31.3.10

É que adoro o meu patrãozinho

Deu-nos a tarde de amanhã.
Contas feitas:
Tarde de quinta + sexta + fim-de-semana (sem futebol ou mestrado) = Fim-de-semana prolongado cheio de coisinhas bouas, bouas, bouas, que até me vou cansar de coçar a micose e de ter montes de tempo para tudo o que é meu.

O Chefe Manalvo

O chefe Manalvo ontem fez um bacalhau com natas de comer-e-chorar-por-mais.
O chefe Manalvo há uns dias fez uns escalopes de porco com molho de marisco.
Eu gosto do chefe Manalvo, é meu coleguinha de trabalho e chefe de cozinha a part-time (uma vez por mês, quando o conseguimos arrancar das responsabilidades profissionais).
Mas o chefe Manalvo suja muita louça, suja todo o chão da cozinha e precisa, no mínimo de 3 ajudantes de cozinha para auxiliar na confecção da comidinha-da-boua. Para além disso diz sempre "isto é coisa para demorar 15minutos a fazer" e demora mais 45.
Se o chefe Manalvo não cozinhasse mesmo, mesmo bem, não lhe perdoava os defeitos. Mas ele cozinha de comer-e-chorar-por-mais. E eu só tenho de andar por trás com a esfregona.

Reparei agora numa coisa

Há cá coisas nossas que só reparamos quando alguém nos diz. Porque para nós é natural.
No outro dia tirei o dia para mim, já andava a precisar e aproveitei para pôr uma matériazinha em dia (tipo bioestatística, coisa pouca) e lá me preparei psicologicamente para tal. Quando arranjei coragem lá me compus (canequinha de cappuccino bem quente), liguei a tv e li os meus apontamentos-resumo-que-tão-dificilmente-cabem-num-dossier-de-lombada-grossa. E assim foi por um par de horas.
Depois, chocado, alguém me dizem que ninguém "estuda" com a tv ligada, que isso desconcentra.
Ora porra, e eu que sempre estudei com a televisão ligada, porque só consigo encontrar o máximo de concentração com barulho de fundo.
As outras pessoas são mesmo esquisitas.

27.3.10

Eu já enroladinha num cobertor no sofá.
O pai liga a dizer que está na tribuna VIP no estádio da luz. É justo.

25.3.10

Fez ontem três anos...


Ah coisa mái linda da mamã...

24.3.10

Estou a ficar velha...

Esta sexta-feira é o baile de finalistas da minha irmã.
Já se prepara aqui o evento desde há dois, três meses atrás: o vestido, a mala, o casaco, os sapatos-à-la-cinderela, o penteado. O par.
Ai, meu Deus, o par...
Lá conseguiu que o apaixonado dela (desde 1900 e troca-ó-passo) a convidasse para o dito baile.
Não se falou noutra coisa durante duas ou três semanas (se vai ou não buscá-la a casa e o fato que tem de combinar com o vestido e tal..).
A cachopa tá-se-me a ficar grande e a sair da minha alçada. Sniff..
Agora sexta-feira a ver se conheço de vez o dito PAR.

A Primavera já chegou...

Então era por isso que eu andava com um sorriso de orelha a orelha e nem sabia porquê.
E depois de descobrir esta pérola, começa-me a chover.
A Primavera já ninguém me tira! Nem o sorrisão! Agora tudo caminha para o Verão =)

18.3.10

O refeitório

O refeitório do meu local de trabalho é coisa-mái-linda.
1,75€ e ele é sopa, ele é segundo bem servido, ele é sobremesa e tudo a que temos direito (mais água, portanto). Mas cum-caneco, nem no refeitório da faculdade a comida era tão barata e muito menos tão boa como esta (não desfazendo do arroz-todos-unidos da D. São da Escola).
Só há uma coisa que me chateia. São poucas as vezes que existe fila. Não, não é isso que me chateia, o que me chateia é que dessas poucas vezes eu já bufo por estar há 25 minutos à espera na fila e quando encho o peito de ar para pedir aquilo que quero é quando a sr. dona Ju tem que ir buscar salada à cozinha, ou sopa, ou arroz porque já estava a faltar. Epah acontece uma vez por semana, vá. E de todas as vezes falta sempre algo quando sou eu a pedir.
É coisa de mais 2 minutos mas desafiar uma mulher esfomeada é colocar-se no meio da largada de touros. Ok, não tanto. Mas pronto

15.3.10

A minha Francisa entrou agora em trabalho de parto


Já tou a adivinhar uns quatro. Uns pretos, outros castanhos.
Porque ela é muito dada à vadiagem.

Dia internacional da dança

Pronto e agora andam a insistir comigo para dar umas "aulas" de dança afro-americana.

Será que me estão a dizer algo entre-linhas?!

Só preciso de desabafar...

Há gente e gente.
Há gente que é boa gente.
E há gente que me fode como gente grande.
E eu consigo viver com o sofrimento que essa gente me causa. Não consigo é viver com o facto de saber que essa gente não tem dignidade. Tem dignidade para me foder, mas não tem dignidade para me falar frente a frente. De me dar uma palavra, por mais negativa que seja. Mas que me fale na cara e, se tiver coragem, de ouvir a minha resposta.
Isso sim faz-me confusão, pensar que se conhece alguém e no fim, é tudo gente que não vale a ponta de um corno mal podado. Também vou ter de viver com isso e ser feliz.

14.3.10

Oh-lá...

O Sporting acabou de enfiar a bola no fundo da baliza pela quarta vez... Vou ali festejar e já venho.

Lei da rolha

Há 15 anos atrás:
- És mesmo estúpido, banana podre...
- Não digas isso!
- Toda a gente diz isso! Toma...
- Já não gosto de ti.
- Não faz mal. Também ninguém gosta de ti, vais ficar sozinho, isolado e sem ninguém... (língua de fora)

Hoje em dia: instaura-se a lei da rolha para evitar mais lesões psicológicas no pessoal indefeso.
Acho bem, parece-me uma medida anti-bulling eficaz.

Para a Kath e Nok Lek

Só por causas das tosses, aqui vai: nas primeiras aulas do Mestrado fiquei com bué(da) saudades vossas pah.
- cheguei e encontrei logo uma colega da nossa turma (Rosa);
- a prof de Neurologia é a sósia da prof de Biologia (Bugs Bunny, versão loura, com um pouco menos de expiração-forçada-com-líquidos-voadores-à-mistura);
- a prof de Cardio é a sócia da Nacy_pipi (em tudo igual mas com uma trunfa mais à leoa)
- a coordenadora do Mestrado não é sósia na nossa cara Coutinho, mas é uma versão compilada da aparência da nossa prof de bioquímica (um nadinha fofa) com a Coutinho (quando ela se me sai com "dá cá um beijinho à tia!" foi simplesmente o derradeiro momento à-lá-Coutas).

Enfim, só para dizer que quase me sinto em casa, apesar de não estar com vocês, minhas pecinhas mái-fofas.

11.3.10

Dizem que não se pode ter tudo...

Não me posso queixar. Tenho a sorte de conseguir ter aos poucos quase tudo aquilo que quero. Tenho a sorte de poder organizar e reorganizar a minha modesta vida para conseguir ter os benefícios que quero mesmo, mesmo ter. Aqueles que se deseja muito.
Mas há uma área na minha vida em que não consigo ter mais azar. Já é tanto azar junto, que bem visto é o descalabro total dos azares.
E eu não podia muito bem viver sem isto? Podia. Mas, no fim, não era a mesma coisa.
Assim ao menos podem esfregar-me na cara o que querem e alguém ainda fica muito feliz.

8.3.10

Vão-me ouvir falar algumas vezes sobre isto

Parece que sim. Parece que é desta.
NY me espera daqui a meia dúzia de meses.


E Las Vegas vai ter de me receber como eu mereço... ahahahah

Dia da mulher

O pior dia para se sair de casa. Por isso vou ficar aqui, descansada da vida, a ter uma noite de qualidade.
O mulherio que nunca pode sair de casa tira as cuecas do corpo e enfia-se na rua à espera que lhe caia no bolso alguma coisa decente para se comer (leia-se algum borrego qualquer que lhe encha as medidas).
Nunca mais me esqueço da noite do fim-de-semana do caloiro em que por acaso fomos à Katedral. Houve strip masculino. Era ver as quarentonas todas aos encontrões a ver qual a divorciada sortuda que se sentava ao colo do musculado-hairless-de-tanga.
Fodasse para as senhoras desesperadas a arrancar cabelos por toda a parte sem dó nem piedade com a desculpa de que hoje é o "nosso" dia. Fodasse para as que andam por aí a rasgar camisas para obter qualquer tipo de carícia que se perdoa só porque é dia da mulher. Fodasse para o mulherio que vai jantar fora e fala aos gritos porque apenas neste dia é que podem dizer o que querem e quando querem...
Fodasse, ganhem tino mulheres de hoje! Componham-se.

3.3.10

E porque não me canso destas coisas...

Hoje adquiri uns Ray Ban-coisa-mái-linda destes:
(cores diferentes da foto)
Só porque tenho fé de que o Sol chegue muito, muito em breve para poder começar a despir o casaquinho e a tentar pôr a cal ao sol que esta minha pele já tá a cair pró branco-lixívia. Tanto que que já quase dá razão aos meus meninos quando me chamam de Branca de Neve.
Mais uma razão para começar a fazer as tais escapadinhas até à praia.

Obrigada, muito Obrigada

A ti:*Jamie Oliver

por me teres dado a receita disto (que ficou muito melhor que na foto, diga-se de passagem):que servi acompanhado com isto:e isto:e por me teres dado a oportunidade de conquistar pelo estômago.