29.11.10

Temos afilhado

Qual timidez, qual quê...

Ele - Por acaso vais estar no quartel?
Eu - Acho que sim. Porquê?
Ele - Tava pensar perguntar-te se queres ser minha madrinha? Se não te importares e quiseres, claro. Mas vê lá não mudes os planos por causa disso...
Eu (depois de tentar imaginar qual a maneira mais tímida de responder) - Claro que sim!
(...)
Ele - Agora põe-me as divisas ao contrário!

A confiança que despejam em mim, assim, sem mais nem porquês, deixa-me estonteante...

Descansei taaaaaanto este fim-de-semana

que vou passar segunda e terça a trabalhar para quarta.

27.11.10

Co´a breca*, está cá um frio

E eu que pensava que o Norte era mais frio que o Sul. Parecendo que não, andei anos a fio brutalmente enganada. E hoje tirei a prova dos nove, sem querer.
Vim eu de Vila Nova de Gaia a Fátima, com pouca bateria no telemóvel o que me fez passar a viagem inteira sozinha! Então, vim cantarolando (sim, tipo parola que quando um carro me ultrapassava, eu calava-me e fingia-me muito compenetrada na viagem) e deu para reparar que as temperaturas assinaladas no termómetro digital começaram no 9,5ºC e passaram (lá para meados de Coimbra) ao 1,5ºC com direito a sinalzinho do gelo. Ah, bendita saufagem!!.
Para a coisa não parecer tão má, entrei em Fátima com 4ºC.


* - estou numa espécie de celibato de asneiredo..

25.11.10

Já assisti a imensas paragens cardiorespiratórias.
Já vi, já assisti, já chorei, já confortei familiares. No início era algo que me deixava desconfortável. Depois fui-me habituando à ideia de que chegar perto de alguém em paragem tem uma coisa certa, tudo o que pudermos fazer para o evitar é glorioso. É nosso dever ajudar e fazer tudo para evitar o que temos como certeza. E quanto melhor o fizermos, melhor ficamos connosco próprios, porque não é fácil viver com o facto de que não fizemos algo que poderia ajudar. Mesmo sem ter certezas de ser positivo.

Hoje assisti a uma paragem. Uma doente minha.
E, pela primeira vez, assisti a uma paragem bem sucedida.
Não consigo conter o orgulho, a vontade de gritar, a alegria imensa que transborda em mim.

24.11.10


...isn´t about how many people you can save.

Is about how many people don´t die


E aqui vou eu de novo para mais uma noite...

22.11.10

Piscinas

Hoje fui para as piscinas da minha antiga escola fazer fisioterapia a um colega.
Tudo à minha volta nadava que nem competição; cachopada e gente grade de todos os lado e a única piscina vaga era mesmo a do meio. E eu e ele, no meio, parados. Estica braço, encolhe braço, força dali, massagem d´acolá...
E nessa medida deu-me uma vontade de começar a frequentar as piscinas. De maneiras que (acho) que vou lá mais vezes, com certeza. Para já, tratar dele. Depois logo se vê..

21.11.10

Ninguém ainda disse à Claudia Vieira...

... que ela se veste tão mal para a Gala dos Ídolos que até dói só de ver?!

Se calhar devia começar a pensar nas prendas de Natal

Já está na altura de começar a pensar nas prendas, a ver se depois não há correrias à última da hora.. e para ter prendas originais.
Mas o que é certo é que, seja da crise ou não, não estou muito dada à originalidade. Nem tempo. E espero que isso não tenha consequências graves.

Já aí vem o frio

E com ele, lareira acesa, cappuccinos ao lanche, mantas nas pernocas e passo uma bela tarde que nem uma avó. Mas uma tarde muito feliz.

15.11.10

Acalmem-se as almas

Afinal ainda não é hoje... Mas a rapariga diz que é amanhã... Pode ser que o Malato até lá tenha feito a barba -.-´

Pessoal, tudo com atenção à tv

Um membro aqui da família vai ao Quem quer ser Milionário - edição... coise.
Toca a ver e a apoiar. Já sei que não ganhou, mas só a coragem é de valor.

14.11.10

Já cheira a Natal

Para quem gosta destas coisas, ou simplesmente não tem nada de original para oferecer no Natal, ou não tem tempo para procurar, aqui este [http://bandcompany.blogspot.com/] tem coisas originais.
(aconselho os anéis, ficam lindos de morrer nos meus dedos, tenho quase um de cada cor)

Amígdalas

Sou uma nódoa com a garganta. Todos os Invernos tenho imensas amigdalites. Não uma, nem duas. Muitas.
Ando sempre à procura de uma receita que me faça bem. Ela é chás, rebuçados para a garganta, coisas quentes, coisas frias, coisas de todas as maneiras e feitios. E ando sempre aflita com esta p***. Hoje já estou na recta final contra a mais recente amidgalite. E não consigo dizer o que me fez bem ou mal.
Uma coisa é certa, se esta merda me volta a dar, vou-me passar e cortar as amígdalas a frio.

11.11.10

É um destes que eu quero!

Claro que, assim que os noivos chegaram lá do mel deles, estavam cheios de saudades da pessoa mais importante: Eu, claro. Então fui convidada, logo, logo, para almoçar na sua (linda!)casa.
Ela foi trabalhar. Ele ainda tinha um dia de férias, então ficou em casa a fazer o almocinho. E que almoço, Jesus! O melhor bacalhau com natas de sempre!!!
Fiquei comovida. Mesmo. Para além de eu chegar a casa deles e ele envergar um lindo avental verde-alface, fez bacalhau com natas (porque sabe que sou doida por isso), com pouca cebola (porque sabe que odeio), acompanhado de um bom vinho verde (só gosto de verde) e como sobremesa: crepes com gelado.

Alguém sabe onde se arranja um maridinho destes?!!!

10.11.10

Castanhas

Anda-se a fazer um estudo pseudo-científico cá em casa, com as castanhinhas assadas.
Os resultados, muito resumidamente têm sido os mesmos.

Métodos: adquirir castanhas. Cortar. Colocar perto de brasas. Tomar a castanha sem qualquer acompanhamento de teor alcoolico, pelos três membros da família, há hora da novela da tvi ou do "quem-quer-ser-milionário" da rtp.
Resultados: Toma da castanha é bem sucedida. Na hora da segunda novela da tvi, não cheira mal mas ouvem-se coisas cá em casa.
Concluções: a castanha é um fruto seco castanho que cai das árvores enrolada num ouriço. retirar do ouriço ou comprar num mini ou super-mercado perto de si. Dar um pequeno corte. Colocar perto das brasas. Comer. Esperar porque não tarda ou é a festa dos-gases-libertados-pelo-sítio-mais-obscuro-do-corpo ou a sua casa é assombrada.

7.11.10

Ora gaita

Acordei eram 13h. Já não me acontecia há anos.... é triste que isto se torne uma grande felicidade.

4.11.10

E parando de falar sobre o bublas (lá terei de descer à terra), venho manifestar o meu desalento sobre as minhas aulinhas de técnicas osteopáticas. Tudo muito lindo, gosto, aprendo, o prof é bom, palpo umas coisas boas de vez em quando (é a sorte de haver mais rapazes que raparigas), mas isto de ter de tirar o biquiní de novo da gaveta não me está a agradar muito. Nem muito, nem pouco. Nada.

Para mim, o DVD do concerto do bublas seria (quase) assim mesmo:*

*um pouco mais focado, com melhor imagem e som e coiso, mas dá para entender:
Aqui fica o "meu-pseudo-dvd-pessoal-do-concerto", completamente retirado do youtube (afinal é para isto que ele serve) sem que esta paneleirice se torne qualquer tipo de desculpa para não estar neste momento a estudar fisiopatologia desportiva. Longe de mim!


(entrada)


(as brincadeiras dele - Twist and shout; All I Do is Dream of You, Some kind of Wonderful)


(a linda, a romântica, a-que-me-está-escrita-na-memória... a Home)


(I got a felling; I haven´t met You yet)


(este merecia melhor qualidade e som, porque o Bublas é grande pah...)


(depois destas lindas palavras (ditas em todos os concertos, mas vá), a música final)


(o pequeno grande pormenor do solo without microphone)

3.11.10

Michael Bublé

De um dia para a noite, soube que ia ao concerto mais esperado de sempre. Custa muito mais assim de chofre, não há aquele nervoso miudinho a chegar. Enchi-me de histeria de repente como se de um chapadão se tratasse, que eu não sou cá de sofrer de uma histeriazinha, é logo à grande.
Claro que a coisa piorou quando me apercebi que os bilhetes (grátis!) que me arranjaram (grande surpresa =)) não eram mais nem menos do que para a zona VIP, assim a quatro filinhas do palco onde o bublas me encantou.
O meu cantor favorito, o homem mais charmoso, mais romântico, mais cómico... Ai... e aquele fato que realça o que realmente importa num homem?? Aquele rabinho, claro, coisa má-boua!
Aquele por quem-quase-gritei "faz-me um filho" (qué como quem diz du-mí-a-són) e ele respondeu "I´m engaged with a beautiful girl from Argentina, who´s keeping me saying "Michael, if you cheat me, I will cut off your pito"". Pronto, é justo.
Senhoras e senhores, captado da minha tão singela máquina-fotográfica-com-mais-de-6-anos (só para dar a entender que estava mesmo muito perto), Michael Bublé:Este Homem move multidões, o pavilhão Atlântico cheio e ao rubro quando cantou "Home".

1.11.10

By the way

Acabaram de me ligar a dizer que me conseguiram arranjar uns bilhetes para o concerto do Michael Bublé. Para AMANHÃ.
Quase que tinha colocado a máscara de derrotada. Assim vou tirar o dobro do histerismo da gaveta e vou a Lisboa. Logo vos digo algo.