9.2.13

Eu não sou uma pessoa simpática por natureza. Simpática de andar a sorrir na rua e cumprimentar os vizinhos e tal. Mas também não deixo de cumprimentar pessoas conhecidas, não sou arrogante com desconhecidos.
Isto porque fico dececionada com a falta de carater das pessoas hoje em dia.

Fui a uma consulta e diz-me a rececionista:
Ela: É a D. Quase Eu?
Eu: Sim.
Ela: A sua morada é XXX? (morada dos pais)
Eu: Sim.
Ela: Qual o código postal?
Eu (lembrando-me que afinal, já tinha mudado de casa): Já agora, dá para mudar a morada? É que entretanto mudei de casa...
Ela (com um leve toque de arrogância): Por isso é que perguntei.
Eu: morada tal e tal.
Ela: tem seguro de saúde ou sub-sistema?
Eu: Não. Mas acho que a vossa clínica tem um protocolo qualquer com os Bombeiros, porque sei que pago menos.
Ela (com arrogância nítida): Por isso é que perguntei!
Eu: sim minha senhora, mas isso não é seguro de saúde, nem tão pouco um sub-sistema. Daí eu dizer-lhe que vocês é que têm um protocolo que você até deveria ter conhecimento
Ela (porque não podia ficar sem resposta porque deve gter ficado ainda mais mal-disposta com a minha resposta): (a alto e bom som) É como a senhora quiser, tá?
Eu: não tenho de aturar esta gente.

Odeio. Odeio gente presunçosa e que fala como se todos lhe devessem e ninguém lhes pagasse. Vão tratar esse mau feitio que eu não tenho de aturar isto. É que ainda pago para receber este tratamento. Enfim...

1 comentário:

ML disse...

Grhhh és tu e eu! Detesto! E eu nem sou de responder, normalmente vou respondendo às coisas para não me chatear mas fico furiosa!