25.9.15

Ai, estes "ares" do Norte

Uma das paragens da mini-viagem que fiz foi ao Porto. Porquê? Porque aqui a madame ainda não tinha ido levantar o diploma do Mestrado. 
Xinapá, já foi há tanto tempo que se não fosse pelos mais de 100€ que já tinha pago (sim, 100!!!), deixava-a lá a ganhar bolor. Bem, ao tempo que foi que é gaja de já ter uma nódoazinha de bolor mesmo.

Nisto, chego aos serviços centrais do Politécnico do Porto e deparo-me com um recepcionista assim gato-mas gato, daqueles que até dá gosto ver, quanto mais conversar...! Louro, olhos claros (nem vi bem a cor, tentei desviar-me do seu olhar, não fosse ficar hipnotizada), porte atlético.
Eu - Bom dia, vinha levantar a minha carta de curso.
Ele - Bom dia. Já lhe disseram que estava pronta, sra?
Eu - Sim, práí há uns 4 anos!
Ele olha-me assim com um ar intrigado a ver se eu estava a ser irónica ou se estava a brincar com a situação. Mas levantou uma sobrancelha em câmara lenta ao mesmo tempo que sorria assim tão sexy, tão sexy, que só me apetecia saltar o balcão para me sentar no seu colinho.
Eu (em pensamento) "sou uma batata casada, sou uma batata casada, sou uma batata casada" e repeti mentalmente enquanto assinava uma catrefada de papelada, me virei e segui caminho.
Ai, estes ares do Norte...


Sem comentários: