ninho e preparar o biberão!

Vá, concentrem-se lá que o bicho-que-ainda-não-tem-nome é da cor da mãe.

25.7.09

Rubik´s Cube

O meu melhor amigo faz uma face do cubo. Completa. Em menos de um minuto.
Hoje aprumei-me e fiz o mesmo. Duas vezes.
Amanhã faço o cubo completo.

24.7.09

Melhor, muito melhor... Ó pra mim...

Não há nada como desabafar, gritar, espernear. Tudo fica melhor e mais leve dentro de nós. Ufa, ó eu já de sorriso na boca.

Não há nada como fazer um serviço: decidir ir tomar um cafézinho aos bombeiros e acabar numa ambulância pronta a ir socorrer alguém. Ó pra mim que já estava cheia de sede de bombeiragem. Ó pra mim já com três serviços de escala seguidinhos, que bem preciso de me sentir útil para alguém.

Não há nada como ter um brinquedo novo. Abrir. Check. Experimentar. Check. Ó pra mim já a caminho de uns domicílios, que o pessoal precisa é de ser tratado.

Não há nada como ter amigos que fazem anos e que querem a malta reunida no rodízio das pizzas a beber caipirinhas e Casal garcia e a comer que nem uns alarves. Ó pra mim já a repetir a noitada da sexta-feira passada.



22.7.09

Pronto. Ou não sei.

Então é assim:
Este blog nunca vai levar a lado nenhum.
Os últimos posts não dizem nada a ninguém e estão a coisa mais depré ao cimo da terra.
Estou de luto. E o blog está mórbido.
Não sei por quanto tempo.
Mas até lá, é provável que os próximos posts sejam mais ou menos na mesma linha dos anteriores (mórbidos e não dizem nada a ninguém). Ou então a maltinha podia juntar-se na boa fé e acender umas velinhas por mim, para me iluminarem o caminho. Para ver se isto passa depressa. Ou se não passa de vez.

Até lá (ou não), fiquem bem.

21.7.09

Denoto(-me) uma tendência masoquista

Porque continuo a dar-me com quem me faz sofrer.
Sabendo que podem seguir-se mais mentiras, que pode haver mais hipocrisia na sua cara, que me pode continuar a magoar. E eu continuo a olhar para a sua cara e a pensar que talvez não seja bem assim. Não pode haver tanto mal. Tento arranjar desculpas para o seu comportamento, explicações para as suas atitudes. Porque não me consigo desligar como deveria conseguir.
E continuo a procurar pela verdade. Mesmo sabendo que me vai magoar. Mas a verdade acima de tudo. Porque afinal isso é que interessa. E o meu coração é de manteiga.

"A verdade vem sempre à tona"

É uma das regras fundamentais do tempo...
Espero que hoje seja o dia!

"Quando se viaja em direcção a um objectivo é muito importante prestar atenção ao Caminho." (Paulo Coelho) E este é o MEU caminho.

Odeio, odeio, odeio, odeio!!

Odeio com quanto sangue me passa nas veias, odeio como se não houvesse tomorrow.
Odeio mesmo gente que se arma em Santo António padroeiro e começa a fazer arranjinhos.
"Porque eles ficam bem", "ai, acho que ele está a fim", "ui, ela olhou para ele", "declara-te de uma vez, força aí que tenho a certeza que ele(a) tá a fim"... A sério?!
Mas quando as coisas não correm bem (e no meu caso é SEMPRE, sim, porque tenho tendência a ser alvo de umas quantas pessoas nojentinhas destas) ficam parvas, e estragam as minhas amizades. Amizades que eram phophas, sem segundas intenções e que agora dificilmente serão as mesmas.
Eu sei o que eu quero para a minha vida! Não preciso que me empurrem ninguém para cima.
Get a life!

18.7.09

Querido Karma,

Com a vergonha na cara e o rabinho entre as pernas, venho pedir desculpa pelas palavras por mim apresentadas no post anterior. Foi o chamado "da boca para fora" (às vezes chego a pensar que é uma tendência inata).
E, partindo do princípio que você é um moço porreiro e que vai aceitar as minhas desculpas, venho desde já tentar abusar um pouco mais e pedir a sua atenção para o meu caso.
Ouvi dizer que defende que qualquer acto realizado, por mais insignificante que seja, voltará ao individuo com igual impacto. O bom é devolvido com bom e o mau com mau. Sinto-me um pouco ultrajada uma vez que existem claramente indícios de que o prazo de validade dessa lei já expirou. Pelo menos comigo.
Vejamos, eu sou uma menina muito bem comportadinha (daquele tipo de menina que come a sopinha toda e que é bem-educada e que ajuda o próximo e yada-yada-yada). Então porque raio é que as pessoas que não têm mais nada que fazer do crlh-da-vida metem o bedelho na minha? Porque é que me fazem acreditar repetidamente num monte-de-mentiras? Porque é que só me rodeiam mentiras, decepções, hipocrisia e afins-que-tais?
E por aí fora, que eu não quero tornar a carta maçuda, apenas quero alertar para o facto de que algo se passa no reino da Dinamarca (que é como quem diz que "se a lei existe, porque raio é que para mim não funciona"?).
No caso da mesma se encontrar em condições de utilização, agradecia que me enviasse de volta um relatório detalhado acerca das acções que tenham gerado os anteriormente efeitos negativos.

Subscrevendo-me com alta consideração e estima

Quase Eu

Karma

Existe?

Se existe, o meu já está em contagem negativa... faz tempo!
Se existe, devo ter sido mesmo má pessoa na minha vida passada.
Se existe, é o karma que culpo o que me tem acontecido.
Se existes, vai masé bardamerda que eu não me apetece mais andar com azias-filha-da-mãe!

17.7.09

Vou ali a um rodízio de pizzas e já venho...

.... sou gaja de demorar um bocado.

16.7.09

Faz hoje um ano que comecei a trabalhar

Resumindo muito resumidamente a minha revolta: faz hoje um ano que entrei para o club dos-que-descontam-que-nem-uns-alarves-e-que-nunca-vão-receber-um-tusto-quando-estiverem-para-bater-as-botas.

15.7.09

Trabalho?

Férias no fim... Amanhã começa mais um dia de labuta. Já estou a alinhavar um dia de pura molenguice e cansaço mental depois de uma férias bem passadas sem fazer nenhum. É que já estou a ver-me amanhã a arrastar o chinelo pelos corredores fora com o estetoscópio a pesar uns 5 kilos e os cremes a esbarrar nas mãos com um atrito do caraças.
Nem o café vai ajudar a despertar um corpo tão dormente como o meu está agora... Vamos ver no que vai dar...

Desejo

Os olhos fixam.

Os ouvidos apreciam.

O corpo reage.

O toque torna-se inevitável perante o prazer explícito.

Tens formas infalíveis de fazer com que o meu desejo assuma um sentido ascendente...

... e irreversível.

6.7.09

Saudações Algarvias!

É.. Diz que por aqui está um tempo espectacular, que já ganhei um bronzezinho invejável e que curiosamente já perdi dois quilinhos (é as belas passeatas na prais), ah e que ainda me faltam mais 6/7 dias para gozar de banhos, passeios, cafés e que mais...
Pois é... e ainda tenho amigos que me raptam desta vida cheia de trabalho para sair.. Umas fériazinhas bouas!
Ah, e constatei algo bastante importante para a minha vida futura:
A felicidade de uma mulher é inversamente proporcional à quantidade de gajas boas que frequentam a mesma praia (boas = bonitas + magras + sem-celulite-que-até-mete-nojo).
Venham mais mojitos e palmeiras perdidas (sim que isto para mim é como se estivesse em cuba, porque ~do país não saio tão depressa, não vá a gripe A decidir que sou uma boa escolha...)
PS - o que quer que venha estragar as minhas férias não vai conseguir...