18.12.15

A minha filha porta-se mal

Dei por isto no shopping, durante a hora de almoço.
 
A minha filha porta-se mal: mete-se com as pessoas das mesas do lado gritando-lhes um sonoro "Óuá!".
A minha filha porta-se mal: não quer a cadeirinha de bebé. A minha filha quer as cadeiras dos adultos para se sentar/levantar 547 vezes durante a refeição.
A minha filha porta-se mal: mete o garfo no meu prato mas vai lá à mesma com a mão oposta e suja as camisolas.
Leva com 123 "nãos!" e 456 "está quieta!" e 12.087 "deixa a mãe/o pai comer!" numa única refeição.
 
Mas a minha filha não passa uma refeição (ou atividade qualquer) atrás de um tablet ou telemóvel viciada num jogo qualquer ou desenho animado.
E é isto que acontece em 3 mesas à nossa volta no espaço de refeição do shopping.
Não sei se é triste ou se é desespero dos outros pais, mas fico contente por não ter optado por esse caminho. Custa muito mais, se custa!, custa refeições em que mal como...

1 comentário:

Rabiscos de Amor disse...

Descobri o blog e estou a lê-lo...
Aqui é igual, sem tirar nem pôr!
Ele também se porta assim "mal"... mas é opção nossa, espero continuar sempre*