5.8.17

Bendito GOT que me acompanha nos maus momentos da minha vida


3.8.17

Recordemos, Senhor, com tanto carinho, o post feito na primeira gravidez.

Continua actual.
No furder comments.

Aqui

Depois da onda gravídica passar, quero este look só para mim #3


1.8.17

Eu gostava de não me queixar (cuidado que este mete asneiras)

mas fodasse, este espaço é meu e por isso vou-me queixar. E com asneirolas à mistura porque me apetece. Porque estou farta de me conter e já chega. Antes quero dizer que a minha sorte é do caralho do que continuar à-la-Madalena.

Que esta gravidez não estava a ser fácil já eu sabia mas que ia ser difícil até ao ultimo dia, é mesmo para testar a paciência desta gorda até à última.

- Logo de início foi ameaços de aborto a internamentos para aguentar o puto cá dentro, e agora que está na hora... armou-se em lapa!
- Primeiro que me dessem baixa tive 2 ameaços de aborto, um internamento e 3 consultas médicas para explicar que as perdas de sangue podiam ser do trabalho físico que faço.
- Para fazer ecografias trimestrais tive montes de trabalho (ou porque tive de ajustar a data e ainda não se via feto, ou porque o médico que me atendia reformou-se e tive de remarcar ou porque o seguro de saúde deixou de estar activo no hospital onde costumava ir). Sim, nas 3 ecos houve problemas nas marcações. 
- À minha volta só ouço gente a rezar por cesarianas e eu, que sou das que pagavam para ter um parto normal tenho de ouvir do médico que provavelmente vou acabar numa cesariana porque já tive uma anterior. Lucky me....
- À minha volta as que estavam do mesmo tempo que eu já tiveram os cachopos. As que estavam de mais tempo que eu já tiveram os cachopos e adivinhem lá.... as que estavam de menos tempo que eu também já tiveram os cachopos. Vá, nem todas, mas... na verdade, parece-me que as que não tiveram devem estar neste momento a caminho da maternidade, prestes a parir.
- "Anda que isso ajuda". E eu? ando que nem uma lontra pelas ruas fora. O máximo que consegui foi dores nos pés, na bacia, na anca e em todos os músculozinhos deste corpo adornado em gordura. Mas trabalho de parto que é bom.... NADA!
- "Bebe chá de folhas de framboesa". Aqui a conas lá faz mais uma tentativa. Dá uma azia filha-da-mãe, tenho um pau queimado no sítio do esófago, mas o puto querer sair? NADA!
- A entrar nas 40 semanas lá tenho de marcar a puta da cesariana, porque o miúdo não se decide. Vou ao hospital fazer os exames pré-operatórios e estou 3 horas à espera que olhem para mim porque os médicos estão de férias. 
- Marcar a data que é bom? Só há data nas 41 semanas porque os médicos estão de férias. 
- No meio disto encontraram-me um problema no coração. (e alguém se admira?) Com a sorte que tenho às tantas ainda me dizem que primeiro tenho de fazer um transplante e recuperar e só lá para dezembro é que me podem tirar o puto.

Eu JURO que gostava de ser melhor (mais simpática, menos respondona, menos-revirar-o-branco-dos-olhos...)

mas as pessoas não facilitam!

 

29.7.17

Depois da onda gravídica passar, quero este look só para mim #2

depois... tipo 1 semaninha depois...


25.7.17

Resumo da noite

Eu, grávida, constipada = demora a adormecer

Ela, pequena, com virose = acorda de madrugada para vomitar durante o resto da noite

Eu, a tentar manter as aparências no dia seguinte =

23.7.17

Sim, eu sei, não há maneira de rebentar

Uma pessoa está apenas de 38 semanas (a E nasceu às 41) e já toda a gente me vem com a conversa do "nunca mais nasce?"
A próxima pessoa que mo disser leva uma lambada por causa das tosses.
Gente, se eu mandasse, o puto estava cá fora já.
Como não mando e tenho filhos teimosos, a coisa vai-se arrastar.
Assim sendo, e para evitar agressões físicas a terceiros, estou barricada em casa. Evito os comentários sobre "ainda nada?", "ah o meu foi às 37", "com essa barriga parece que já estás no fim".... e evito espancar alguém à marretada. 

(Será que ainda ninguém percebeu que sou eu a mais ansiosa?! Nem é para ter a maravilhosa sensação de ter o meu bebé nos braço. É mais para me livrar destas dores terríveis e inchaço e para me poder movimentar livremente e voltar a vestir cuecas sem apertarem!)

11.7.17

Maneira subtil de dizer que já ocupamos muito espaço

"Mãe, deixa-me tirar-te uma foto!!!"

Foi este o resultado.

9.7.17

Corine de Farme e nova campanha Youzz

A #youzz seleccionou-me mais uma vez para uma nova campanha! E nós cá por casa ficámos super felizes, porque a #corinedefarme já era marca de eleição.
Com as novas fórmulas de flor de amendoeira (no gel de duche) e de calêndula calmante (na água micelar) parecem produtos totalmente novos. O creme hidratante já não achei grandes diferenças em relação à fórmula anterior. No entanto, como disse, são produtos habituais nas prateleiras e com o M. a caminho, dá imenso jeito ter cá mais umas embalagens!

#youzzcorinedefarme #youzzportugal



5.7.17

Latas de manteiga de amendoim e queijo (sim latas) num telhado rachado a meio. Por cima de um convés de um ferryboat que andava a toda a velocidade. Tão grande velocidade que sempre que fazia uma curva apertada eu batia nas laterais do convés e as latas caiam do telhado. Lá ia eu voltar a pô-las.

Ainda dizem que os sonhos em idade adulta não têm a mesma magia. PPPFFF

30.6.17

Ontem recebi um miminho ao som desta música


Pronto, agora é esta música em modo repeat. Já está na Playlist para o dia do parto!

22.6.17

Posso dizer com toda a certeza que hoje foi a primeira noite em semanas que dormi a noite completa. Ou melhor, 8 horas seguidas.
As noites antes foi dormir 3 horas e acordar a transpirar horrores, a ter de passar mais umas horas de leque em riste (que nem as velhas) ou ter de tomar um duche.... a noite não foi propriamente fresca, mas já ajudou e de que maneira!

19.6.17

Em relação a tudo o que se tem passado*

*incêndio no Pedrogão Grande e 64 mortes

Eu só me parece que toda a gente tem algo a criticar sobre coisas que não se controlam.
O fogo não foi posto, as mortes que ocorreram, dizem os especialistas, que foi por inalação de fumos tóxicos, 

o que é certo é que por todas as redes sociais:
- se condena a gestão dos meios no terreno (e maior parte dessa gente não é bombeiro nem está no terreno para saber como se consegue gerir os mais de 2250 operacionais no terreno);
- todos condenam os que ficaram em casa (como se salvar a casa fosse prioridade);
- condenam os que foram embora (porque deviam ter ficado em casa ou recolhidos para não serem apanhados pelo fogo);
- condenam o corte da estrada;
- condenam o jornalismo em portugal (como se não estivessem já habituados à tristeza nesta área. Mais fácil é aprender a filtrar o que se houve do que esperar uma reviravolta neste campo).
- condenam e fazem petições para que os reclusos limpem florestas;
- condenam e fazem petições contra os reclusos limparem florestas (porque obrigar é trabalho de escravo);
- condenam os políticos que permitiram a reflorestação;
- condenam porque sim.

Até vem a outra não-sei-das-quantas dizer que os bombeiros coçam os c****** 9 meses e só trabalham 3.

Eu condeno a ignorância.
Porra, morreram 64 pessoas! Ficaram filhos e pais a chorar estas mortes que não se puderam controlar. E só se vê gente a apontar dedos.
Eu ando em casa (quase a chorar) à espera que o marido chegue do Pedrogão Grande vivo, por ter ido ajudar, por ser um dos 2250 operacionais no terreno, por estar há quase 24h lá, por saber que as condições são péssimas (não têm onde descansar, sem uma refeição decente, cansaço físico no limite).

Condeno a ignorância, porque acredito que só a ignorância permite esse arrotar de críticas sem fundamento e conhecimento de causa. Há tanta coisa a se poder fazer em vez de estarem enfiados nas redes sociais a condenar tudo e todos. Condenem o fogo! Condenem a trovoada seca! Porra, pensem no que é que nós podemos fazer para melhorar esta situação?

16.6.17

Depois da onda gravídica passar, quero este look só para mim


14.6.17

É triste

dizem que uma pessoa está em estado de graça, mas já não lhe acho piada nenhuma.
A roupa não serve, os sutiens não esticam, até as cuecas não servem (nem as cueconas à velha).
Isto já está a esticar por todos os lados, arrasto-me com o umbigo a empinar entre a direita e a esquerda, sento-me como se estivesse a pensar nas regras de etiqueta - costas direitas senão levo um pontapé do puto no queixo.
E vêem-me falar de estado de graça.
Pffff

12.6.17

Com este calor...

Uma pessoa nunca está bem, por isso agora vou reclamar do calor.
Este que em anos anteriores era ansiado desde novembro (ou assim que se punham temperaturas abaixo dos 15ºC) agora é odiado.
Cá em casa só de cuecas, com um leque a abanicar, mesmo à anos 20. E sabe-Deus a visão do demo que aqui se passa (é que já nem as cuecas me servem).

11.6.17

Não ando numa de pedir. Qualquer uma das duas pode vir cá morar sob desculpa de fazer anos em breve.




 Imagem "Colo da Mãe" da Willow Tree 47,95€

  Aromatizador "Bolor d´Olor" 36€