27.3.11

O pior que me podem fazer

é mandar uma piadola seca* quando estou a ingerir líquidos.

* - sou uma fácil com as piadas secas

22.3.11

O São Pedro que se oriente!

A semana passada estava cá isto:
Estava semana foi gelado na esplanada com solinho nas pernas.

21.3.11

Lá me cansei de contar os dias

Que aquilo cansa de morte e eu tenho uma rotina supé ocupada. Era sair de casa as 8:45 e chegar à 01:00 do dia seguinte. Foi uma canseira e o fim-de-semana com 20ºC, a loucura de muita gente, foi só a minha desgraça! Tempo ideal para os formadores pôrem fogo (controlado) e para nós andarmos a apagar lume, enquanto os pais foram para a praia. -.-´
Num resumé do curso: Um redemoinho no meio do fogo. Cava e anda!Eco 3, a equipa de elite!
Tudo enfileirado a "cavar e andar". Que fofinhos.
Fogo. A sério. Fogo. E apagado sem água. Até me doem os costados outra vez só de pensar que foi só "cavar e andar". Já tenho uma relação tão estreita com os McLeods (machado-ancinho) que até dói! Na hora do rescaldo. Aqui está a prova de que lá andei a esfalfar a minha celulite por entre o mato.Uma equipa espectacular! Sexta-feira que vem estaremos a jantar que é como quem diz na-farra-como-se-não-houvesse-tomorrow!

17.3.11

Dias quatro e cinco (gostava de saber dizer em francês, mas... nheca...)

Nota introdutória
Eu não queria estar aqui a contar tudinho do meu curso de combate a incêndios florestais, mas até isto acabar não tenho hipótese, até porque não tenho vivido mais nada de interessantes . Aliás, não tenho vivido mesmo: das 9 às 17h trabalho; das 17 às 19h30 estágio no CDF; das 19h30 às 00h00 é o curso. Chego a casa às 01h e qualquer coisa de modo que é uma óptima maneira para dizer que não tenho tido vida própria. Não tenho não senhora, mas espero retomar a minha pseudo-vida-social em breve.

Ora então, nestes dois dias, nada a registar. A matéria é aquela seca (meios aéreos, organização de combates a incêndios, dispositivos de combate...)
Só tenho a dizer que se continuam com a preparação física que tenho tido, irei considerar a fazer isso todos os dias. Ontem já fui capaz de fazer corrida contínua toda, sem aquela paragenzinha de recuperação de fôlego (ou rendição do reumático), por isso deve estar a fazer qualquer efeito... Digo eu. E o futebol e o basquetebol? Maravilha. Estou quase jogadora profissional (de pesca, de pesca)..

Hoje é topografia no terreno. Mato denso e procura de coordenadas não-sei-quê. Coise.
Afinal ainda não morri.

15.3.11

Second and third Day

Segundo dia: teoria de tudo o que tenha a haver com incêndios florestais. à tarde, trabalhar com motoserras. E o famoso "cava e anda". Senhora de características rameiras que pariu o "cava e anda". É literalmente cavar e andar. Todos em filhinha-pirilau, cada um com uma ferramenta a cavar e andar. Já aqui tenho uma "árruptura de 14 cm" nas costas. Se eu não soubesse o que eram paravertebrais, era agora que os aprendida. Da maneira que eles estão contracturados, até a mexer o dedo grande do pé me dói as costas.
No final disso tudo ainda tivemos a tal hora de preparação física (corrida contínua, futebol e basquetebol) debaixo de chuva torrencial. Fiquei cadáver.
Terceiro dia: cadáver ao quadrado. Até de mexer os olhos me dói tudo. Aula de meios aéreos. Bem subornado e o formador dispensou-nos da preparação física. Também só estava a chover pedraço às 23h, bem insisti para que houvesse, mas ele estava com frio... Não percebo.

Hoje à noite logo se vê o meu estado de evolução cadavérica. Se for muito avançado logo vejo se consigo arrastar as duas pernas pela mata densa na aula de topografia -.-´
Bombeiro sofre

12.3.11

Day one

- lá começou o meu curso de combate a incêndios florestais e já estou marcada (como sempre): a que não se cala, a que se está sempre a rir, a que treme sempre que se fala em ed.física, a que manda as piadolas nas aulas;
- o formador deve saber muito de incêndios florestais mas de português pesca pouco. É matéria bruta para anotações das suas bacoradas. Se o pessoal que fez o novo acordo ortográfico o apanha, ainda aproveita algumas coisas que ali se passam naquela aula ("fize-as" e "vendemo-so"... medoooo);
- a aulinha de preparação física mete as minhas aulas de ginástica a um canto e mete-me de cara roxa também. Eu já tinha dito que ia começar a correr como se não houvesse amanhã, mas não sabia que era já hoje;
- as viagens no nosso VLCI são sempre super emocionantes e perdidos no meio-do-nada na própria paróquia é qualquer coisa que quase-impensável.

Espero conseguir sobreviver amanhã.

11.3.11

vida dura a minha

Ainda uma pessoa não ressacou do Carnaval (que foram mesmo três dias a dormir coisa de três horas/noite) e já se me roubaram os próximos fins-de-semana.
Amanhã as 8:00 lá iniciarei mais uma formação de incêndios florestais. Já sei o que se passa nessas mentes: yada-yada-yada incêndios no Inverno? afinal os bombeiros fazem formação nos incêndios em vez de nos agentes extintores? (são os típicos comentários)
Sabe Deus o que se passará nessa formação. Mas pelo que já me contaram a formação é lixada a nível de exercício físico.
Se o meu psôr me dava alento nos momentos mais difíceis, vamos a ver quanta paciência tem o formador quando me vir roxinha a arrastar a celulite pela mata a dentro.

10.3.11

Assim vale a pena

Depois de uma aula em que os "bofes-de-fora" foram palavra de ordem, em que o psôr não parava de gritar "e mais e mais e força e coiso" (foi difícil controlar um manguito que se me estava quase a saltar dos dedos), o homem mandou o pessoal deitar no colchão, relaxar, ao som de música com pássaros a chilrear e olhos fechados quando... credo! mãos nas minhas costas a massajar-me como se não houvesse amanhã.
Com um final de aula assim até compensa ter ficado quase roxa de tanta extensão de braços. Segunda há mais.

8.3.11

Cárnaváu

Em jeito de protesto, mascaramo-nos todos de piratas (para fazer frente a um senhor marinheiro). Foi Sábado, foi Domingo e foi Segunda. Caraças, se calhar ando a primar demais a minha vida social...

5.3.11

o porquê ?

Este meu "desaparecimento" apenas se deve ao facto de termos tido uns dias fantásticos e solarengos. Antes fosse! Tenho estado enfiada no estádio e afincadamente aplicada nos meus relatórios de estágio. Antes fosse! Bem tento, mas ando mais a arrastar o assunto do que outra coisa.
Mas enfim, chegou este dia morto, com chuviscos e nublado. Vou-me enfiar debaixo das mantas, à frente do sofá a ver filmes como se não houvesse amanhã. E depois penso no que faria num dia cheio de sol ou se tivesse as coisas do estágio em dia. (vou tentar não deprimir)