22.9.15

# música

Há músicas que fazem parte de nós. E há músicas que, de tanto fazerem parte, se tornam difíceis de esquecer.
Esta é uma delas. Ainda hoje me custa ouvi-la por me fazer recordar uma fase da minha vida que não quero recordar, principalmente porque sabia que era mesmo disso que se tratava: uma fase. Foi difícil ultrapassá-la, esquecê-la e avançar. Mas, oh well, é por ter passado por tudo que me tornei na pessoa que sou, certo?
Hoje encontrei esta versão linda de morrer. E o bom da música é também isto: uma nova versão para me lembrar que a fase que tive me tornou numa nova eu.

Sem comentários: