27.12.11

Começou a nossa vidinha juntos.

Falta muita coisa (nomeadamente as mesinhas de cabeceira que me fazem tanta falta!). Ainda está tudo muito nú. Mas o amor é o que interessa, por isso, já lá estamos no nosso ninho do amor. E a água quente, se não, não punha lá os pés....
E a Bimby também já lá está, pelo que me parece que vou ter de começar a cozinhar em breve. É. Diz que me vou tornar uma dona de casa.

25.12.11

Que melhor maneira de dizer "entretem-te com alguma coisa e não me chateies se fazes favor" sem ser muito directo

Ele ofereceu-me um puzzle de 3000 peças.

Eu ofereci-lhe um livro de 1000 páginas.

(Até acabarmos a tarefa, não há prendas para ninguém)

13.12.11

Mais um ensaio

Foi no sábado 10.12.2011 que Fátima foi palco de um hiper-mega-super simulacro de um acidente de viação envolvendo um autocarro, dois veículos ligeiros e atropelamento de peregrinos. E com direito a incêndio e tudo! Seis corporações de bombeiros a trabalhar em conjunto para nos prepararmos para o pior cenário possível.

Segue a notícia:
http://www.abola.pt/mundos/ver.aspx?id=303468

E as fotos (onde apareço, claro. De capacetezinho branco)




E das filmagens resultou um vídeo de recrutamento espetacular, daqueles de arrepiar a espinha:


2.12.11

É oficial!

É oficial. Marcada a data do casório para o 5 de Outubro, o F************ do Governo decidiu retirar o feriado. A data foi o mais fácil do planear-do-casamento e em tantas datas possíveis para casar, ou para retirar feriados, eu consegui acertar em cheio.

É oficial. Hoje dei a entrada para o vestidinho-coisa-mai-linda. Posso nem ter data para casar, mas o vestidinho já quase-cá-canta!

CLIP

A aproveitar o ultimo feriado do dia 01 de Dezembro (daqui a uns anos, ainda irei dizer aos meus filhos que já tivemos feriados em tudo quanto era mês), lá fui rumo a Lisboa com o J. dar as novidades aos amiguinhos-fofinhos-do-meu-coração.
Novidades à parte (que são muitas lá por Lisboa e de teor não-transmissível-por-blog) cheguei à derradeira realidade de que não valho nada a jogar bowling. Mas ainda hoje estou para perceber onde valho alguma coisa a jogar o que quer que seja. Damn.

Temos de rever o CLIP e tentar juntar umas pecinhas tão fofinhas como estas. A juntar J, R, D (não vai ser uma tarefa fácil)!


28.11.11

A moldura

Fui sempre uma entusiasta dos Friends.Vi as 10 temporadas várias vezes, e ainda me perco a ver uns episódios soltos. Gosto das relações entre eles e da amizade fácil que eles conseguem uns com os outros, gosto do flat deles, das cadeiras que são todas diferentes, da moldura na porta. Acho que é o objecto mais marcante da série.

E por isso, a moldura vai ser uma das coisas que, decididamente,  quero arranjar para o meu flat. Mesmo, mesmo! Assim para trás da porta, onde só eu acho que faz sentido estar. E os que viram a série.

20.11.11

Lanterna

Agora viciada em lanternas. Tenho uma linda no parapeito da minha lareira (sim! tenho lareira em casa! Iupi!!). Cinzenta. Agora queria uma assim, do gato preto: 


Para fazer pandam, que os meus cortinados, ao contrário dos apelos feitos pelo J., são cor-de-rosa-a-cair-para-o-bordeaux.

New Life

A sogra, coisa mai-linda-do-meu-coração foi-me limpar a cozinha.
Já temos tudo arrumadinho, só falta chegar o dito colchão e começar a habitar a casa.
Cheira-me que grandes e boas coisas irão começar a acontecer.

8.11.11

E que melhor altura para ficar de férias?

Ontem fui fazer a defesa do meu mestrado. Já cá canta =) Iupi, parabéns a mim.

Ora, estou agora o resto da semana de férias. Poderia haver melhor altura? 
Ficar em casa e ouvir a chuva cair.. Só cá falta o J. para me aconchegar. Ná... era bom demais.
Ainda ando para aqui com uns restos mortais de tosse.
Enfim, com esta chuva toda nem sei o que fazer. Tudo para não ter de ir fazer limpezas, por favor.

Sim, parece que me vou mudar do ninho dos pais.
O apartamento já está todo pintado (o J. farta-se de trabalhar), já temos a mobília quase toda mas ainda falta o mais importante: colchão). Quem diria que havia tantos colchões por onde escolher! Não podia haver uma alma que me dissesse "ah, e tal, o meu é da marca X, com os componentes Y e nele durmo mais de 8horas". Comprava né. Nunca durmo mais de 7h. Mesmo que queira. Enfim.
Mas já esperava, a escolha das tintas, da mobília de quarto e sofá foi o mesmo: meses de escolha. Se só houvesse 2 ou 3 tipos era mais fácil, era. Agora até temos de escolher pintelhos....
Agora só falta fazer limpezas bem aprofundadas na cozinha pois os senhores-inquilinos-fofinhos-anteriores fizeram questão de deixar a gordurinha toda muito bem incrustada, os móveis todos besuntados, os azulejos da cozinha com pingos e nhecas, o chão com nódoas desde 2000, por aí. Não quero nada fazer limpezas e tirar tanta marca histórica. Só queria mesmo mudar de um dia para o outro. Ah, e se a roupa e tudo o resto se mudasse sozinho, também queria, se fizer favor.
Tudo a correr bem, portanto. 
Um ninho para a Quase Eu e o J. e Looove....

5.11.11

E foi assim há um mês e pouco

Sou tãaaao a mulher mais feliz do Mundo. P´a sempre!

4.11.11

Afinal a Leopoldina foi-se mesmo. 
Parece que o Continente se fundiu com o Modelo. Ando tão "out" da vida social e das notícias para não ouvir falar de crise, que perdi esta batalha jurídico-animada. Shame.
A Popota continua a dar-lhe forte. Se isto continua assim, a Leopoldina vai dar de frosques.

Como?!

Hoje recebi a carta da escola com a data da defesa da Tese.
Começava assim: "Dra. ...."

Ahahhahahah


23.10.11

Outoninho

Algum tempo sem comunicar.
Mas espero dar novidades (das bouas!) em breve.

O que é certo é que a chuvinha já veio. Adoro calor, calor a sério, daquele que esteve há uma semana. Mas já tinha saudades de chuva. Só é pena ainda não poder curtir o dia de chuva no sofá, com cappuccino e o amor enrolado aos meus pés.
As roupas de meia-estação. Hoje só pensava no meu cachecol cinzento, que eu adoro.
Pronto, o Homem nunca tá contente com o que tem.

23.9.11

Objectivo atingido

Tou a rezar a todos os santinhos para que a minha impressora não tenha um AVC durante a impressão do relatório de Mestrado.

20.9.11

couting down

Está tão quase.....

15.9.11

Just so right....


“I believe that everything happens for a reason.
People change so that you can learn to let go,
things go wrong so that you appreciate them when they're right,
you believe lies so you eventually learn to trust no one but yourself,
and sometimes good things fall apart so better things can fall together.”
(Marilyn Monroe)


5.9.11

Não bastava o mestrado por acabar

e logo agora que estou a apertar com ele, tinha de vir mais um curso. Desta vez comunicações. É que nem dá para recusar.
E depois lá está, aprender a arte do cozinhar fica para trás. Não é minha culpa, eu tento, eu tento...

29.8.11

Hoje sou eu a fazer o jantar

Se ninguém morrer, posso começar a pensar em agradar ao meu J.
Tá na hora de pensar nisso, apesar de utilizar a tese de mestrado para adiar o inevitável: aprender a cozinhar. Tou a ficar sem tempo....

23.8.11

A melhor fase da minha vida está a começar............



22.8.11

Ah!!! desaparecida deste mundo.
Ando ocupadíssima. Mas as novidades são poucas. Ou melhor, para mais tarde.
A prof finalmente já me deu uma nota positiva para a tese, por isso, em Setembro lá vai ela ser sujeita a avaliação.
As férias foram boas, fui à colónia com os miúdos. Um grupo porreiro.
O serviço anda nas nuvens que a chefe tá de férias, como os restantes 7 (de nove). Nestas duas semanas tenho sido só eu e uma boa colega de trabalho, o que compensa imenso as m***** que para aí vêm em breve.
Ando doente desde Julho, meia volta lá ando de cachecol (não, mas quase).
É isto.
Mas há muito mais.
Vou andar a fazer suspense...

17.7.11

A Sério?

Em Junho um casamento da prima e, agora afilhada, do meu J.
Hoje mesmo, o Baptismo da afilhada do meu J.
Em Outubro o casamento de outra prima do meu J.

Ou entretanto acaba a família do J. envolvida em Sacramentos ou entro em banca rota do guarda-roupa. Tenho apostado nos sapatos. Mas é sempre uma boa desculpa para comprar mais vestidos.

16.7.11

Ando um bocado desligada disto tudo. De tudo.
Ainda tenho de pensar no Mestrado -.-´
Tenho o homem fora de casa e ando sempre para trás e para a frente para o ir ver, nem que seja por dois minutinhos.
Se fosse o ano passado, já andava a passear a celulite na praia como se não houvesse amanhã, mas ainda tenho de esperar...

28.6.11

POis é. Mês e meio sem vida social, sem bailaricos e saídas à noite, sem actualizar o blog, sem descanso ou noites bem dormidas, sem saber o que é uma noite bem curtida. Tudo para chegar a dois dias do prazo de entrega do trabalho e a prof me dizer que não tenho o estudo de caso bem, bem como ela quer. Fica para setembro... ~.^

13.6.11

Acabadinha de nascer há 25 anos atrás....

Parabéns a mim, parabéns a mim, parabéns a miiiiim........ parabéns a mim!
Agora vou voltar à tese -.-´

10.6.11

Não há muito a actualizar.
Continuo com as antenas enfiadas nos livros, artigos, computador, dossiers, and so on. É nestas alturas em que o cagueiro aperta que nos arrependemos redondamente de nos meter-os em merdas destas.
Hoje foi o primeiro dia de férias a ver se a coisa fica mais ou menos encarrilhada (vamos a ver!) . Agora isto é só de convites para jantaradas e festas e aniversários e merdas. Se não vou, fico em casa a cortar os pulsos. Se vou, tenho a cabeça em casa.
E é assim a minha vidinha. Alguém com inveja?!

4.6.11

As noitadas continuam

...e sinceramente não está nada fácil.
As coisas estão a apertar. Falta-me a análise estatística dos jogadores, a caracterização da instituição, algumas fichas clínicas e acabar a tese (já transpiro pubalgia por todos os poros).
E o que me faz mais falta é ele.
Nas primeiras semanas andou por aqui, inseria-me dados no computador, procurava-me alguma teoria, ajudava-me nas pintelhices (que são sempre precisas). Massajava-me os pés. Dava-me apoio moral.
Agora abriu a época dos fogos e lá está ele, de prevenção. Afastado de mim para não me chatear ou interromper o raciocínio.
Faz-me falta. Nem que seja para isso.

31.5.11

Pronto, confirma-se, estou a dar em doidinha

A fazer noitadas todos os dias e pronto. Acabou-se.
Hoje o despertador tocou e eu não sabia porquê.
Saí do banho ainda com o shampoo na cabeça.
Esqueci-me de almoçar.
Já não consigo ler.

And so on.
...

29.5.11

Esperei ontem e hoje todo o dia até que chegou. Chegou a chuva a potes. Assim evito dar-me mais chicotadas psicológicas do "mas-porque-é-que-eu-não-fiz-as-coisas-quando-devia-e-esperei-pelas-últimas-para-me-lembrar-que-tinha-um-trabalho-de-mestrado-para-fazer?!".
É que estar enfiada em casa com sol na rua fere-me a alma. Ao menos agora chove.
Menos mal.

(vou fingir que estudar sobre pubalgia é das melhores coisas do mundo!)

28.5.11

Mestrado

Estou naquela fase em que me apercebo que tenho apenas um mês (e um mês só) para entregar o trabalho final de Mestrado. Tudo bem, não fosse ainda não ter começado a parte mais importante desse trabalho. Que não costuma ser pequeno.
Tranquila.
Quando estiver a 15 dias de o entregar espero ter as coisas mais ou menos prontas. Se não estiverem, aí sim, vai haver problemas. Para mim, claro. Problemas profundos... Eu depois tiro fotos aos pulsos cortados.

Nos entretantos vou ficar este fim-de-semana inteirinho sem o meu J. (o que ajuda e muito, já que por motivos de força maior ele não vai poder estar cá mesmo) logo são 9:16 e vou começar a definhar em cima do relatório.
Se não der notícias é porque estou mesmo embrenhada.

24.5.11

Maio, Mês do Coração

Lá no trabalho, às terças-feiras agora é só de rastreios de colesterol e glicémia e IMC.
Terças e quartas é de aulas de Step e Active Yoga e Localizada e Aeróbica.
Amanhã vai ser a caminhada (previstos no mínimo 5km).
Claro está que ontem houve aula de localizada e na quinta haverá aula de step no ginásio do meu psôr.
Cuido que no fim do mês o que poderá existir não será um coração mais forte, mas um coração mais enfraquecido por tanto esforço nunca antes sentido. -.-´

22.5.11

Coisas de adultos. Ou não.

Os peixes do meu J. deram peixinhos.
O nosso pinheiro* cresce saudável e forte.
Hoje vamos comprar comida e um aquário para as novas crias (antes que sejam assassinados em plena flor da idade, pelos camarões que ele para lá tem). E um vaso ou terra ou não-sei-quê que o pinheiro precisa.
Claro que estas merdas só podem estar aos cuidados dele, que eu cá não percebo nada (nem tou interessada, claro está) neste tipo de cuidados. Assim, enquanto for delegando responsabilidades, só vou fazendo companhia nas compras e não tenho de participar nos cuidados de fins-de-semana que eu cá antes prefiro gastar esse tempo escarrapachada no sofá.

* Sim, temos um pinheiro, deu-nos para aquilo. Ofereceram-nos um pinheiro e nós, como bons pais adoptivos, lá o mantivemos.

Ansiosa

Para ir ver o Piratas das Caraíbas.
Pronto que é que se há-de fazer? Gosto daquilo porrah...

18.5.11

Aniversários

Tenho dois casais super amigos. Daqueles em que vou a casa deles como se fosse a minha, em que sempre que é necessário, podemos contar com eles e eles connosco. Em que quando não nos apetece sair, vamos beber café a sua casa. Daqueles casais supé phophos, pronto.

Mas danado, danado, é que os dois elementos de cada casal fazem anos no mesmo mês. E nisto são quatro festas de aniversário e quatro prendas realmente boas no mesmo mês. Já foi a 4, a 15, a 17 e falta o do dia 25.


Ah e os casais são a S. e o D. e a S. e o D. -.-´

17.5.11

Tempo de Maio

Tem andado um tempinho que valha-te Deus!
Durante o dia um solinho e coisa e tal que até se amanha uma boa temperatura, não se sente o frio. Chega a noite e falha a luz minuto sim, minuto também. Troveja se Deus a dá. Chove a potes como se o amanhã não viesse e é um vendaval que o que anda pela rua entra-se-me pela garagem a dentro.
Valha-te Deus. Este mundo está para ter um ponto final.

16.5.11

Ora, qualidade

Depois das prevenções do 13 de Maio, do muito a fazer pelos peregrinos e pouco a fazer para o Mestrado e destes dias lindos sem poder sair de Fátima, hoje foi dia de praia.
Lindo, sem vento. Calor. Maravilha.

11.5.11

Ó faxabor

Já não se consegue esticar um dedo em plena Fátima.
Isto está atulhado!

O que me chateia

O que me chateia não é eu ter tido tantos serviços no Domingo passado que nem sentei o rabiosque em lado nenhum. O que me chateia nem é o facto de ter ficado cansadíssima. Nem tão pouco a aulinha de ginástica que me matou o pouco que restava de mim! Não. Isto de doer as pernocas só significa que o ácido láctico me substituiu o sangue e que o exercício afinal até tem efeito.
O que me chateia mesmo é eu ter um novo andar, como se tivesse chegado a Fátima depois de andar longos kilometros a pé. -.-´

7.5.11



Adorei o filme. Lendas e tempos medievais e mistério. Lindo!

3.5.11

Isto

O píncepe casou-se com a pincheza (sim, é, o vestidinho era phopho).
Já sou madrinha de batismo da Maria (com esta coisa dos acordos, já nem sei se leva "p" sequer).
O ex-Papa foi beatificado.
O Bin Laden já foi morto.
O país anda doente com a troika e a crise e o yadyadayada.
Não tarda é o 13 de Maio e ninguém cá em Fátima se pode mexer.

Pronto, acho que não tenho mais nada a dizer.

26.4.11

O melhor da Páscoa foi...

... as favas. Sim, as favas.. Sou completamente doida por favas. Aguentei-me para não me alavarjar ao tacho todo. Mas fiquei bastante satisfeita com o meu modesto parto a três quartos.

24.4.11

Páscoa

E esta boca linda ainda não tocou em nada disto!
Por acaso até sou mais apreciadora de chocolate branco, mas não, nada disto ou parecido foi vítima da minha gula.
Muy bien, cara Eu, no bom caminho para perder metade da fofura =)

18.4.11

E chove

Para assentar a alma, cheia de promessas, de certezas, de pontos. Um dia acordamos e vemo-nos sem inconsistências. E agora?
Agora chove. É outra certeza.
Chove para mostrar a certeza de cada gota no meu rosto, no meu corpo, no meu cabelo escorrido de água, nos teus braços que me envolvem. Gosto de te ver a certeza na cara. Debaixo de chuva.

17.4.11

Fim-de-semana de luxo

Sem mais, palavras para quê?!

12.4.11

Pérola da hora do café

"pois, o café não é uma leguminosa, é um fruto seco"

e esta personagem (incrivelmente não loura o.O) presenteia-nos com o óbvio quando ninguém se manifestara sobre o grão. Coise.

9.4.11

Hoje

Cuido que hoje vai ser muito disto à tarde:
E disto ao final da tarde.Ele nem sabe como me faz feliz ao dizer "tens de me ajudar a comprar roupa para o verão, vou renovar o guarda-roupa e quero a tua opinião".

7.4.11

Ginástica

O tempo está bom.
O calçadão cá da zona está cheio.
Cheguei à aula de ginástica e vai-se a ver e temos mesmo de ir para o calçadão, que isto de estar enfiados numa sala a fazer step ou localizada com 21ºC na rua não faz muito sentido. Assim sendo lá fomos para o calçadão. Não estava à espera de nada muito fácil, afinal de contas é do meu psôr que estamos a falar. Andar. Correr. Andar. Correr mais um bocadinho. Andar (quase a arrastar). Correr mais um bocadinho do que o bocadinho anterior. And so on.
Foi um dia em cheio para a minha celulite.

6.4.11

Acerca deste calorzinho

Ontem foi até às 23:30 numa esplanada com o pessoal. 21,5ºC. Cuido que até foi o calor que deixou o pessoal animado. Nem um arrepiozinho. Assim vale a pena, a reunir tudo o que uma pessoa precisa para andar bem-disposta...

4.4.11

Tou amando!

Adoro sol, calor, t-shirts e tudo a que o calor envolve. Hormonas fresquinhas. Cheiro a Primavera. Ando com um sorriso estampado na cara como se fosse a mulher mais feliz do mundo e arredores. Só porque está sol. Só porque está calor.
Resumindo: sou uma choné.
Mas uma choné muito feliz

Butterfly effect


É disto sempre que ele me toca.

1.4.11

Baptismo

Ora aqui está a madrinha mai-supé-phopha de todo o sempre! A Maria vai ser baptizada brevemente e eu serei a sua madrinha.
Como a madrinha mais babada do mundo (quiçá da Europa mesmo!) já andei a investigar os vestidinhos mais lindos e phophos que a menina possa levar à cerimónia. Credo, estou mesmo a adorar a experiência. Tudo. Aquela menina vai-me levar com amor todos os dias!

27.3.11

O pior que me podem fazer

é mandar uma piadola seca* quando estou a ingerir líquidos.

* - sou uma fácil com as piadas secas

22.3.11

O São Pedro que se oriente!

A semana passada estava cá isto:
Estava semana foi gelado na esplanada com solinho nas pernas.

21.3.11

Lá me cansei de contar os dias

Que aquilo cansa de morte e eu tenho uma rotina supé ocupada. Era sair de casa as 8:45 e chegar à 01:00 do dia seguinte. Foi uma canseira e o fim-de-semana com 20ºC, a loucura de muita gente, foi só a minha desgraça! Tempo ideal para os formadores pôrem fogo (controlado) e para nós andarmos a apagar lume, enquanto os pais foram para a praia. -.-´
Num resumé do curso: Um redemoinho no meio do fogo. Cava e anda!Eco 3, a equipa de elite!
Tudo enfileirado a "cavar e andar". Que fofinhos.
Fogo. A sério. Fogo. E apagado sem água. Até me doem os costados outra vez só de pensar que foi só "cavar e andar". Já tenho uma relação tão estreita com os McLeods (machado-ancinho) que até dói! Na hora do rescaldo. Aqui está a prova de que lá andei a esfalfar a minha celulite por entre o mato.Uma equipa espectacular! Sexta-feira que vem estaremos a jantar que é como quem diz na-farra-como-se-não-houvesse-tomorrow!

17.3.11

Dias quatro e cinco (gostava de saber dizer em francês, mas... nheca...)

Nota introdutória
Eu não queria estar aqui a contar tudinho do meu curso de combate a incêndios florestais, mas até isto acabar não tenho hipótese, até porque não tenho vivido mais nada de interessantes . Aliás, não tenho vivido mesmo: das 9 às 17h trabalho; das 17 às 19h30 estágio no CDF; das 19h30 às 00h00 é o curso. Chego a casa às 01h e qualquer coisa de modo que é uma óptima maneira para dizer que não tenho tido vida própria. Não tenho não senhora, mas espero retomar a minha pseudo-vida-social em breve.

Ora então, nestes dois dias, nada a registar. A matéria é aquela seca (meios aéreos, organização de combates a incêndios, dispositivos de combate...)
Só tenho a dizer que se continuam com a preparação física que tenho tido, irei considerar a fazer isso todos os dias. Ontem já fui capaz de fazer corrida contínua toda, sem aquela paragenzinha de recuperação de fôlego (ou rendição do reumático), por isso deve estar a fazer qualquer efeito... Digo eu. E o futebol e o basquetebol? Maravilha. Estou quase jogadora profissional (de pesca, de pesca)..

Hoje é topografia no terreno. Mato denso e procura de coordenadas não-sei-quê. Coise.
Afinal ainda não morri.

15.3.11

Second and third Day

Segundo dia: teoria de tudo o que tenha a haver com incêndios florestais. à tarde, trabalhar com motoserras. E o famoso "cava e anda". Senhora de características rameiras que pariu o "cava e anda". É literalmente cavar e andar. Todos em filhinha-pirilau, cada um com uma ferramenta a cavar e andar. Já aqui tenho uma "árruptura de 14 cm" nas costas. Se eu não soubesse o que eram paravertebrais, era agora que os aprendida. Da maneira que eles estão contracturados, até a mexer o dedo grande do pé me dói as costas.
No final disso tudo ainda tivemos a tal hora de preparação física (corrida contínua, futebol e basquetebol) debaixo de chuva torrencial. Fiquei cadáver.
Terceiro dia: cadáver ao quadrado. Até de mexer os olhos me dói tudo. Aula de meios aéreos. Bem subornado e o formador dispensou-nos da preparação física. Também só estava a chover pedraço às 23h, bem insisti para que houvesse, mas ele estava com frio... Não percebo.

Hoje à noite logo se vê o meu estado de evolução cadavérica. Se for muito avançado logo vejo se consigo arrastar as duas pernas pela mata densa na aula de topografia -.-´
Bombeiro sofre

12.3.11

Day one

- lá começou o meu curso de combate a incêndios florestais e já estou marcada (como sempre): a que não se cala, a que se está sempre a rir, a que treme sempre que se fala em ed.física, a que manda as piadolas nas aulas;
- o formador deve saber muito de incêndios florestais mas de português pesca pouco. É matéria bruta para anotações das suas bacoradas. Se o pessoal que fez o novo acordo ortográfico o apanha, ainda aproveita algumas coisas que ali se passam naquela aula ("fize-as" e "vendemo-so"... medoooo);
- a aulinha de preparação física mete as minhas aulas de ginástica a um canto e mete-me de cara roxa também. Eu já tinha dito que ia começar a correr como se não houvesse amanhã, mas não sabia que era já hoje;
- as viagens no nosso VLCI são sempre super emocionantes e perdidos no meio-do-nada na própria paróquia é qualquer coisa que quase-impensável.

Espero conseguir sobreviver amanhã.

11.3.11

vida dura a minha

Ainda uma pessoa não ressacou do Carnaval (que foram mesmo três dias a dormir coisa de três horas/noite) e já se me roubaram os próximos fins-de-semana.
Amanhã as 8:00 lá iniciarei mais uma formação de incêndios florestais. Já sei o que se passa nessas mentes: yada-yada-yada incêndios no Inverno? afinal os bombeiros fazem formação nos incêndios em vez de nos agentes extintores? (são os típicos comentários)
Sabe Deus o que se passará nessa formação. Mas pelo que já me contaram a formação é lixada a nível de exercício físico.
Se o meu psôr me dava alento nos momentos mais difíceis, vamos a ver quanta paciência tem o formador quando me vir roxinha a arrastar a celulite pela mata a dentro.

10.3.11

Assim vale a pena

Depois de uma aula em que os "bofes-de-fora" foram palavra de ordem, em que o psôr não parava de gritar "e mais e mais e força e coiso" (foi difícil controlar um manguito que se me estava quase a saltar dos dedos), o homem mandou o pessoal deitar no colchão, relaxar, ao som de música com pássaros a chilrear e olhos fechados quando... credo! mãos nas minhas costas a massajar-me como se não houvesse amanhã.
Com um final de aula assim até compensa ter ficado quase roxa de tanta extensão de braços. Segunda há mais.

8.3.11

Cárnaváu

Em jeito de protesto, mascaramo-nos todos de piratas (para fazer frente a um senhor marinheiro). Foi Sábado, foi Domingo e foi Segunda. Caraças, se calhar ando a primar demais a minha vida social...

5.3.11

o porquê ?

Este meu "desaparecimento" apenas se deve ao facto de termos tido uns dias fantásticos e solarengos. Antes fosse! Tenho estado enfiada no estádio e afincadamente aplicada nos meus relatórios de estágio. Antes fosse! Bem tento, mas ando mais a arrastar o assunto do que outra coisa.
Mas enfim, chegou este dia morto, com chuviscos e nublado. Vou-me enfiar debaixo das mantas, à frente do sofá a ver filmes como se não houvesse amanhã. E depois penso no que faria num dia cheio de sol ou se tivesse as coisas do estágio em dia. (vou tentar não deprimir)

27.2.11

Domingo

Então vou acolá ver o Belenenses-Fátima e o meu coração está dividido....

22.2.11

É uma tendência inata, não é...

Sou apanhada sempre de surpresa em cenas estranhas e das quais não sei/não faço parte/não quero saber.
E depois ainda querem explicações minhas. Guess what? É que não sei! Não faço parte disso. Não-tou-neim-querendo-sabê!
Quero é o meu habitual descanso e paz. E o Karma a continuar a ser fofinho para mim. Agora que ele está do meu lado, não me vou habilitar a chatea-lo mais.

O meu fofinho* foi um interesseiro em agarrar a fisioterapeuta mais linda de sempre, pouco antes de fazer uma meniscectomia. Vai daí, não fiz papel de fraca e deixei-me levar. Agora, só por causa das tosses, agarrei-o a ele e vai ser um dos meus casos de estudo para o Mestrado. Pumbas!


* - lhac, fofos são os pães a sair do forno, mas esta veia melosa corre-me agora nas veias e quase se torna inevitável.

21.2.11

Ah catano

Se não fosse eu ter faltado duas vezes seguidas à minha ginástica e hoje alapava-me à frente da televisão para ver o grande Derby só para ouvir os estrabuchos irritantemente constantes do pai (not!), o com patologia benfiquista crónica. Assim sendo, vou masé pro meu step, queimar calorias e pôr este rabo no sítio.

Depois digam como ficou (tenho medo de perguntar quando chegar).

17.2.11

Sábado

Vai ser a primeira reunião com a orientadora de estágio. Medo.
Quando ela vir que eu ainda não fiz relatório nenhum é gaja de me bater.

13.2.11

O-depois-do-Quim-pah

Foi a lócura total. Mas o Quim, numa discoteca? A velhada maluca a dançar? Às três da manhã? Nunca mais. Elas eram piores que eu.*
Hoje até estive de serviço, com uma ressaca descomunal (de sono, claro está, que não tenho ressacas de alcool) e aconteceu de tudo. Ele foi súbitas, ele foi incêndios (Eu, COS no local, medooo), ele foi acidentes. Ele foi tudo e mais alguma coisa. Grande Quim pah.

* e ele continua a não me querer ouvir a gritar-lhe por um filho -.-´

12.2.11

O Quim pah

Sou uma mulher feliz. Vou para a discoteca da zona (uma das duas ou três que aqui existem) ver, ouvir e curtir milhões ao som de Quim Barreiros. Vou-lhe gritar outra vez para que me faça um filho. Não sei se vou ter sorte, mas vou tentar...

10.2.11

Amanhã

Almocinho do bom cá em casa para o pessoal que vale a pena. Porque os amigos são poucos mas bons e esses é que se têm de conservar com uma ementa super caprichada, vinho do bom, sobremesas bem doces... Tudo a que têm direito, portanto.

8.2.11

Ao ouvir [isto] ele diz-me que a única coisa errada nesta música é não ter sido ele a escrevê-la para poder mudar a última frase do refrão.

6.2.11

Concorrência

E em resposta às muito bem concebidas músicas que a Radio comercial nos proporciona, a RFM responde com esta pérola de parabéns ao Facebook [aqui].
Muito bom mesmo. Até da para desenferrujar o pezinho (que não dança desde as festas de Verão das terrinhas).

5.2.11

Letras que encaixam neste momento # 17

"Where do I begin?
Should I tell you
How bad I need you now?

You're underneath my
skin
But I'm confused
My head is spinning all around

I waited so long
I need to know, darling

What is on your mind

Normally I try to run

And I might even want to hide

Cause I never knew what I wanted
Til I looked into your eyes "

2.2.11

O melhor da nossa vizinha e amiga estar a tirar o curso de estética

É que ela precisa sempre de modelos para ser avaliada. E ontem foi a limpeza de pele mais morosa e que melhor me soube até hoje (foi também a única que fiz). Se eu não tivesse uns meros 24 aninhos, diria que me tinham tirado alguns anos.
Massagem facial, esfoliante, tónico, massagem, creme, massagem, vapores, massagem. Gostei. E, senão for pedir muito, outra vez se faz favor!

30.1.11

Depois deste
apeteceu-me este:Mais uma vez, como costume, entrei na loja para comprar uma coisa e saiu-se-me outra. Mas o estrago nem foi grande. Queria um cinzento-rato e vi este e não resisti. É só a minha cara: nem é verde, nem cinzento, nem azul petróleo. É uma daquelas cores que nem se percebe. Como eu.
Pertence à colecção New York, de maneiras que quando me cansar deste, vou então ao cinzento que queria (o "New York").
Se bem que o Cabaret não é nada mau.

27.1.11

Está-me no sangue

Comecei o meu estágio do mestrado no CDF, futebol sénior.
Já lá fui umas semana. Já tratei alguns, assisti a treino, vi jogos.
Mas chegar a casa, fazer relatórios, cronogramas, procurar guidelines de tratamento para cada lesão and so on??... Sou uma preguiçosa...
Já devia de ter feito uma resma de relatório. Em vez disso vou à ginástica ou vou fazer comer na minha bimby ou vou pôr a conversa em dia com a mãe ou vou para os saldos.
Está-me no sangue não é...

25.1.11

Não sou muito dada a modernices. Mas desta vez apanhara-me bem.
Quando a conheci pensei "Na, eu gosto é das coisas à antiga."
Mas depois pensei uns 6 meses sobre isso. E depois o pensamento já era "Na, eu também tenho de me manter actualizada. Provavelmente daqui a uns anos é só disto que vai existir".
E fui rendendo-me aos poucos.
Agora está ali, onde eu a possa ver bem.
E aos poucos estou a tornar-me uma bimbólica anónima.

Mas só para que fique aqui registado, claro que sou uma boa cozinheira. Óptima, aliás. Mas sou uma cozinheira preguiçosa. Tenho de ter sempre o motivo certo. Assim, será todos os dias.

23.1.11

Fim-de-semana

Completamente acanhada no primeiro dia de um curso* que fui tirar a Coimbra.
Até ver a minha caralha (M&M). A partir daí foi começar a rir na sexta de manhã e acabar à bocadinho.


*Já agora, grande curso (Mulligan). Já não há lesão que me assuste. Mato-as todas. Fácil

20.1.11

Rádio comercial

Sou doida pelas manhãs da comercial.
É certo que a viagem de casa ao trabalho não dá para ouvir um "Cromo" completo (vivo mesmo longe, como se pode imaginar), mas a alegria que lá vai faz-me ir de carro com a fatecha toda arreganhada, a rir que nem uma perdida. O grupo das manhãs é que é.
Hoje houve disto, por exemplo:

18.1.11

Viciadíssima

Diospiros de roer.
Se fosse possível era disto ao pequeno-almoço, almoço e jantar. À falta de tantos, é só como sobremesa do jantar. Todos os dias.

Aulas de grupo

Às segundas diz que é step.
Às quintas diz que é localizada.

Tenho tudo para ser uma mulher feliz.

17.1.11

Acabei a minha aula de ginástica

e estava super tranquila, nada cansada.
O banho é que deu cabo de mim.

A melhor maneira de masturbar o Ego

O quê? Stressada com o monte de papéis na secretária que já deviam estar passados no Word? Hum, estes calções são lindíssimos e fazem o meu rabo ainda melhor.
Oi? Ainda não planeei o estágio nem os testes a aplicar aos jogadores para enviar ao mister? Epah, este vestido azul turquesa cheio de tachas lindas cai-me que nem uma luva.
A sério? A minha bandelete supé-phopha morreu-me nas mãos? Esta bandelete não lhe chega aos calcanhares mas serve como substituta!
Porra! Não devia gastar tanto dinheiro! Epah este conjunto de lingerie é lindo de morrer...
And so on...

Dá-se facilmente a volta às mulheres. De maneiras que hoje acordei com um Ego mais alto que o Evereste. Prevejo que hoje nada me chateie.

15.1.11

Assunto da semana

Pronto, só devo faltar eu a comentar o assunto da semana. E sim, estou indignada! Mais ou menos, vá.
Quem anda para aí a dizer que os signos do Zodíaco estão mal ou são treze ou p***-que-os-pariu vá masé arranjar um trabalho decente que isso são coisas de quem não tem coisas importantes com que se ralar. Sou Gémeos de corpo e alma e não me venham agora dizer,a um quarto de século, que sou Touro! É que dá para ver na minha supé-personalidade-e-mau-feitio. Tenho dito.

A não ser, claro, que as previsões para Touro sejam mais agradáveis para este ano ;)

Cheira-me que seja a próxima música de Verão



Tipo o I´m Yours do Mraz há uns Verões..

13.1.11

O Karma anda a querer ter uma conversinha comigo

São coincidências a mais. Já não consigo negar.




Para quê atormentar-me com tantas aparições se, no fim, vai ficar tudo igual?

12.1.11

Letras que encaixam neste momento # 16

"Toda a alma tem uma face negra
Nem eu nem tu fugimos à regra"

("Lado Lunar" - Rui Veloso)

11.1.11

Nãoooo

Morreu agora na minha mão a minha bandelete fina, supé-phopha. É como se morresse uma parte de mim. Não sei como será a minha guerra capilar sem ela daqui para diante.
Temo que haja muito mais derrotas.
Vou cortar os pulsos.

I Just want To

9.1.11

Precisava de me doer

Ontem tive uma jantarada e, como sempre, jantarada que é jantarada não acaba cedo. Nem com pouca confusão. Gritos. Animação. Muita gente. Picardias. Brincadeiras.
A noite acabou tardíssimo. No bar, dancei até que me doessem as pernas e os pés. Até que os meus 10 cm de felicidade gritassem. Dancei com os braços no ar, no palco, no chão, até que me doessem todos os músculos do corpo.
Precisava que tudo me doesse para me sentir, para ter-me viva. Precisava que me doesse até a respirar.
E aqui estou eu.
Viva.

8.1.11

Should I stay or should I go?

A minha irmã diz que nunca mais me irei apaixonar porque perdi um grande amor, quando andava na faculdade. Diz-me que por ter raiva e por nunca mais ter falado com o dito, que o Karma me está a cobrar por isso.
Não consigo concordar, mas posso pensar sobre isso (nojo, a cachopa de 18 é que me dá lições de moral...).
É verdade que tenho raiva (quem não tem, depois de nos tratarem mal?). É inevitável. E sim, foi um grande amor. Mas passa. E quando ele me aparece, desperta-se-me a raiva. E eu tenho um orgulho fodido, ignoro, apago mensagens e pedidos de amizade, não quero ver ou falar ou sentir mais raiva do que aquela que sinto. Mas...
Dizem que (que eu cá não percebo nada disso) enquanto houver assuntos pendentes e coisas por resolver, que não conseguimos avançar nem atingir um estado pleno de harmonia (WTF???). Bem, eu gostava de tentar conseguir fazer isso, mas não é fácil. Já tentei. Mas se calhar, sou apenas mais uma mera mortal.
Mas quando for omnipotente, e está quase!, vou perdoar, falarei para ele como se nada fosse (como ele faz) e seremos amigos. Até lá, continuo com a minha azia. E com a minha mortalidade.

5.1.11

Rendida


Olha que coisa mái-linda.
Já andava farta dos vermelhos. Agora deu-me para isto e, até ver, fica tão fluffy aqui nas minhas nails...

2.1.11

Por causa dessas resoluções de ano novo

Já está sabido que irei fazer uma viagem à Europa. "Sítio a definir" digo eu.
Agora dei-me a tentar começar a pensar na dita viagem (nada como um dia sem nada para fazer) e estou deveras indecisa.
Quero muito visitar Londres, tenho lá pessoal amigo (o que ajuda cá com as despesas e orientação da viagem). O afilhado vai estar na Polónia (mais do mesmo a favor). Os amigos planeiam ir a Amesterdão. E tantos outros destinos que me seduzem...
Eu sei, eu sei, o que falta é começar que depois ainda se vai a todas (olha eu armada em abastada a falar) mas estou mesmo com dúvidas acerca do primeiro destino. Sugestões?

1.1.11

Não me posso queixar (a não ser do meu mau feitio) porque este ano que passou foi fantástico e cheio de coisas boas.
Muito do que queria fazer, foi feito. Muito do que queria ver, foi visto. Muito do que queria dizer, foi dito. Pequenas coisas que para mim significaram muito (mas mesmo muito):
- Marquei presença no estádio de Alvalade (que posso dizer, tem azulejos que nunca na vida punha ou gostava de ter na minha casa-de-banho, mas gosto do estádio, pronto);
- Fui a Nova Iorque (estou sem palavras e com a lágrima no canto do olho);
- Gritei que me desalmei a ver o Michael Bublé, no pavilhão Atlântico;
- Comecei o meu Mestrado (e já falta pouco para acabar);

Pró próximo ano, para já:
- Quero muito entender que o meu humor não é para toda a gente e devo ter moderação para não provocar azias inesperadas;
- Quero muito ganhar tino na boca para evitar a entrada de hidratos de carbono e glícidos como se não houvesse amanhã (todos os dias) e começar a mexer mais o corpinho que um dia ele vai agradecer;
- Pelo menos uma viagem à Europa (sítio ainda a definir) vai ser feita;
- (...)