30.1.11

Depois deste
apeteceu-me este:Mais uma vez, como costume, entrei na loja para comprar uma coisa e saiu-se-me outra. Mas o estrago nem foi grande. Queria um cinzento-rato e vi este e não resisti. É só a minha cara: nem é verde, nem cinzento, nem azul petróleo. É uma daquelas cores que nem se percebe. Como eu.
Pertence à colecção New York, de maneiras que quando me cansar deste, vou então ao cinzento que queria (o "New York").
Se bem que o Cabaret não é nada mau.

27.1.11

Está-me no sangue

Comecei o meu estágio do mestrado no CDF, futebol sénior.
Já lá fui umas semana. Já tratei alguns, assisti a treino, vi jogos.
Mas chegar a casa, fazer relatórios, cronogramas, procurar guidelines de tratamento para cada lesão and so on??... Sou uma preguiçosa...
Já devia de ter feito uma resma de relatório. Em vez disso vou à ginástica ou vou fazer comer na minha bimby ou vou pôr a conversa em dia com a mãe ou vou para os saldos.
Está-me no sangue não é...

25.1.11

Não sou muito dada a modernices. Mas desta vez apanhara-me bem.
Quando a conheci pensei "Na, eu gosto é das coisas à antiga."
Mas depois pensei uns 6 meses sobre isso. E depois o pensamento já era "Na, eu também tenho de me manter actualizada. Provavelmente daqui a uns anos é só disto que vai existir".
E fui rendendo-me aos poucos.
Agora está ali, onde eu a possa ver bem.
E aos poucos estou a tornar-me uma bimbólica anónima.

Mas só para que fique aqui registado, claro que sou uma boa cozinheira. Óptima, aliás. Mas sou uma cozinheira preguiçosa. Tenho de ter sempre o motivo certo. Assim, será todos os dias.

23.1.11

Fim-de-semana

Completamente acanhada no primeiro dia de um curso* que fui tirar a Coimbra.
Até ver a minha caralha (M&M). A partir daí foi começar a rir na sexta de manhã e acabar à bocadinho.


*Já agora, grande curso (Mulligan). Já não há lesão que me assuste. Mato-as todas. Fácil

20.1.11

Rádio comercial

Sou doida pelas manhãs da comercial.
É certo que a viagem de casa ao trabalho não dá para ouvir um "Cromo" completo (vivo mesmo longe, como se pode imaginar), mas a alegria que lá vai faz-me ir de carro com a fatecha toda arreganhada, a rir que nem uma perdida. O grupo das manhãs é que é.
Hoje houve disto, por exemplo:

18.1.11

Viciadíssima

Diospiros de roer.
Se fosse possível era disto ao pequeno-almoço, almoço e jantar. À falta de tantos, é só como sobremesa do jantar. Todos os dias.

Aulas de grupo

Às segundas diz que é step.
Às quintas diz que é localizada.

Tenho tudo para ser uma mulher feliz.

17.1.11

Acabei a minha aula de ginástica

e estava super tranquila, nada cansada.
O banho é que deu cabo de mim.

A melhor maneira de masturbar o Ego

O quê? Stressada com o monte de papéis na secretária que já deviam estar passados no Word? Hum, estes calções são lindíssimos e fazem o meu rabo ainda melhor.
Oi? Ainda não planeei o estágio nem os testes a aplicar aos jogadores para enviar ao mister? Epah, este vestido azul turquesa cheio de tachas lindas cai-me que nem uma luva.
A sério? A minha bandelete supé-phopha morreu-me nas mãos? Esta bandelete não lhe chega aos calcanhares mas serve como substituta!
Porra! Não devia gastar tanto dinheiro! Epah este conjunto de lingerie é lindo de morrer...
And so on...

Dá-se facilmente a volta às mulheres. De maneiras que hoje acordei com um Ego mais alto que o Evereste. Prevejo que hoje nada me chateie.

15.1.11

Assunto da semana

Pronto, só devo faltar eu a comentar o assunto da semana. E sim, estou indignada! Mais ou menos, vá.
Quem anda para aí a dizer que os signos do Zodíaco estão mal ou são treze ou p***-que-os-pariu vá masé arranjar um trabalho decente que isso são coisas de quem não tem coisas importantes com que se ralar. Sou Gémeos de corpo e alma e não me venham agora dizer,a um quarto de século, que sou Touro! É que dá para ver na minha supé-personalidade-e-mau-feitio. Tenho dito.

A não ser, claro, que as previsões para Touro sejam mais agradáveis para este ano ;)

Cheira-me que seja a próxima música de Verão



Tipo o I´m Yours do Mraz há uns Verões..

13.1.11

O Karma anda a querer ter uma conversinha comigo

São coincidências a mais. Já não consigo negar.




Para quê atormentar-me com tantas aparições se, no fim, vai ficar tudo igual?

12.1.11

Letras que encaixam neste momento # 16

"Toda a alma tem uma face negra
Nem eu nem tu fugimos à regra"

("Lado Lunar" - Rui Veloso)

11.1.11

Nãoooo

Morreu agora na minha mão a minha bandelete fina, supé-phopha. É como se morresse uma parte de mim. Não sei como será a minha guerra capilar sem ela daqui para diante.
Temo que haja muito mais derrotas.
Vou cortar os pulsos.

I Just want To

9.1.11

Precisava de me doer

Ontem tive uma jantarada e, como sempre, jantarada que é jantarada não acaba cedo. Nem com pouca confusão. Gritos. Animação. Muita gente. Picardias. Brincadeiras.
A noite acabou tardíssimo. No bar, dancei até que me doessem as pernas e os pés. Até que os meus 10 cm de felicidade gritassem. Dancei com os braços no ar, no palco, no chão, até que me doessem todos os músculos do corpo.
Precisava que tudo me doesse para me sentir, para ter-me viva. Precisava que me doesse até a respirar.
E aqui estou eu.
Viva.

8.1.11

Should I stay or should I go?

A minha irmã diz que nunca mais me irei apaixonar porque perdi um grande amor, quando andava na faculdade. Diz-me que por ter raiva e por nunca mais ter falado com o dito, que o Karma me está a cobrar por isso.
Não consigo concordar, mas posso pensar sobre isso (nojo, a cachopa de 18 é que me dá lições de moral...).
É verdade que tenho raiva (quem não tem, depois de nos tratarem mal?). É inevitável. E sim, foi um grande amor. Mas passa. E quando ele me aparece, desperta-se-me a raiva. E eu tenho um orgulho fodido, ignoro, apago mensagens e pedidos de amizade, não quero ver ou falar ou sentir mais raiva do que aquela que sinto. Mas...
Dizem que (que eu cá não percebo nada disso) enquanto houver assuntos pendentes e coisas por resolver, que não conseguimos avançar nem atingir um estado pleno de harmonia (WTF???). Bem, eu gostava de tentar conseguir fazer isso, mas não é fácil. Já tentei. Mas se calhar, sou apenas mais uma mera mortal.
Mas quando for omnipotente, e está quase!, vou perdoar, falarei para ele como se nada fosse (como ele faz) e seremos amigos. Até lá, continuo com a minha azia. E com a minha mortalidade.

5.1.11

Rendida


Olha que coisa mái-linda.
Já andava farta dos vermelhos. Agora deu-me para isto e, até ver, fica tão fluffy aqui nas minhas nails...

2.1.11

Por causa dessas resoluções de ano novo

Já está sabido que irei fazer uma viagem à Europa. "Sítio a definir" digo eu.
Agora dei-me a tentar começar a pensar na dita viagem (nada como um dia sem nada para fazer) e estou deveras indecisa.
Quero muito visitar Londres, tenho lá pessoal amigo (o que ajuda cá com as despesas e orientação da viagem). O afilhado vai estar na Polónia (mais do mesmo a favor). Os amigos planeiam ir a Amesterdão. E tantos outros destinos que me seduzem...
Eu sei, eu sei, o que falta é começar que depois ainda se vai a todas (olha eu armada em abastada a falar) mas estou mesmo com dúvidas acerca do primeiro destino. Sugestões?

1.1.11

Não me posso queixar (a não ser do meu mau feitio) porque este ano que passou foi fantástico e cheio de coisas boas.
Muito do que queria fazer, foi feito. Muito do que queria ver, foi visto. Muito do que queria dizer, foi dito. Pequenas coisas que para mim significaram muito (mas mesmo muito):
- Marquei presença no estádio de Alvalade (que posso dizer, tem azulejos que nunca na vida punha ou gostava de ter na minha casa-de-banho, mas gosto do estádio, pronto);
- Fui a Nova Iorque (estou sem palavras e com a lágrima no canto do olho);
- Gritei que me desalmei a ver o Michael Bublé, no pavilhão Atlântico;
- Comecei o meu Mestrado (e já falta pouco para acabar);

Pró próximo ano, para já:
- Quero muito entender que o meu humor não é para toda a gente e devo ter moderação para não provocar azias inesperadas;
- Quero muito ganhar tino na boca para evitar a entrada de hidratos de carbono e glícidos como se não houvesse amanhã (todos os dias) e começar a mexer mais o corpinho que um dia ele vai agradecer;
- Pelo menos uma viagem à Europa (sítio ainda a definir) vai ser feita;
- (...)