30.1.10

Boxer´s

"Once you pop,
you can´t stop"
Será só comigo que quando me tento afastar de algo, é quando mais oportunidades me aparecem? Mais e melhores!
Tá mal... Isto não devia ser assim. Para bem ser, as oportunidades deviam aparecer quando eu quero ou quando estou disposta para isso. Agora aparece-me tudo de uma vez, às resmas dadas, o que até era bem bom numa outra altura da minha vidinha, mas o que quero neste momento é estar tranquila, numa onda bem zen, sem ter de fazer escolhas.
Aguenta só mais um pouco...

29.1.10

O meu Dom Pedro é um phopho*

Lá achou que me deveria sentir bem se me assobiasse o tempo todo. E mete a primeira e assobia. E mete a segunda e assobia. E vai a terceira e mais um assobio. Mas como até sou uma pessoa que gosta de discrição, essa brincadeira vai ter de acabar e só por causa disso já me está a sair cara!
Por isso hoje vou palmilhar a terra de Jetta (super-mega-comfy; 1.9 que até me arregalo!) enquanto o meu Dom Pedro vai ficar de castigo para aprender que com a turbina não se brinca que essa-merda-é-cara-comó-crlh.

*ele só me queria masturbar o Ego

27.1.10

Nota importante

Não é por carregares no botão do elevador cem vezes que ele se vem mais depressa...

25.1.10

Ainda os Saldos não acabaram

E já ando a gastar os meus trocos na Nova colecção.

24.1.10

A velhice é fodida

O meu pai, mal passou a barreira dos 50 anos, e já tem começado a dar trabalho.
Diz ele orgulhosamente que joga nos Veteranos do Fátima.
Digo eu que ele é dos teimosos que pertence à brigada do reumático que ainda quer vingar o seu orgulho.
O ano passado lesionou o joelho quando ficou com a chuteira presa nas redes da baliza (diz ele que foi quando marcou o golo da vitória). Andou dois/três meses em tratamentos. Comigo, claro está.
Ontem tive de ir com ele para o Hospital com um ombro deslocado porque, diz ele, um adversário claramente mais novo se "sentiu pressionado com o seu ataque feroz" e derrubou-o. Acrescenta que enquanto esteve em campo não estavam a perder.

Agora é só de mimos cá em casa. E ai, ai veste-me a camisola. E ai, ai mete-me gelo.
Ainda bem que o benfas ganhou senão ainda ia sobrar mais qualquer coisa para mim.

20.1.10

Dentistas

É que até dá gosto ir ao dentista só para ouvir dizer que o meu corta-palha é dos melhores do mercado: direitinho, boa estrutura dentária, branquinho, sem cáries ou tártaro.
Já valeu os 49€ da revisão.

17.1.10

A curiosidade matou a Gata

Sou uma pessoa curiosa por natureza. E ontem quis matar mais uma. Com uma muito-alegre companhia, respirámos fundo e lá entrámos numa sex shop.
E por entre pilas de plástico, cuecas comestíveis, óleos de massagem, jogos de chocolate, kamasutras de todos os feitios, ainda nos rimos muito que quase acabámos por chorar de tanto rir.

E depois, acabando o dia na matança das curiosidade, aí vamos nós para uma aula de auro-soma terapia (que encaixa mesmo, mesmo bem no pós-visita-de-uma-sex-shop) e descubro que o meu chakra amarelo, do plexo solar (que é como quem diz: só percebi que era das emoções e prazeres imediatos) está óptimo.
Não consigo parar de rir.

14.1.10

Venha de lá o Sol radiante

É a única coisa que falta para condizer com o meu estado de espírito!


Claramente um post "Masturbação do Ego"

Episódios deveras (not) interessantes

Ora então uma semana atribulada. Ou pelo menos dois dias seguidos.
Cá eu tenho uma tendência inata para os carabineiros (GNR) se cruzarem no meu caminho vezes de mais. Ou eu no deles:

- Há cerca de dois meses, um GNR ia-me caçando a carta (com toda a razão!!) por ter passado um traço contínuo. Deixou-me sair impune. E não paguei cafés ou jantares nem fiz olhinhos ou merdas que acusam as mulheres de fazer.
Mesmo não querendo, fiquei com boa impressão. Até.....

- Este sábado, conheço o oposto: sacrifiquei o meu sábado (como pessoa phopha que sou) para fazer tratamentos. No fim, quando me aproximo do meu Dom Pedro sinto uma facada no coração quando o vejo riscado e amolgado. GNR no local. Duas horas de merda a tirar medidas, fazer declarações, e apanhei logo um GNR do tipo: bláblá-não-me-apetece-fazer-nada-porque até-nem-tenho-nada-a-haver-com-isto-mas-agora-que-chegou-o-teu-pai-que-por-acaso-até-conheço-e-é-um-homem-porreiro-já-vou-deixar-de-te-fazer-a-vida-negra-e-até-vou-tratar-das-coisas-como-deve-ser.

- Chego aos bombeiros. Um atropelamento. Visto a bata. INEM a fundo. Tenho a sorte de ver o mesmo GNR no local a olhar com olhos de ainda-agora-estavas-a-querer-esquartejar-me-e-agora-estás-aqui-a-tentar-acalmar-alguém-que-está-quase-desmembrado?! Fá fá

- No dia seguinte, no jogo dos meus miúdos. E as coincidências começam a enrugar-me o pâncreas e a retorcer-me o fígado quando vejo o mesmozinho GNR.
Há coisas que se fossem sempre assim me faziam muito feliz. Porque é que não me calha o euromilhões.? E três vezes seguidas? HUm? HUm?

11.1.10

A melhor versão desde sempre!

Ladies and gentlemens...

O tão esperado....

I´m yours!!!!!


9.1.10

Com este Frio...

- durmo tão enroscadinha que o fundo da cama nem chega a sentir o calor do meu corpo e acordo com a cama tal e qual me deitei: os lençóis nem chegam a engelhar na metade da cama-de-casal-que-se-torna-horrorosamente-enorme-neste-clima-de-calor-da-Rússia que não uso;

- o meu Dom Pedro fica-me a ganir quando o ligo, o símbolo do gelo no termómetro do carro desmotiva-me, o tracinho (-) antes do único dígito que marca a temperatura faz-me pensar em voltar a trás para ir cortar os pulsos antes de ir para o trabalho;

- o portão de minha casa teima em não abrir em forma de protesto pelo clima e faz-me sair do (ainda não) quentinho do carro para o ir abrir manualmente debaixo de uma corrente de asneiradas que me saiem involuntariamente da boca;

- os meus joelhos varejam quando saio do restaurante do meu amigo (tarde, vá, mas mesmo assim) e tenho uma camada de gelo tão grande em cima do capot do carro que dá para escrever literalmente o meu nome. Depois de 30 minutos de viagem ainda lá está a dita escritura e os meus joelhos varejam again;

- o lume bem ateado não chega para me aquecer e começar a sentir a bunda quente (e olha que 5 minutos chegavam para sentir que a roupa quase a queimar-me a pele);

- chego a fulminar um gajo com o olhar e a esquarejá-lo mentalmente quando decide ter uma conversa filosófica e que lhe sai das profundezas da alma, à noite e no meio da rua (não podia falar quando ainda havia um aquecedor por perto, teve mesmo de ser na rua!) . Ainda teve sorte porque quase decidi o destino da sua carne em cubos;

- a minha Francisca quase me morde quando se apercebe que a vou pôr na rua;

Em conclusão, não fui feita para estas temperaturas, amigos! Este tempo faz-me uma má pessoa!!! Hoje estive a tratar um brasileiro que veio cá passar a Passagem de Ano e decidiu ficar a morar em Portugal. Só porque sim. E controlei-me para não lhe bater...

7.1.10


O Corpo é escravo dos seus Impulsos
...

6.1.10

O ano tem quatro estações

Primavera, Verão, Outono e Inverno.

Para mim tem duas: Saldos de Janeiro e Saldos de Agosto.

2.1.10

Hoje só se ouve



Estou a vibrar. As pernas já me estão a ganhar vida própria. Vou dançar e vibrar ao som da música. Puxar os cabelos. Levantar os braços. Sentir a música. Dançar até cair. Vai ser só curtir.
Até manhã!

1.1.10

Feliz Ano 2010

Amigos.
Cueca azul-bebé.
Champanhe na mão.
12 passas de uva.
Ver o fogo de artifício.
À falta de qualquer coisa ainda fui a duas festas diferentes! Com banquetes enormes e bebidas a mais. Muito boa disposição em todo o lado!!
Não faltou Casal Garcia, Licor Beirão e afins-que-eu-até-gosto-de-beber-para-andar-sempre-a-carburar-bem.
Não houve nada que não fizesse para que este ano me corresse às mil maravilhas (e o tio Karma bem sabe que já tou a precisar de um ano-não-merdoso).