30.12.10

Depois do que tenho visto esta semana, só tenho uma coisa a dizer

Se beber, não conduza!!!

É que, depois do acidente, imobilizar e passar a viagem toda até ao hospital a ralhar e a prender as mãos como se fosse a uma criança de seis anos, não é bonito (e cansa para crlh). E o bafo a alcool também embebeda!
E depois de estar no hospital, quando damos por ela, deparamo-nos com o colar cevical na mão e o homem a olhar para ele como se fosse alguma coisa psicadélica.

28.12.10

Tou a precisar de uma desintoxicação

E urgentemente.
O Natal acabou no Domingo à noite. Ainda há doces cá em casa e já transpiro glicose por cada poro do corpo apenas de os ver no frigorífico. Já me sinto insuflada, acho que nem chego à passagem de ano sem rebentar..

24.12.10

Ai uish iu a méri crisstemass, ai uish iu a méri crisstemass, ai uish iu a méri crisstemass… end a épi niu iar !!!

Pessoal, sim ainda vou trabalhar. Quando chegar ainda vou continuar a fazer doces (já ando a fazer doces para o Natal há três dias, cada dia como se não houvesse amanhã).
Se não tiver tempo de vir aqui mandar pseudo-piadas-arrancadas-a-ferros ou lamúrias-como-se-a-minha-vida-fosse-muito-aborrecida, fica já um méri crisstemass tu ál.

(e muitos doces na mesa que o pessoal conta é enfardar-se porque já se sabe que este ano não se pode contar com muitas prendas... até nisto a crise nos fod*)

20.12.10

Parece impossível

Mas não tenho uma wish list. Não tenho mesmo nada que queira muito, muito, muito*. Se calhar é da idade, que isto de querer algo desesperadamente como se a minha felicidade dependesse disso já acabou. E tenho pena, porque era tão phopho chegar à noite de Natal e desembrulhar na expectativa, quase sempre inútil, de ter aquilo que ansiava.
Mas é isto, uma pessoa cresce e depois já não quer nada, a não ser jogar Trivial ou Pictonary com o pessoal lá da casa.
Acho que me estou a tornar uma pessoa aborrecidamente adulta.


* só mesmo o unicórnio de peluche =)

19.12.10

Deprimida

Por alguma razão. Nem sei bem qual.
Mas tou assim cinzenta, fria e a chuviscar.
Há dias assim, em que se acorda sem um rumo ou sentido ou direcção. Sozinha. E odeio de corpo e alma esta merda desta sensação. Estar perdida e sozinha e sem saber o quê, ou porquê, ou quando. Não gosto, nem quero. É tudo tão abstracto. E afundo-me nisso.
Foda-se venha o amanhã e já. Não quero continuar assim. E eu sei que amanhã é um novo dia e que esta sensação já não me vai estar cravada no peito. Porque me dói. E muito.

Não é difícil eu chorar a ver um filme*

mas este deixou-me de rastos...


...Confesso (shame on me), há uma cena em que o Zan Efron me fez chorar. Ok, muitas cenas. Aqueles abdominais deixam-me de rastos. Sniff

* Mas tem de ser um bom filme mesmo!

18.12.10

Ora então

Acabados os exames todos a fazer-se no Mestrado, já cá canta a especialidade em Desporto.
Venha agora o estágio para pôr as mãos à obra!

Agora que já não tenho nada para estudar, as férias acabaram. -.-´

16.12.10

Só alguém demente como eu

é que gosta de estudar (e consegue concentra-se, por mais incrível que pareça) ao som de um ventilador, aspirador, secador de cabelo, ou coisa do género.
-.-´

15.12.10

Mais um jantar de Natal

E estou quase a ter uma overdose à frente do guarda-roupa por não saber o que vestir..
Arrgghhh........... que nervos.!!!!!!

O que vale é que isto acontece a quase todas as mulheres.
As outras são as que não vão a jantares.

14.12.10

Haverá coisa melhor

do que estar sentada com a avó a fazer-lhe manicure e pedicure e meter as novidades em dia?

É capaz de haver. Mas que me fez bem, isso fez.

12.12.10

Damn you shoes II

Um jantar espectacular, com malta-da-boa reunida, conversa fiada e parvoíces muitas, bailarico do bom, e estes estiveram impecáveis das 20h às 03h. A partir daí tinha os pés dormentes e as 05h já andavam na minha mão.
Nada que uma palmilhazinha de silicone não venha a resolver.

(também é capaz de ajudar se só usar estes 12cm-de-pura-felicidade num dia em que não tenha estado num contentor a arder, a rastejar e a queimar sola das botas )

9.12.10

Ora portanto, no espaço de cinco dias, não apenas um, mas dois grandes amigos declaram-se bissexuais.
Eu por mim tudo bem.
Mas como não há duas sem três, quem-quer-que-seja-que-vai-declarar-em-breve-a-sua-bissexualidade, por favor, antes da derradeira declaração, avisa-me com um "Quase Eu, evita qualquer tipo de piada porca porque o que eu vou dizer a seguir é mesmo a sério".
Mas diz sem rir. Porque mesmo assim posso pensar que estas a brincar comigo e querer-se-me saltar alguma piada infeliz.

Breefing

Jantarada no Japonês, novidades arrebatadoras, bolo de bolacha e farófias, novidades arrebatadoras, adormecer às 6 da manhã. Novo dia, assimilação das novidades, cinema sem horário (-.-´), compras. Adormecer cedo que já nem a alma aguenta (tou a ficar velha). Pequeno-almoço de uma torrada que mais parecem três. Casa.

Aos do pêto que não foram: o peso na consciência vai-vos fazer mandar uma sms supé-fluffy a desejar Fewizzz Natal.

7.12.10

Posto isto


(novidades só lá para quinta)

6.12.10

Lisboa mi aguardxi!

Ora aí está... Férias (muito mais do que merecidas)!!!
Amanhã vou para Lisboa, que isto de viver no campo não está certo. Os friends-do-pêto já lá estão à minha espera.Semanas a fio a prepar a minha chegada, que eles cá não são uns friends-quaisquer. São mesmo do-pêto.
Amanhã, jantarada no Campo Grande, café no Parque das Nações. Cusquices e brejeirices e novidades e conversa fiada e sem nexo, mas que mantém a malta unida que não é só falar de coisas sérias. Queremos é festa!
Feriado é lei de cinema e pipoca a estalar na boca e mais do resto (Cusquices e brejeirices e novidades e...) Como não há duas sem três, ainda lá fico para quinta, para a despedida.
Lisboa, mi aguardxi que vou rebentar com voceis...

Eu e o meu Dom Pedro

Quem chega efectivamente a entrar no meu carro é porque não chegou a fazer uma avaliação precisa do quanto estima a sua vida.


(Mas depois agradecem a viagem que lhes despertou essa pausa de integração frónica)

Há que trabalhar para mais...

Baptizei o meu afilhado. Um momento pseudo-lamechas, principalmente quando ele se dobrou dos seus metro e oitenta e cinco para que eu lhe pudesse pôr as divisas nos ombros.
Diz que há fotos mostrando a minha carinhosa posição de bicos-de-pé. -.-´
E é sempre nestas alturas que (quase!) amaldiçoo os meus pais por só terem trabalhado para o metro e sessenta.


(Apesar de um metro e sessenta com muita qualidade, ein!)

2.12.10

Quero tantoooo um unicórnio de pelucheeeeeeeeeee



It´s so fluffyyyyyyyyyyyyyyyyyyyy

OK, não quero assim tanto. Mas quero muito querer algo que me faça gritar "It´s so fluffy that I´m gonna dieeeee" (e com voz grossa!)

1.12.10

Oficialmente aberta a época em que se come disto à fartazana

Assim, declara-se aberta a época em que também se recebe disto...
My stock´s completely depleted (since last Christmas).

29.11.10

Temos afilhado

Qual timidez, qual quê...

Ele - Por acaso vais estar no quartel?
Eu - Acho que sim. Porquê?
Ele - Tava pensar perguntar-te se queres ser minha madrinha? Se não te importares e quiseres, claro. Mas vê lá não mudes os planos por causa disso...
Eu (depois de tentar imaginar qual a maneira mais tímida de responder) - Claro que sim!
(...)
Ele - Agora põe-me as divisas ao contrário!

A confiança que despejam em mim, assim, sem mais nem porquês, deixa-me estonteante...

Descansei taaaaaanto este fim-de-semana

que vou passar segunda e terça a trabalhar para quarta.

27.11.10

Co´a breca*, está cá um frio

E eu que pensava que o Norte era mais frio que o Sul. Parecendo que não, andei anos a fio brutalmente enganada. E hoje tirei a prova dos nove, sem querer.
Vim eu de Vila Nova de Gaia a Fátima, com pouca bateria no telemóvel o que me fez passar a viagem inteira sozinha! Então, vim cantarolando (sim, tipo parola que quando um carro me ultrapassava, eu calava-me e fingia-me muito compenetrada na viagem) e deu para reparar que as temperaturas assinaladas no termómetro digital começaram no 9,5ºC e passaram (lá para meados de Coimbra) ao 1,5ºC com direito a sinalzinho do gelo. Ah, bendita saufagem!!.
Para a coisa não parecer tão má, entrei em Fátima com 4ºC.


* - estou numa espécie de celibato de asneiredo..

25.11.10

Já assisti a imensas paragens cardiorespiratórias.
Já vi, já assisti, já chorei, já confortei familiares. No início era algo que me deixava desconfortável. Depois fui-me habituando à ideia de que chegar perto de alguém em paragem tem uma coisa certa, tudo o que pudermos fazer para o evitar é glorioso. É nosso dever ajudar e fazer tudo para evitar o que temos como certeza. E quanto melhor o fizermos, melhor ficamos connosco próprios, porque não é fácil viver com o facto de que não fizemos algo que poderia ajudar. Mesmo sem ter certezas de ser positivo.

Hoje assisti a uma paragem. Uma doente minha.
E, pela primeira vez, assisti a uma paragem bem sucedida.
Não consigo conter o orgulho, a vontade de gritar, a alegria imensa que transborda em mim.

24.11.10


...isn´t about how many people you can save.

Is about how many people don´t die


E aqui vou eu de novo para mais uma noite...

22.11.10

Piscinas

Hoje fui para as piscinas da minha antiga escola fazer fisioterapia a um colega.
Tudo à minha volta nadava que nem competição; cachopada e gente grade de todos os lado e a única piscina vaga era mesmo a do meio. E eu e ele, no meio, parados. Estica braço, encolhe braço, força dali, massagem d´acolá...
E nessa medida deu-me uma vontade de começar a frequentar as piscinas. De maneiras que (acho) que vou lá mais vezes, com certeza. Para já, tratar dele. Depois logo se vê..

21.11.10

Ninguém ainda disse à Claudia Vieira...

... que ela se veste tão mal para a Gala dos Ídolos que até dói só de ver?!

Se calhar devia começar a pensar nas prendas de Natal

Já está na altura de começar a pensar nas prendas, a ver se depois não há correrias à última da hora.. e para ter prendas originais.
Mas o que é certo é que, seja da crise ou não, não estou muito dada à originalidade. Nem tempo. E espero que isso não tenha consequências graves.

Já aí vem o frio

E com ele, lareira acesa, cappuccinos ao lanche, mantas nas pernocas e passo uma bela tarde que nem uma avó. Mas uma tarde muito feliz.

15.11.10

Acalmem-se as almas

Afinal ainda não é hoje... Mas a rapariga diz que é amanhã... Pode ser que o Malato até lá tenha feito a barba -.-´

Pessoal, tudo com atenção à tv

Um membro aqui da família vai ao Quem quer ser Milionário - edição... coise.
Toca a ver e a apoiar. Já sei que não ganhou, mas só a coragem é de valor.

14.11.10

Já cheira a Natal

Para quem gosta destas coisas, ou simplesmente não tem nada de original para oferecer no Natal, ou não tem tempo para procurar, aqui este [http://bandcompany.blogspot.com/] tem coisas originais.
(aconselho os anéis, ficam lindos de morrer nos meus dedos, tenho quase um de cada cor)

Amígdalas

Sou uma nódoa com a garganta. Todos os Invernos tenho imensas amigdalites. Não uma, nem duas. Muitas.
Ando sempre à procura de uma receita que me faça bem. Ela é chás, rebuçados para a garganta, coisas quentes, coisas frias, coisas de todas as maneiras e feitios. E ando sempre aflita com esta p***. Hoje já estou na recta final contra a mais recente amidgalite. E não consigo dizer o que me fez bem ou mal.
Uma coisa é certa, se esta merda me volta a dar, vou-me passar e cortar as amígdalas a frio.

11.11.10

É um destes que eu quero!

Claro que, assim que os noivos chegaram lá do mel deles, estavam cheios de saudades da pessoa mais importante: Eu, claro. Então fui convidada, logo, logo, para almoçar na sua (linda!)casa.
Ela foi trabalhar. Ele ainda tinha um dia de férias, então ficou em casa a fazer o almocinho. E que almoço, Jesus! O melhor bacalhau com natas de sempre!!!
Fiquei comovida. Mesmo. Para além de eu chegar a casa deles e ele envergar um lindo avental verde-alface, fez bacalhau com natas (porque sabe que sou doida por isso), com pouca cebola (porque sabe que odeio), acompanhado de um bom vinho verde (só gosto de verde) e como sobremesa: crepes com gelado.

Alguém sabe onde se arranja um maridinho destes?!!!

10.11.10

Castanhas

Anda-se a fazer um estudo pseudo-científico cá em casa, com as castanhinhas assadas.
Os resultados, muito resumidamente têm sido os mesmos.

Métodos: adquirir castanhas. Cortar. Colocar perto de brasas. Tomar a castanha sem qualquer acompanhamento de teor alcoolico, pelos três membros da família, há hora da novela da tvi ou do "quem-quer-ser-milionário" da rtp.
Resultados: Toma da castanha é bem sucedida. Na hora da segunda novela da tvi, não cheira mal mas ouvem-se coisas cá em casa.
Concluções: a castanha é um fruto seco castanho que cai das árvores enrolada num ouriço. retirar do ouriço ou comprar num mini ou super-mercado perto de si. Dar um pequeno corte. Colocar perto das brasas. Comer. Esperar porque não tarda ou é a festa dos-gases-libertados-pelo-sítio-mais-obscuro-do-corpo ou a sua casa é assombrada.

7.11.10

Ora gaita

Acordei eram 13h. Já não me acontecia há anos.... é triste que isto se torne uma grande felicidade.

4.11.10

E parando de falar sobre o bublas (lá terei de descer à terra), venho manifestar o meu desalento sobre as minhas aulinhas de técnicas osteopáticas. Tudo muito lindo, gosto, aprendo, o prof é bom, palpo umas coisas boas de vez em quando (é a sorte de haver mais rapazes que raparigas), mas isto de ter de tirar o biquiní de novo da gaveta não me está a agradar muito. Nem muito, nem pouco. Nada.

Para mim, o DVD do concerto do bublas seria (quase) assim mesmo:*

*um pouco mais focado, com melhor imagem e som e coiso, mas dá para entender:
Aqui fica o "meu-pseudo-dvd-pessoal-do-concerto", completamente retirado do youtube (afinal é para isto que ele serve) sem que esta paneleirice se torne qualquer tipo de desculpa para não estar neste momento a estudar fisiopatologia desportiva. Longe de mim!


(entrada)


(as brincadeiras dele - Twist and shout; All I Do is Dream of You, Some kind of Wonderful)


(a linda, a romântica, a-que-me-está-escrita-na-memória... a Home)


(I got a felling; I haven´t met You yet)


(este merecia melhor qualidade e som, porque o Bublas é grande pah...)


(depois destas lindas palavras (ditas em todos os concertos, mas vá), a música final)


(o pequeno grande pormenor do solo without microphone)

3.11.10

Michael Bublé

De um dia para a noite, soube que ia ao concerto mais esperado de sempre. Custa muito mais assim de chofre, não há aquele nervoso miudinho a chegar. Enchi-me de histeria de repente como se de um chapadão se tratasse, que eu não sou cá de sofrer de uma histeriazinha, é logo à grande.
Claro que a coisa piorou quando me apercebi que os bilhetes (grátis!) que me arranjaram (grande surpresa =)) não eram mais nem menos do que para a zona VIP, assim a quatro filinhas do palco onde o bublas me encantou.
O meu cantor favorito, o homem mais charmoso, mais romântico, mais cómico... Ai... e aquele fato que realça o que realmente importa num homem?? Aquele rabinho, claro, coisa má-boua!
Aquele por quem-quase-gritei "faz-me um filho" (qué como quem diz du-mí-a-són) e ele respondeu "I´m engaged with a beautiful girl from Argentina, who´s keeping me saying "Michael, if you cheat me, I will cut off your pito"". Pronto, é justo.
Senhoras e senhores, captado da minha tão singela máquina-fotográfica-com-mais-de-6-anos (só para dar a entender que estava mesmo muito perto), Michael Bublé:Este Homem move multidões, o pavilhão Atlântico cheio e ao rubro quando cantou "Home".

1.11.10

By the way

Acabaram de me ligar a dizer que me conseguiram arranjar uns bilhetes para o concerto do Michael Bublé. Para AMANHÃ.
Quase que tinha colocado a máscara de derrotada. Assim vou tirar o dobro do histerismo da gaveta e vou a Lisboa. Logo vos digo algo.

31.10.10

A confiança que os meus pais depositam em mim é poderosa

Eu - Bem vou-me embora. Até manhã.
Mãe - Cuidado se tiveres serviços durante a noite. O tempo está terrível.
Eu - Queria ver se não havia serviços hoje...
Pai - Cuidadinho com o volante da ambulância.
Eu - Acho que hoje não sou motorista. Deve lá haver alguém.*
Mãe e Pai (em coro) - Graças a Deus!!!


* - e já eu disse "acho" para não ter de ouvir o testamento-cuidado-com-a-chuva-e-o-piso-e-tudo-e-tudo-e-tudo... Mas é bom saber que há uma confiança poderosa em mim...

28.10.10

Agora sou eu que estou a ganhar coragem

Há cerca de um mês e pouco comecei um domicílio. O Sr. M. tinha uma doença oncológica e fez uma cirurgia que o deixou muito debilitado, dois meses acamado e algumas complicações pós-cirúgicas.
Quando o conheci o Sr. M. cançava-se a falar. Custava-lhe andar. Não ficava 2 minutos de pé sem se cansar.
Ontem fez 30 minutos de bicicleta. Hoje vamos correr os dois.

25.10.10

É justo!

A minha mãe dá nabos à vizinha.
Ela dá-nos romãs.

24.10.10

Pronto e o modelito que se arranjou foi assim






O único senão de aparecer à frente a minha mãe neste estado é vê-la com as lágrimas nos cantos dos olhos a desejar-me boa sorte. Porque tá na altura de lhe arranjar um genro.



O que é certo é que os sapatinhos caíram-me que nem uma luva e os mais-de-10 cm que tantas dúvidas me deram foram um mimo durante a festa toda.

21.10.10

Pronto. Já cá cantam a pochete, a bijuteria, o casaquinho e o casacão (que bem me cheira que me vá dar um jeitaço depois das 20h). Tou pronta para o marriage.

18.10.10

Damn you shoes





Pois então as coisas acalmaram no estudo e já ando à caça dos derradeiros pormenores (que para qualquer mulher são pormaiores) do casamento do ano... Estes já cá cantam...





PS - uma pessoa só sabe se curou o entorse de dois meses quando aparecer na festa com um sapato destes. É a prova de fogo para saber se o tratamento "em-casa-de-ferreiro-espeto-de-pau" funciona nos entorses...

17.10.10

SExtas-feiras

As sextas-feiras já começam a revelar uma espécie de rotina:
Porto de Leixões -> sardines on carvon -> The Wine Bar -> muito sono nas aulas das 9h do dia seguinte.

Vida de estudante é f*****

Quero mostrar a minha revolta!

Ontem fui à despedida de solteira da noiva. Não houve pilas de plástico. Tenho dito.

12.10.10

Não querendo arranjar mais um motivo para não ir estudando...

Tenho de arranjar sapatos para um casamento que tenho daqui a uns dias... Que isto de andar a chover dia sim/dia não, não me está cá a agradar muito.
Uma vez que já vou fazer o sacrifício (cof) de ir de vestido, não há-de haver frio que me chegue aos dedinhos dos pés. As pernas, essas foram feitas para sofrer, por isso vão ao léu. Parece que as costas também, que a minha única alternativa é ir de vestido cai-cai. Tirando isso, ainda falta o casaquito já que a companhia de aquecimento também cá falta. Assim de momento não me lembro de mais nada, mas deve faltar mais qualquer coisa.

Sou gaja de apanhar um resfriado/constipação/gripe/(...), o que for, mas já se sabe, a mulher foi feita para sofrer...
Desta feita o estudo é mais agradável... Testes médico desportivos, aptidão física, avaliação cardio-vascular tudo numa enfiada que é para poupar papel. Mas fds, é preciso ter azar. Quando uma pessoa tem mesmo que ficar em casa a tentar ler páginas infinitas sobre o assunto, é que o sol se lembra de espreitar cá para fora e rir-se ironicamente da minha triste figura com a cabeça enfiada entre os livros.
O (tema do) estudo não é mau mas assim fica difícil...

10.10.10

Conquistou-me

O meu prof, com um ar de alucinado-saudável, que só mandava piadolas, acabou por me ir conquistando aos poucos. O Dr Basil Ribeiro, pah.
- Médico ligado ao futebol e basquetebol.
- Faz VMER no Porto (o que só aí me conquistou fácil).
- Trabalha nas urgências de um hospital do Porto (onde já nos convidou para irmos acompanhá-lo num turno).
- Organizador de Jornadas Medico-desportivas do Leixões Sport Club.
- Director da revista de medicina desportiva (acesso online).
- Ontem desabafei sobre uma determinada lesão desportiva e ele quase o curava sem o ver!
- (Ainda só) escreveu pelo menos quatro livros

O gajo é o meu herói. Ele é que sabe pah.
E o melhor é que um dia vou ser assim!

6.10.10

A casa está vazia.
A mais pequena entrou na faculdade e, de repente, tudo fica vazio. Estranhamente, já nada faz sentido. É tudo o mesmo, mas diferente. A casa faz eco. Os sofás já são demais. A casa-de-banho passou a ser para uma e já não a vejo todos os dias a lavar os dentes. Estranho ritual que tanto me faz falta.

2.10.10

Sardinha da boua (ainda)

É em Matosinhos, numa doca qualquer.
A sardinha devia ter sido acabada de pescar, ou era eu que estava com um buraco no estômago tal que quase já se via o duodeno, após poucas mas muito intensas horas de aulas (numa sexta-feira à noite tudo é intenso). Mas isso não interessa nada.
A turma é uma amostra (oito!), e mesmo assim conseguimos reunir uns três para ir jantar juntos. Poucos, mas bons! Um pseudo-jantar-de-turma, com entradas de pimentinhos, a bela da sardinhada, com músiquinha ao vivo. Não podiam era faltar as (tão-dispensáveis) conversas acerca do estado da fisioterapia, até às tantas da manhã.
Mesmo assim, para a semana há mais!!!

30.9.10

Ora então IVA a 23% para o próximo ano...
Já nem vale a pena pensar em ficar deprimida né... *






* - quando vale a pena, mas só quando vale mesmo a pena, fico deprimida e grito silenciosamente aos filhos-de-senhoras-de-características-duvidosas que se passeiam em carros comprados com os meus impostos e descontos, todo o tipo de nomes indecentes e que só se devem ouvir em determinadas situações pouco confortáveis. Haviam de ficar todos com uma diarreia tal que não se hjaviam de conseguir sentar durante uma semana. Tenho dito!

27.9.10

Resposta: con**-de-merd*-fizeram-a-minha-visita-a-Alvalade-muito-menos-interessante

Um jogo em honra dos Bombeiros Voluntários. Os de Fátima não foram excepção e lá fomos marcar presença com o rigor a que estamos habituados.
Mesmo assim, foi assim:


Preparadíssimos no antes do jogo
Um lance minutos antes do golo dos verdes
O festejo do golo!!! (tinha de ser o ex-fatimense a marcar, carago!!!)

26.9.10

Aqui vou eu cheia de esperança... Vou a Alvalade, vou curtir, vou ver o Sporting... (sellecionar após jogo: Ganhar/empatar/p***-que-pariu!)

Perdi a cabeça.
Vou só fazer um domiciliozinho e vou logo logo rumo a Lisboa ver o Sporting.
Vamos lá ver no que vai dar.

20.9.10

Ontem acordei com mau feitio

Fui às compras e isso resolveu-se num instante....

Paciência...


Quando quero muito uma coisa não descanso enquanto não a tenho. Agora chegou o tempo de esperar. E espero. Com paciência. Quero muito que as coisas avancem com calma apesar de às vezes querer dar ritmo ao rol de acontecimentos que me tem aberto um sorriso de orelha a orelha sempre que penso em ti.
Olho para o ecrã do tlm vezes sem conta, para tentar perceber se a tua timidez (de que tanto me falam) é verdadeira ou é apenas uma maneira simpática de me fazeres esperar pelo momento certo. A paciência é uma virtude. Guess what? Por ti, tou quase a perdê-la...

17.9.10

Existe algo mais poderoso que a cafeína?

Estou aqui quase a desmaiar de sono sobre os papéis e ainda agora acabei o primeiro de três artigos para apresentar amanhã, ou melhor hoje!, lá para essas 16h (que é como quem diz, daqui a 14horinhas).

15.9.10

Ainda sobre as aulas

Senhora-que-concebeu-o-prof...
Porra, mais 5 artigos para sexta. Desta feita para avaliação.
Já só vejo flexibilidade e força e alongamentos e... p***-k-pariu. Não havia um assuntozinho mais interessante?! Tou farta de saber que falta evidência sobre o efeito dos alongamentos antes de um treino.

12.9.10

Regresso às aulas

Não, não venho aqui colocar algum tipo de catálogo com cadernos floridos, ou estojos cheios de bonecada ou malas que são trolley e com imensos bolsos e onde cabe tudo.
Venho apenas manifestar o meu agrado por ter aulas com pessoas de renome, médicos que realmente sabem muito e publicam artigos científicos e escrevem livros que vendem imensa sabedoria. E por isso mesmo, venho aqui mostrar algumas pérolas de manifestação intelectual do meu caro professor de Mestrado desta semana:

- "No desporto os Fisioterapeutas é que são importantes. Os esfregas já eram. E os médicos servem só para as coisas importantes... e para assumir as responsabilidades.. de vez em quando."
- "Lombalgias? Isso é só medir as pernas! Mete-se um calço e pronto!"
- "Tão a ver os rombóides? Óh menina deixe-me cá apalpá-los em si ,que também é a primeira e última vez...!
- "A função dos abdominais é contrair a barriga para parecermos melhor, a ver se enganamos alguém."
- "Os jogadores gostam muito de fazer abdominais. Mas fazem-nos mal. Das duas uma: ou dá merda ou dá hérnia."

É isto.

8.9.10

Desesperada

Toda EU SOU este perfume.Alguém sabe se isto ainda existe ou se a linha foi descontinuada? Alguém sabe onde se vende?
Pelo menos para me acalmar o espírito que ando maluca à procura da minha essência (correu bem agora...)

Até fico a bater mal

- Mal chegada a Portugal e ainda a reviver algumas peripécias Nova Iorquinas, abro o e-mail e logo me deparo com centenas de mails para ler, qual pessoa importante. Já o Ego estava mais que masturbado quando leio um e-mail de um qualquer-novo-prof-do-mestrado a dar a feliz notícia de que tenho de analisar três artigos sobre flexibilidade e sabê-los na ponta da língua para os apresentar na aula de sexta. Esta sexta.
Olho para o calendário: Quarta. Score! Até fiquei a bater mal.

- Hoje, pela segunda vez desde que comecei a trabalhar (faz mais de dois anos) tiveram de me ir acordar e quase arrancar-me da cama porque aqui o rabinho da je não queria desgrudar dos lençóis com águas mansas. Foi a revolução total de manhã.


7.9.10

Diz que já cheguei

Finalmente (mas sem grande alegria) chego a terras de Portugal.
Dez dias felizes em solo americano fizeram de mim outra pessoa. Uma pessoa mais.... não consigo exprimir-me. Estou comovida. As lágrimas escorrem-me pela cara a baixo.
Senhora que pariu, NEW YORK é absolutamente linda, tal qual nos filmes. E Washington também. E Philadelphia... bem, não tanto (sou capaz de nem vos falar dela...).
O movimento. O calor. Os prédios que por mais que se faça extensão da cervical não se consegue ver o topo. A Time Square!! Oh God, a Time Square.

Conclusão... era gaja para viver lá. Confere.

Peripécias só mais à frente, quando o Jet lag me abandonar e quando tiver tempo para escolher as fotos com menos figura de estúpida (que são quase 80% das fotos). É um talento natural, não é...

28.8.10

era bom que fosse como nos filmes.

Ver [aqui].

P.S. - A conta desta merda estou ha duas horas a espera que as minhas companheiras de trip me deixem ir comer.

27.8.10

Adiós

que eu cá vou curtir milhões em New York. Conhecer o centro do Mundo. Ver prédios e ruas e cafés e coiso.

26.8.10

Há três anos as conversas eram mais ou menos assim

Nós, quando estagiárias - Epah, a minha fisioterapeuta monitora sabe bue.. tipo tirou uns cursos e ensinou-me esta técnica e como aperfeiçoar outra e tal.. a gaja sabe bue pah

Agora as conversas são mais ou menos assim:

Nós como fisioterapeutas com um par de anos de experiência - Epah a minha estagiária sabe qualquer coisa, mas pronto, não se pode pedir muito. Tive que lhe ensinar uma técnica que ela nem sabia, vê la. E acho que ela inventou uma na hora e eu para não ser má disse que nem tava mal, mas para fazer de outra maneira. Este futuro está perdido.. pfff

É o ciclo da vida...

21.8.10

Só uma coisinha


VAI SER
UMA VIAGEM

DO CARALH*!E é já de hoje a uma semana. Tenho os pêlos eriçados só de pensar.

Devo estar doente

Ontem passei a noite no shoping com as amigas. Entrámos em todas as lojas (todas!) e nada me gritou "Leva-me contigo que sou lindo(a) de morrer". Nada mesmo.
Ou isso, ou ando com o síndrome pré-viagem-de-arromba que me leva a não gostar de nada para não comprar nada e adorar tudo o que vir na viagem para comprar sem remorsos.

18.8.10

Meio irreverente


Dá-me para isto.
E neste momento tenho 50% de pessoas que gostam do azul mais claro e 50% que gostam do mais escuro (dedo mindinho). É que também me dá para deixar uma unha diferente.
Alguma opinião?

13.8.10

Nova técnica de engate (?) ou melhor maneira de dizer não-penses-que-seremos-mais-do-que-amigos-lá-por-te-ter-pago-uma-bebida (às tantas por engano)

Em plena disco-bar, o gajo após ter pago uma bebida à bela donzela que estava sozinha na mesa, e existir aquilo que me pareceu um ligeiro flirt, saca das moedas do bolso e ensina-a a jogar à moeda.

Esta semana

Não faltaram jantares assim:
mas tão ricos e com tantos e bons ingredientes que nos fizeram dar passeios a pé pelo calçadão até ao disco-bar mais próximo para beber um pequeno café e ganhar coragem para voltar para comer a sobremesa. No dia seguinte comemos das sobras e ainda sobrou.

E hoje foi passeio com os meus meninos aquique mais uma vez me deixou um bronze super invejável (cof): costas pretas, ombros bem pretos, pernas assim-assim e nariz vermelho. O mesmo de sempre.

PS - o DuArte & Cª continua em falta para com as minhas necessidades de quinta-à-noite. Preciso de vocês....

8.8.10

Que melhor tarde de domingo

Depois de passar uma noite espectacular numa esplanada, até às duas da manhã, ao som de Música dos anos 80, com companhia daquela que faz rir até doer os abdominais, e acordar tarde e a más horas, a tarde de Domingo só sabe bem é a fazer cremes e devorá-los como se o mundo fosse acabar amanhã. Com bolas de gelado, com toping de caramelo e com o máximo de combinações possíveis entre os restantes ingredientes que existirem na cozinha.
E a ver um bom filme com elenco do bom. Qualquer coisa que anime a vista. E que fale Inglês que ontem à noite estava rodeada de françugueses. E enjoei. Ah oui.

5.8.10

Seis!!

Seis!!!
Seis são os míseros metros que separam a bezerra do fogo da camarata feminina.
Quando aquela merda toca, temos de tapar os ouvidos e seis são os metros necessários de distância para se conseguir suportar o som.
Seis são os segundos a partir dos quais nós proferimos palavrões pecaminosos para que o operador de central pare de tocar aquela merda.

Pois aquela merda tocou mais de 10 segundos, às 5 da manhã, a seis metros do meu sono de beleza e eu soube hoje à tarde que tanto não a ouvi, como fiquei na cama enquanto os meus colegas foram apagar o dito incêndio.
Shame on me.

Mas como crlh é que há um fogo às 5 da manhã?!?!

4.8.10

Ainda estou a tentar perceber como é que vou passar uma quinta-feira sem ver os DuArte & Cª. Eles andam a atirar-se de cabeça pelo mundo do espectáculo e seu feita fã egoísta rezo para que eles se deixem dessas merdas e voltem bem rápido para as noites de quinta-feira no Arte Café.
Eu lá estarei para ouvir as músicas todinhas!! (mesmo as que acabam às 3 da manhã.)

2.8.10

Diz que esta semana vou dormir fora de casa.
Se algum dia não entrar no trabalho às 9h é porque ando por aí a apagar lume.

1.8.10

Belo Verão

Ao fim de duas semana seguidas só a vestir calções e vestidos, cheguei ao limite do meu guarda-fatos e hoje redimi-me a calças... As quais já tenho coladas às pernas... Bahhh
É deste Verão que eu gosto.

21.7.10

A minha francisca

Anda-me cá feita uma puta.
Agora é com qualquer um, a qualquer hora do dia, em posições diferentes, com ou sem assistência. Tá-se pouco cagando com o pessoal e é ela ali no truca-truca 24/7.
Dantes ainda era só à noite (ouvia-se aqueles miares malucos e uma pessoa já sabia que a Francisca andava com falta de alguma coisa)... Agora é all day-and-night-long a escadraçar feita actriz porno...

Estou chocada.

14.7.10

Amanhã, mais um jogo de futebol

Após a minha mais recente contratação, cá vou eu defender a baliza com garras e dentes a troco de uns copanázios de sangria e um pedaço generoso de porco no espeto...
Ah, e depois de saber que o prémio de jogo é uma fatia de bolo brigadeiro.... amigos, preparem-se que vou rebentar com vocês!!!

12.7.10

Nunca mais vai haver um assim

Este ano foi assim pró demais.
Temperaturas acima dos 30º.
Água do mar sempre a 25º. Coisa linda. É que ia à praia só para ver se a temperatura do mar já tinha descido qualquer coisa. Mas não... 25º... Pffff...
É que foi aproveitar.

Resgate no mar

Hoje vi, ao vivo, o puro do salvamento.
O mar estava assim pró bravio e um senhor com alguma idade lá se sentiu atrapalhado. O nadador salvador tirou a camisola e rompeu pelas ondas nadando desenfreadamente até ao sr (que estava a uns 5 metros de terra). Agarrou-se a ele enquanto a mulher do velhotinho gritava enquanto as guelas deixavam.
O sr chegou são e salvo a terra.

...

Valeu pelos 3 seg que o nadador levou a tirar a camisola...

8.7.10

Férias # 2

Ora então como super ocupada que andei nem deu para ir dando o feedback devido.
As festas da terrinha correram bem, fartei-me de vender rifas e dar prémios dos bons. E dançar ao som do Quim Barreiros? Ui, sempre com a melhor companhia (das caipirinhas).
Nos entretantos deu para ir estudando algumas coisas, sabendo agora que fui passando a todas as disciplinas, mesmo aquelas nas quais não tinha fé nenhuma. Assim, Biomecânica desportiva, Biologia do esforço e Treino físico já cá cantam. Até já fiz o primeiro planeamento de treino desportivo.
Ora então já ando a descansar as varizes nos Algarves, a ver se a coisa resulta (já ando a pregar que preciso de férias há 7 meses). Esticada no areal que nem uma lagartixa ao sol. Carago!
No próximo dia 15 tenho novo jogo, até lá, vou-me treinando como possível (sem fé novamente, portanto).

4.7.10

Férias!

Ainda tou a sofrer com o Jet lag.
Qualquer coisa apitem. Já activei o roaming, tá?!

29.6.10

A Viagem

Passaporte - check
Viagem para os States - check
Disposição, amigos, vontade de curtir e tudo e tudo e tudo - check
Mónei para gastar - ...working on it.

28.6.10

Demorou mais foi

Aquela sensação. Aquele eriçar de pêlos que se me sobe pelas costas.
Ando que nem uma tola. Tipo peixe na areia. Tola.

Amigos

São a família que se escolhe. Dizem.
E eu tou prestes a ver mais um fugir-se-me das mãos para ir para melhor. Muito melhor.
E eu vou ficar aqui a torcer para que ele enriqueça-pra-crlh para me poder vir visitar vezes sem conta e trazer-me muitas histórias sobre o que se passa na sua quase-nova profissão, de engates e festarolas-que-quase-sempre-acabam-com-alguém-a-pedir-mais-três.
E para me pagar uma "mines", que isso é que interessa! Afinal a sua primeira profissão fê-lo conhecer a pessoa mais fantástica ao cimo da terra. (o vizinho da frente)

14.6.10

Só se faz duas dúzias uma vez...


Amigos, animação constante, festas populares, cerveja, o Jaime (que nunca me falta!) e o Garcia, pah, esse que nos deixa quentes...

13.6.10

Pronto

Precisamente há 24 anos atrás, a minha mãe, se soubesse que ia sofrer tanto, nunca tinha decidido a ter um filho. *
24 anos depois, a minha mãe arrepende-se de ter tido esse tipo de pensamentos porque teve a filha mai-phopha-de-todo-o-sempre.



* - e eu chego a ter os mesmos pensamentos quando todos os anos, por esta altura, me conta a temível história que engloba pormenores do género de "pernas abertas", e "sentir cortar a carne" e qualquer coisa como "ter sido cosida (leia-se com agulha e linha) a frio, e depois foi descosida e voltaram a cosê-la".. glaghhh

10.6.10

É. Estes feriados dão-me vida

Estes feriados dão-me taaaanta vida. E os fins-de-semana que se seguem aos feriados também. Saio de casa de manhã. Apanho os amigos.
Praia ou Cidade. Passear. Rir. Diversão. Almoço.
Muita loucura perdida no meio do dia que acaba sempre em beleza. Com arroz de marisco ou um simples Mac-qq coisa.
O Domingo passado foi assim:Justificar completamenteHoje foi cinema já que o São Pedro não foi um gajo porreiro connosco (filho-da-mãe sabia que o feriado com sol ia levar a malta à praia outra vez e teve medo que se repetisse a pura da tempestade que lá causámos o domingo passado). Não interessa, a nossa praia foi outra e , mesmo assim, rachámos a lenha.

3.6.10

Festas de São João

São aqui na minha terrinha.
E o Quim Barreiros já é nosso!

Hoje disseram-me

que tinha o cabelo à Barbie. E não consegui, nem por nada deste mundo, tomar isto como um elogio.

1.6.10

Prenda do dia da criança

Hoje ganhei um bronze apenas em duas horas. Só enquanto fui andar, comer um gelado e voltar a andar com os meus miúdos.
Pumbas!

23.5.10

Globos de Ouro

São uma óptima terapia. A quantidade de material bruto que ali vai, vestidos pirosos, caras medonhas, sorrisos falsos e piadolas muito muito más. Tão más que nem eu sorrio (e todos sabem que sou uma fácil com as piadas secas!). Não dá para ficar só clada a ver...
Ali é que se vê que o povo português precisa de misturaros genes com outras raças porque isto a nivel de beleza está a bater no fundo! Ou então só mandam convites a quem tem como pré-requisito mais de 20% do corpo com plásticas. Tirando ali a Ruah que continua boa-como-só-ela!

21.5.10

Tenho duas sombras

A minha, esbelta como só ela, e a estagiária que me persegue até mais não.

16.5.10

Mais um fim-de-semana

E mais um fim-de-semana, mais uma dose de aulas. E neste começou oficialmente o tronco de fisioterapia no Desporto. A turma já não é de 50, mas de 10. As aulas já não são de disciplinas gerais, mas específicas. Sendo assim, ontem apareceu-me à frente o primeiro prof para falar de suplementos alimentares e Doping.
Só ex-atleta de alta competição e que por acaso até é médico (shame on him). E para acabar de vez com este assunto, vou-me concentrar nas carnitinas e na cafeína para não ter de olhar para onde os olhos me chamam!

Nada a registar

A operação Fátima correu muito bem. E nunca mais acabava. De terça às 17h a sexta às 10h foi a diversão, a tristeza, o cansaço, as brincadeiras, os ralhetes, as formaturas, e tudo e tudo e tudo. Até gente que caiu por ravinas abaixo e amputações e yada, yada, yada. Nada a registar.

11.5.10

Assim tá bem

A minha vizinha anda a tirar um curso de estética e de há uns meses para cá tem sido: "Quase Eu, acabei de comprar cera de chocolate, importas-te de a vir experimentar?", "Quase Eu comprei esta semana Gelinium, preciso de a experimentar, podes vir?", "Quase Eu, uns cremes", "Quase Eu, uns vernizes", "Quase eu preciso de treinar pedicure"... e desses meses para cá é sempre depilação feita, manicure prontinha, massagenzinhas á borlix. Assim tá bem!

10.5.10

Fátima e o Papa

Meus amigo, se há terra pacata é Fátima. Se há terra calma, é Fátima. Tão pacata e calma que para se beber uma café decente, ou ir às compras, ou ao cinema tem que se ir a outro lado que não Fátima.
Mas essa calma e pacatez desaparecem por completo com a chegada dos peregrinos.
Ele é pára-arranca que mais parece a IC19 às 8 da manhã, ele é carros a 20 à procura de lugares, ele é peregrinos a passar um-a-um nas passadeiras. Dá vontade de dar uma chapada-das-que-deixam-marcas-na-cara ao pessoal. Mas pronto, o pessoal também é cheio de fé, deixai-os andar. (Eu é que não tenho paciência nenhuma na estrada, é mesmo feitio).
Mas que chateia, chateia. Deixamos de ter os estacionamentos habituais, deixamos de fazer 5 minutos de carro para passar a fazer 40 minutos de puro pára-arranca (25 dos quais parados à frente de qualquer passadeira). O que também nos faz desenvolver a habilidade de escolher os caminhos com menor número de passadeiras possível.

E com a chegada do Papa as coisas têm piorado de dia para dia.
Ele já é hospitais do INEM preparados em cada esquina, motas da protecção civil, postos de comando espalhados pela cidade. Assim vale a pena. E como não é excepção, aqui a je vai entrar ao serviço no quartel a dia 11 e só vai sair a 14.
O que até se torna muito phopho tendo em conta que o Papa vai ao meu local de trabalho abençoar a primeira pedra de uma futura instalação e eu não vou poder estar lá para o cumprimentar (e pedir-lhe uma bençãozinha que bem ando a precisar...). Ele há com cada tiro na sorte.

6.5.10

Acho que já percebi a estatística

Se eu fizer o exame de métodos quantitativos sem saber a ponta-de-um-chavelho, tenho uma alta probabilidade de chumbar, estando esta variável correlacionada positivamente com o aparecimento de depressão (mais conhecida por depressão académica). Não?

5.5.10

Estou perdida

No meio da estatística multivariada. Qualquer coisa menos coisa, entre a análise factorial e as comunalidades... Porque o Bartlett, o Kaiser e as rotações das matrizes identidade já eu sei...
Vou acolá cortar os pulsos e já venho.

2.5.10

Uma pessoa não pode acompanhar outra a fazer compras

É que acaba comprando mais que a outra.
De manhã lá fui eu a Lisboa, ter com a família e à tarde acabo mesmo a comprar mais do que devia.
Coisas que de momento não me são necessárias mas que espero que o venham a ser, em breve.
Um vestido de gala lindo de morrer só de olhar. Uns sapatos com, não dez, mas 12 centímetros que me deixam de sorrizinho esgalhado. Bijuteria linda, linda que só ela. Roupa prática, umas t-shirts (que tenho fé que o calor venha com aquela força que nos deixa sem respirar quando saímos porta fora)... Como se não houvesse lojas por aqui perto, acabei mesmo por me desgraçar e masturbar-me o Ego em plena capital, como se não houvesse tomorrow.

28.4.10

Fim de tarde

Fim de tarde. Uma boa esplanada. Uma óptima companhia. Sol. Quente. Muito quente.
Palavra trocadas ansiosas de se tornarem outras.
Aragem quente.
Fim de tarde perfeito.

25.4.10

Noites quentes

Gosto muito. Calor. Ar livre. A noite fica muito mais acolhedora e convidativa a sair e senti-la.
Gosto muito... do ar livre...

24.4.10

Este é de bolinha vermelha

"O pénis é do tamanho de uma pizza familiar" - Revela Naya, a polidora de lençóis nº7362729 do Ronaldo.
Justamente, com umas mamas do tamanho de não uma, mas duas pizzas familiares, Naya vem revelar esta preciosidade. A única questão que fica no ar é se contamos com o diâmetro ou o perímetro da pizza. Outra questão que paira é se a pila também contém a bomba calórica da pizza familiar.
Mais, "nessa noite, Ronaldo marcou três golos" (o que me leva a pensar que o homem disparou três bojardas na miuda e distorceu-lhe a capacidade de focagem ocular...)
Mais uma revelação "ele disse: "As gajas gordas chupam-na muito bem" por isso escolheu-me". Ah Ronaldo, Ronaldo, como bom português que se preze não dava para cantar tão belas estrofes de outra maneira. E ele é que sabe porque já lhe passaram tantas pelas "mãos" que dava para fazer um estudo experimental para testar essa hipótese.
O único golpe que deixa a desejar é que o amante levou os preservativos nas botinhas à cowboy da Dolce & Gabbana, mas não os usou da terceira vez. O Ronaldo é que sabe, há que limpar bem o cano porque assim, à terceira já não há hipótese de apanhar doencinha nenhuma.

21.4.10

O pai amanhã faz anos

E como sempre estou completamente desesperada sem saber o que oferecer.
Perfumes, camisas, camisolas, gravatas, botões de punho. Tudo já muito vulgar. Precisava de algo diferente. Sugestões, please! É só já amanhã....

18.4.10

O Bublas pah

Michael Bublé

Pois é, tem-me acompanhado nos últimos dias como se fosse o meu fiel amigo (que por acaso até é).
Já tou em pulgas, até já me convidou para o concerto que vai realizar em Novembro! Claramente que lá vou estar nas primeirinhas filas para gritar que nem uma fã histérica e arrancar os meus próprios cabelos quando ele passar e não ligar nenhuma às fãs... (NOT!)
É que gosto mesmo das músicas dele. Pronto tem aquelas que só servem para fazer meninos, e aquelas em que me divirto a cantar sozinha como grande profissional que sou (not) e aquelas em que até fazia um strip. O concerto promete

15.4.10

Queijo alavão de casca escura

com pãozinho caseiro quentinho.
Ai... e o meu colesterol salta de alegria. Se salta!!!

13.4.10

Para quem acorda com o narizinho entupido

... e a coisa não passa durante a manhã: encontrei a receita!
Almoço no chinês (bem) regado com Mateus Rosé (três garrafas para 4, façam as contas consoante as pessoas que vão).
Bom proveito

10.4.10

Se eu encontro o filho-da-puta que me partiu o vidro do meu Dom Pedro...

... fodo-o à pedrada.

Olha e já que nem tiveste a habilidade de me roubar o portátil ao menos, com o que me levaste, a tua mulher pode vir a vestir uma roupinha decente de vez em quando, dormir aconchegadinha com o meu pijama e lavar o cabelo com o meu Tresemmé que me deixa o cabelo-supé-phopho.

PS - ainda por cima logo agora que tinha perdido a cabeça e o tinha lavado na semana passada

8.4.10

Eu?

Eu sou miúda de Castelos...

7.4.10

As minhas relações

Eu e as impressoras do meu trabalho temos uma certa relação de intimidade selvagem.

Elas encravam quando querem.
Eu parto-as à porrada.

4.4.10

Arrepia-se-me a espinha

31.3.10

É que adoro o meu patrãozinho

Deu-nos a tarde de amanhã.
Contas feitas:
Tarde de quinta + sexta + fim-de-semana (sem futebol ou mestrado) = Fim-de-semana prolongado cheio de coisinhas bouas, bouas, bouas, que até me vou cansar de coçar a micose e de ter montes de tempo para tudo o que é meu.

O Chefe Manalvo

O chefe Manalvo ontem fez um bacalhau com natas de comer-e-chorar-por-mais.
O chefe Manalvo há uns dias fez uns escalopes de porco com molho de marisco.
Eu gosto do chefe Manalvo, é meu coleguinha de trabalho e chefe de cozinha a part-time (uma vez por mês, quando o conseguimos arrancar das responsabilidades profissionais).
Mas o chefe Manalvo suja muita louça, suja todo o chão da cozinha e precisa, no mínimo de 3 ajudantes de cozinha para auxiliar na confecção da comidinha-da-boua. Para além disso diz sempre "isto é coisa para demorar 15minutos a fazer" e demora mais 45.
Se o chefe Manalvo não cozinhasse mesmo, mesmo bem, não lhe perdoava os defeitos. Mas ele cozinha de comer-e-chorar-por-mais. E eu só tenho de andar por trás com a esfregona.

Reparei agora numa coisa

Há cá coisas nossas que só reparamos quando alguém nos diz. Porque para nós é natural.
No outro dia tirei o dia para mim, já andava a precisar e aproveitei para pôr uma matériazinha em dia (tipo bioestatística, coisa pouca) e lá me preparei psicologicamente para tal. Quando arranjei coragem lá me compus (canequinha de cappuccino bem quente), liguei a tv e li os meus apontamentos-resumo-que-tão-dificilmente-cabem-num-dossier-de-lombada-grossa. E assim foi por um par de horas.
Depois, chocado, alguém me dizem que ninguém "estuda" com a tv ligada, que isso desconcentra.
Ora porra, e eu que sempre estudei com a televisão ligada, porque só consigo encontrar o máximo de concentração com barulho de fundo.
As outras pessoas são mesmo esquisitas.

27.3.10

Eu já enroladinha num cobertor no sofá.
O pai liga a dizer que está na tribuna VIP no estádio da luz. É justo.

25.3.10

Fez ontem três anos...


Ah coisa mái linda da mamã...

24.3.10

Estou a ficar velha...

Esta sexta-feira é o baile de finalistas da minha irmã.
Já se prepara aqui o evento desde há dois, três meses atrás: o vestido, a mala, o casaco, os sapatos-à-la-cinderela, o penteado. O par.
Ai, meu Deus, o par...
Lá conseguiu que o apaixonado dela (desde 1900 e troca-ó-passo) a convidasse para o dito baile.
Não se falou noutra coisa durante duas ou três semanas (se vai ou não buscá-la a casa e o fato que tem de combinar com o vestido e tal..).
A cachopa tá-se-me a ficar grande e a sair da minha alçada. Sniff..
Agora sexta-feira a ver se conheço de vez o dito PAR.

A Primavera já chegou...

Então era por isso que eu andava com um sorriso de orelha a orelha e nem sabia porquê.
E depois de descobrir esta pérola, começa-me a chover.
A Primavera já ninguém me tira! Nem o sorrisão! Agora tudo caminha para o Verão =)

18.3.10

O refeitório

O refeitório do meu local de trabalho é coisa-mái-linda.
1,75€ e ele é sopa, ele é segundo bem servido, ele é sobremesa e tudo a que temos direito (mais água, portanto). Mas cum-caneco, nem no refeitório da faculdade a comida era tão barata e muito menos tão boa como esta (não desfazendo do arroz-todos-unidos da D. São da Escola).
Só há uma coisa que me chateia. São poucas as vezes que existe fila. Não, não é isso que me chateia, o que me chateia é que dessas poucas vezes eu já bufo por estar há 25 minutos à espera na fila e quando encho o peito de ar para pedir aquilo que quero é quando a sr. dona Ju tem que ir buscar salada à cozinha, ou sopa, ou arroz porque já estava a faltar. Epah acontece uma vez por semana, vá. E de todas as vezes falta sempre algo quando sou eu a pedir.
É coisa de mais 2 minutos mas desafiar uma mulher esfomeada é colocar-se no meio da largada de touros. Ok, não tanto. Mas pronto

15.3.10

A minha Francisa entrou agora em trabalho de parto


Já tou a adivinhar uns quatro. Uns pretos, outros castanhos.
Porque ela é muito dada à vadiagem.

Dia internacional da dança

Pronto e agora andam a insistir comigo para dar umas "aulas" de dança afro-americana.

Será que me estão a dizer algo entre-linhas?!

Só preciso de desabafar...

Há gente e gente.
Há gente que é boa gente.
E há gente que me fode como gente grande.
E eu consigo viver com o sofrimento que essa gente me causa. Não consigo é viver com o facto de saber que essa gente não tem dignidade. Tem dignidade para me foder, mas não tem dignidade para me falar frente a frente. De me dar uma palavra, por mais negativa que seja. Mas que me fale na cara e, se tiver coragem, de ouvir a minha resposta.
Isso sim faz-me confusão, pensar que se conhece alguém e no fim, é tudo gente que não vale a ponta de um corno mal podado. Também vou ter de viver com isso e ser feliz.

14.3.10

Oh-lá...

O Sporting acabou de enfiar a bola no fundo da baliza pela quarta vez... Vou ali festejar e já venho.

Lei da rolha

Há 15 anos atrás:
- És mesmo estúpido, banana podre...
- Não digas isso!
- Toda a gente diz isso! Toma...
- Já não gosto de ti.
- Não faz mal. Também ninguém gosta de ti, vais ficar sozinho, isolado e sem ninguém... (língua de fora)

Hoje em dia: instaura-se a lei da rolha para evitar mais lesões psicológicas no pessoal indefeso.
Acho bem, parece-me uma medida anti-bulling eficaz.

Para a Kath e Nok Lek

Só por causas das tosses, aqui vai: nas primeiras aulas do Mestrado fiquei com bué(da) saudades vossas pah.
- cheguei e encontrei logo uma colega da nossa turma (Rosa);
- a prof de Neurologia é a sósia da prof de Biologia (Bugs Bunny, versão loura, com um pouco menos de expiração-forçada-com-líquidos-voadores-à-mistura);
- a prof de Cardio é a sócia da Nacy_pipi (em tudo igual mas com uma trunfa mais à leoa)
- a coordenadora do Mestrado não é sósia na nossa cara Coutinho, mas é uma versão compilada da aparência da nossa prof de bioquímica (um nadinha fofa) com a Coutinho (quando ela se me sai com "dá cá um beijinho à tia!" foi simplesmente o derradeiro momento à-lá-Coutas).

Enfim, só para dizer que quase me sinto em casa, apesar de não estar com vocês, minhas pecinhas mái-fofas.

11.3.10

Dizem que não se pode ter tudo...

Não me posso queixar. Tenho a sorte de conseguir ter aos poucos quase tudo aquilo que quero. Tenho a sorte de poder organizar e reorganizar a minha modesta vida para conseguir ter os benefícios que quero mesmo, mesmo ter. Aqueles que se deseja muito.
Mas há uma área na minha vida em que não consigo ter mais azar. Já é tanto azar junto, que bem visto é o descalabro total dos azares.
E eu não podia muito bem viver sem isto? Podia. Mas, no fim, não era a mesma coisa.
Assim ao menos podem esfregar-me na cara o que querem e alguém ainda fica muito feliz.

8.3.10

Vão-me ouvir falar algumas vezes sobre isto

Parece que sim. Parece que é desta.
NY me espera daqui a meia dúzia de meses.


E Las Vegas vai ter de me receber como eu mereço... ahahahah

Dia da mulher

O pior dia para se sair de casa. Por isso vou ficar aqui, descansada da vida, a ter uma noite de qualidade.
O mulherio que nunca pode sair de casa tira as cuecas do corpo e enfia-se na rua à espera que lhe caia no bolso alguma coisa decente para se comer (leia-se algum borrego qualquer que lhe encha as medidas).
Nunca mais me esqueço da noite do fim-de-semana do caloiro em que por acaso fomos à Katedral. Houve strip masculino. Era ver as quarentonas todas aos encontrões a ver qual a divorciada sortuda que se sentava ao colo do musculado-hairless-de-tanga.
Fodasse para as senhoras desesperadas a arrancar cabelos por toda a parte sem dó nem piedade com a desculpa de que hoje é o "nosso" dia. Fodasse para as que andam por aí a rasgar camisas para obter qualquer tipo de carícia que se perdoa só porque é dia da mulher. Fodasse para o mulherio que vai jantar fora e fala aos gritos porque apenas neste dia é que podem dizer o que querem e quando querem...
Fodasse, ganhem tino mulheres de hoje! Componham-se.

3.3.10

E porque não me canso destas coisas...

Hoje adquiri uns Ray Ban-coisa-mái-linda destes:
(cores diferentes da foto)
Só porque tenho fé de que o Sol chegue muito, muito em breve para poder começar a despir o casaquinho e a tentar pôr a cal ao sol que esta minha pele já tá a cair pró branco-lixívia. Tanto que que já quase dá razão aos meus meninos quando me chamam de Branca de Neve.
Mais uma razão para começar a fazer as tais escapadinhas até à praia.

Obrigada, muito Obrigada

A ti:*Jamie Oliver

por me teres dado a receita disto (que ficou muito melhor que na foto, diga-se de passagem):que servi acompanhado com isto:e isto:e por me teres dado a oportunidade de conquistar pelo estômago.

27.2.10

Heroina

O Batman tem capa. O Super-homem tem capa. A Catwoman tem capa. Até os estudantes têm capa. Não percebo porque é que os bombeiros não podem ter uma capa. Nós somos grandes. Temos prái dois metros cada um... Salvamos vidas. Temos por lema "Vida por Vida".
E agora que chego a casa sabendo que salvei literalmente uma vida, apenas sinto o vazio nas costas porque sei que ali pertence uma capa de super-herói, com tudo a que tenho direito. Até bainha bordadinha a ouro que aqui os meus salvamentos são de valor! Os familiares do senhor podem nunca me vir a conhecer, podem não saber que sou a sua heroína, mas eu sei que o salvei. E isso nunca se esquece.

E também me sinto bem por ter trabalhado com um enfermeiro lindo, lindo, epah mas que coisa linda, mas isso dava matéria (muito boa matéria) para outro post. Mas não me apetece.

25.2.10

Casamentos

Epah pronto, sem pachorra. Muito menos quando é de alguém mais novo que eu, que vi mais pequeno que eu e com quem cheguei a passar férias do Verão e tudo.
Nada contra, casem-se para aí novos que o país precisa de casalinhos-de-fresco com vontade de procriar.
Epah, mas a boda... a boda.. é algo dispensável. Isso é coisa para os pais irem e representarem a família. Pelo menos até o rapaz dizer à minha mãe "ah, não se esqueça, faço questão que a Quase Eu vá..."
Merda.

Conversa (estúpida, estúpida, estúpida) de um adolescente (16anos)

Ele: Não gosto nada de gordos. Gozo bué com eles. São buéda grandes e redondos.
Eu: Parvo de merda...
Ele: E também não gosto de bebés.
Eu: De bebés??? Como é que isso é possível?!
Ele: Deixei cair as minhas primas quando eram bebés... de cabeça...

22.2.10

Já me tinham dito que os tripeiros eram simpáticos

Que já me tinham dito que o pessoal do Porto era simpático? Já. Mas ainda ninguém me tinha dito que eram coisa-mái-lida que tudo movem para me ajudar a encontrar um simples tecto para eu passar umas noites por mês.
E logo o dono de um café (mesmo ao lado da faculdade, que serve umas tostas mistas de morrer por mais e uns pratos quaisquer que devem ser bons porque leva montes de batatas-fritas) até a própria casa me queria ceder. Vejam bem que ele vai só falar com a sua cachopa para me dar um jeito, uma vez que "isto anda mau para arranjar casa a esta altura do campeonato".
Se não me ligar até as 22horas vou acabar por usufruir de uma pensãozita qualquer, desde que me leve pães-de-leite ao quarto lá prás 9 da manhã.

21.2.10

Coisas-só-comigo

C.A.D.E - C.D.Fátima
Era de espancar o meu guarda-redes. Pronto, não se devia dizer. Mas era. O gajo é passarinho. Mas pronto, já lá diz o outro "o futebol é isto" e se o sôr árbitro (apenas) apresenta cartão amarelo, é de respeitar e pronto.
A audiência ficou revoltada, e eu nem percebo bem porquê, uma vez que o árbito acabou por favorecê-los porque se o meu guarda-redes fosse expulso, a troca era de 1,55m para 1,70m (defende menos, mas sempre impõe mais respeito). Enfim.
O público quase a saltar da bancada para atacar o árbitro, coisa de um exertozinho de porrada que eles não eram senhores só para uma palmadinha de amor. Lá cornos o árbitro já tinha, pelo menos disseram de boca cheia, que eu cá não vi nada.
E eu, que sempre fiquei bem encolhidinha no meu canto (não me fosse calhar também alguma coisa) esperava ir embora o mais rapido possível.
Mas eu sabia que o Karma não ia ser meu amiguinho.
O meu momento chegou.
Um miúdo dos meus chamou a outro de "filho da puta". Quando o outro me entra pela carrinha a dentro para bater no meu, armei-me em fisio-possessiva e segui-o em pleno voo, para os separar. Cabra da cachopada tira-me anos de vida e algumas articulações saudáveis.
Mas pior foi ter de acalmar a cabrazona da mãe (que lá pensou que eu era a mãe do outro) e que se queria haver comigo porque "coitado do filho", é um bisonte do crlh mas para se defender precisa da mãe. E porque não é ela a puta, sou eu porque o fiz!
O que me vale são os meus kilos de paciência que me fizeram encher o peito (ao invés de a espancar ali, direitinho) e dizer à senhora (cof) com a voz mais meiguinha que consegui, que o miúdo não é meu filho. Portanto ela se quer descer ao nível da cachopada, que vá ter com a senhora que efectivamente o concepcionou porque eu tou fora de aventuras entre mães-ofendidas-por-miúdos-cheios-de-testosterona-que-não-sabem-quando-se-devem-calar.
É que não tenho idade para estas merdas, mas elas procuram-me. Irra!

20.2.10

Tenho de voltar a escrever sobre este assunto...

O meu pai, até numa de ser simpático (não sei bem...) insiste em fazer o almoço aos sábados.
Tento fugir de cena. Ponto. Não consigo. Ponto. Esforço-me. Ponto. Mas é que não consigo mesmo, mesmo, mesmo. Ponto.
Os homens na cozinha são o desespero total das mulheres.
Sujam o dobro dos tachos que precisam de sujar; pingam o chão da cozinha por aí além; andam feitos passarinhos à procura do testo ou do alho ou do azeite e apregoam em voz alta que estão à procura disso até alguém lho pôr debaixo dos olhos; fazem doses consideradas ideais para um almoço com cerca de 50 convidados.
Assim que o comer está pronto, sentam-se na mesa com orgulho à espera que seja tudo servido com rigor (e o resto a mulher que limpe, esfregue e coiso e tal). Comigo não dá. Dá-se-me uma coisa má e fico logo isaurida da vida!

16.2.10

"Olha qui coisa máis linda, máis cheia dxi graça..."

As Havaianas chegaram este mês com a nova Soul Collection. Nas versões ténis, bailarina, bota e alpercata. Chegam uns modelos casuais, com cores tão carasterísticas da marca, que vêem encantar homens e mulheres (e eu já conto para as estatísticas...) com o seu conforto habitual.
E como agora vou entrar novamente no mundo estudantil, eu só tenho a dizer que com uma destas ia para todo o lado:

(versão azul bebé também muito cativante)

15.2.10

Só por causa disso...


... agora também vou pôr o meu piercing azul-safira e vou "jogar ao Carnaval"!

Ora bem...

Aos poucos estou a conseguir tudo aquilo que quero.
Hoje é o dia. Entrei num Mestrado. Consegui. Tenho a prova do meu esforço.
E, coincidências do caraças, aqui a je entrou na segunda opção, no entanto era a que mais queria. Mestrado em Fisioterapia no Desporto.
Agora é que vai ser...

14.2.10

5
4
3
2
...

O meu momento está a chegar

Prenda do dias dos namorados

Coisa mái-linda... Um dos Hp mini 110, prático, lindo como-só-ele, que eu cá só gosto de me oferecer coisas lindas, lindas e assim: práticas, que para complicado basta-me o resto. 3 cm de largurinha. 1Kilinho. A melhor Masturbação de Ego que poderia receber no dia dos namorados.

(pontos brancos não incluídos)