31.5.11

Pronto, confirma-se, estou a dar em doidinha

A fazer noitadas todos os dias e pronto. Acabou-se.
Hoje o despertador tocou e eu não sabia porquê.
Saí do banho ainda com o shampoo na cabeça.
Esqueci-me de almoçar.
Já não consigo ler.

And so on.
...

29.5.11

Esperei ontem e hoje todo o dia até que chegou. Chegou a chuva a potes. Assim evito dar-me mais chicotadas psicológicas do "mas-porque-é-que-eu-não-fiz-as-coisas-quando-devia-e-esperei-pelas-últimas-para-me-lembrar-que-tinha-um-trabalho-de-mestrado-para-fazer?!".
É que estar enfiada em casa com sol na rua fere-me a alma. Ao menos agora chove.
Menos mal.

(vou fingir que estudar sobre pubalgia é das melhores coisas do mundo!)

28.5.11

Mestrado

Estou naquela fase em que me apercebo que tenho apenas um mês (e um mês só) para entregar o trabalho final de Mestrado. Tudo bem, não fosse ainda não ter começado a parte mais importante desse trabalho. Que não costuma ser pequeno.
Tranquila.
Quando estiver a 15 dias de o entregar espero ter as coisas mais ou menos prontas. Se não estiverem, aí sim, vai haver problemas. Para mim, claro. Problemas profundos... Eu depois tiro fotos aos pulsos cortados.

Nos entretantos vou ficar este fim-de-semana inteirinho sem o meu J. (o que ajuda e muito, já que por motivos de força maior ele não vai poder estar cá mesmo) logo são 9:16 e vou começar a definhar em cima do relatório.
Se não der notícias é porque estou mesmo embrenhada.

24.5.11

Maio, Mês do Coração

Lá no trabalho, às terças-feiras agora é só de rastreios de colesterol e glicémia e IMC.
Terças e quartas é de aulas de Step e Active Yoga e Localizada e Aeróbica.
Amanhã vai ser a caminhada (previstos no mínimo 5km).
Claro está que ontem houve aula de localizada e na quinta haverá aula de step no ginásio do meu psôr.
Cuido que no fim do mês o que poderá existir não será um coração mais forte, mas um coração mais enfraquecido por tanto esforço nunca antes sentido. -.-´

22.5.11

Coisas de adultos. Ou não.

Os peixes do meu J. deram peixinhos.
O nosso pinheiro* cresce saudável e forte.
Hoje vamos comprar comida e um aquário para as novas crias (antes que sejam assassinados em plena flor da idade, pelos camarões que ele para lá tem). E um vaso ou terra ou não-sei-quê que o pinheiro precisa.
Claro que estas merdas só podem estar aos cuidados dele, que eu cá não percebo nada (nem tou interessada, claro está) neste tipo de cuidados. Assim, enquanto for delegando responsabilidades, só vou fazendo companhia nas compras e não tenho de participar nos cuidados de fins-de-semana que eu cá antes prefiro gastar esse tempo escarrapachada no sofá.

* Sim, temos um pinheiro, deu-nos para aquilo. Ofereceram-nos um pinheiro e nós, como bons pais adoptivos, lá o mantivemos.

Ansiosa

Para ir ver o Piratas das Caraíbas.
Pronto que é que se há-de fazer? Gosto daquilo porrah...

18.5.11

Aniversários

Tenho dois casais super amigos. Daqueles em que vou a casa deles como se fosse a minha, em que sempre que é necessário, podemos contar com eles e eles connosco. Em que quando não nos apetece sair, vamos beber café a sua casa. Daqueles casais supé phophos, pronto.

Mas danado, danado, é que os dois elementos de cada casal fazem anos no mesmo mês. E nisto são quatro festas de aniversário e quatro prendas realmente boas no mesmo mês. Já foi a 4, a 15, a 17 e falta o do dia 25.


Ah e os casais são a S. e o D. e a S. e o D. -.-´

17.5.11

Tempo de Maio

Tem andado um tempinho que valha-te Deus!
Durante o dia um solinho e coisa e tal que até se amanha uma boa temperatura, não se sente o frio. Chega a noite e falha a luz minuto sim, minuto também. Troveja se Deus a dá. Chove a potes como se o amanhã não viesse e é um vendaval que o que anda pela rua entra-se-me pela garagem a dentro.
Valha-te Deus. Este mundo está para ter um ponto final.

16.5.11

Ora, qualidade

Depois das prevenções do 13 de Maio, do muito a fazer pelos peregrinos e pouco a fazer para o Mestrado e destes dias lindos sem poder sair de Fátima, hoje foi dia de praia.
Lindo, sem vento. Calor. Maravilha.

11.5.11

Ó faxabor

Já não se consegue esticar um dedo em plena Fátima.
Isto está atulhado!

O que me chateia

O que me chateia não é eu ter tido tantos serviços no Domingo passado que nem sentei o rabiosque em lado nenhum. O que me chateia nem é o facto de ter ficado cansadíssima. Nem tão pouco a aulinha de ginástica que me matou o pouco que restava de mim! Não. Isto de doer as pernocas só significa que o ácido láctico me substituiu o sangue e que o exercício afinal até tem efeito.
O que me chateia mesmo é eu ter um novo andar, como se tivesse chegado a Fátima depois de andar longos kilometros a pé. -.-´

7.5.11



Adorei o filme. Lendas e tempos medievais e mistério. Lindo!

3.5.11

Isto

O píncepe casou-se com a pincheza (sim, é, o vestidinho era phopho).
Já sou madrinha de batismo da Maria (com esta coisa dos acordos, já nem sei se leva "p" sequer).
O ex-Papa foi beatificado.
O Bin Laden já foi morto.
O país anda doente com a troika e a crise e o yadyadayada.
Não tarda é o 13 de Maio e ninguém cá em Fátima se pode mexer.

Pronto, acho que não tenho mais nada a dizer.